Cultivando Marijuana: INDICA VS SativA

A cannabis é uma planta antiga e adaptável que é cultivada em todo o mundo. Exposta a uma variedade de condições climáticas, ambientes, luzes, temperaturas e reprodução selecionadas, geraram vários tipos de marijuana. Veremos como cultivar Sativa e Indica.

O três tipos originais e distintos de cannabis são: Sativa, Indica e Ruderalis. O novo trio de classificação da cannabis são: Automáticas, Híbridas e Medicinal.

A genética Ruderalis, para a maioria, serve ao propósito de floração rápida, independente do período de luz. Os tipos modernos de marijuana automáticas são híbridas de Indica sensível a luz e/ou Sativa. Contemporaneamente, os tipos medicinais são híbridos de Sativa e Indica, e ultimamente automáticas também, selecionadas pelo nível alto de CBD ao invés de THC.

Independentemente do tipo de cannabis que você deseja plantar, você definitivamente precisa se familiarizar com o crescimento de ambos tipos, Sativa e Indica. Saber é poder. Um fazendeiro bem sucedido de marijuana sabe das diferentes necessidades das árvores da Sativa e os arbustos pesados da Indica.

ÁRVORES SATIVA

Cannabis Sativa Trees

Tipos puro de Sativa não são tão fáceis de se encontrar hoje em dia, e não servem para ser plantada indoor. Híbridos de sativa planejados como Amnesia Haze pode levar 12 semanas ou mais para florescer, no entanto, a Amnesia é bem amigável para o cultivador indoor. Com alguns treinos, esse tipo de marijuana pode entregar resultados maravilhosos para quem cultiva em hidro.

Mesmo que a Sativa contemporânea ainda possa crescer até mais de 3 metros outdoors, especialmente no clima mediterrâneo, hibridização e reprodução seletivas reduziram o tempo para florescer e fizeram os buds ficarem mais densos.

A última híbrida com Sativa dominante como a Shining Silver Haze pode ser cultivada indoors ou outdoors em menos de 10 semanas de floração. A elevação cerebral da brisa da Sativa é mantida, enquanto uma influência sutil de Indica mantém as buds estreitas e com maturação rápida, sem induzir ao efeito Couchlock.

Geralmente, o tipo Sativa de cannabis mostra folhas finas, com espaços maiores entre os entrenós e rápido crescimento vertical durante o estágio vegetativo, floração e até a colheita em algumas instâncias. As Sativas ainda são as árvores da cannabis e os métodos ScrOG e/ou LST são recomendados para manter uma cobertura reta.

A maioria das buds macias são eliminadas e trocadas por colas longas com formato de vela. As Sativas puras das antigas produzia buds bem macios e soltos. As Sativas de hoje produzem buds maravilhosas sem as dores de cabeça do passado. Buds mais estreitas e com grande resistência a mofo.

Pouca, à média fertilização é geralmente o necessário. Sabores exóticos variam de doce à frutas da floresta quando se é Sativa. Haze Berry é um combo de sabores, de uma altura que os cultivadores de só uma geração atrás não acreditariam ser possível.

ARBUSTOS DE INDICA

Cannabis Indica

O contraste nas características de crescimento entre um arbusto discreto de Indica e as árvores altas da Sativa são obvious desde muito cedo.

Indicas são mais propícias ao cultivo indoor já que florescem antes das Sativas, e, produzem buds resinadas que todo o stoner cobiça. Híbridas de Indica como a **Northern Lights abasteceu a revolução de cultivo indoor. Ótima produção sem esperar muito.

Os tipos de landraces de Indica foram preservado por causa de uma junção de conflitos e sorte. A genética da Landrace Kush foi contrabandeado das montanhas de Hindu Kush que tem fronteira com o Afeganistão e o Paquistão. O efeito de Couchlock acontece com várias variedades com Indica predominante.

A nossa Special Kush 1é uma autêntica Kush das montanhas. Indicas contém mais clorofila, que facilita o florescimento mais rápido do que das Sativas. A Kush só precisa ser refinada ao invés de re-desenhada para produzir colheitas indoor excepcionais em apenas 7-8 semanas de floração.

Folhas gordas e verde escuras são mais eficientes em absorver a luz do sol do que as folhas finas e verde claras da Sativa. No entanto, elas precisam de aparos durante a floração se estiverem bloqueando o sol das buds.

A melhor Indica híbrida tem geralmente algumas genéticas da Sativa. O.G. Kush exibe alguns traços da família da Sativa, por ter a cor verde limão e uma brisa bem mental.

O método mais eficiente para ter uma colheita bem gorda e cristalizada de Indica é SOG. Geralmente, os tipos de cannabis que tem Indica como dominante, toleram doses maiores de fertilizantes e preferem um mais rico em nutrientes do que a Sativa.

A Indica tradicional que tem herança da Hindu Kush pode ter um gosto muito forte para alguns dos especialistas contemporâneos. Bubble Kush e Pineapple Kush são as nossas próprias híbridas deliciosas dominada por Indica.

O AUMENTO DA CANNABIS HÍBRIDA

Cannabis Hybrid

A maioria dos tipos de cannabis são uma combinação entre linhagens Sativas e Indicas. Os diferentes fenótipos estão presentes desde a semente. Uma vez que você sabe o que você quer, você pode moldar seu cultivo para que atenda melhor a híbrida dominada por Sativa ou Indica. Tipos de cannabis medicinais ricas em THC como a nossa Painkiller XL são híbridas de Indica-Sativa, assim como outras sementes feminizadas que devem levar os mesmo cuidados e atenção que as híbridas necessitam.

Até os tipos automáticos, assim como a Royal AK Automatic e a Royal Haze Automatic serão dominadas por características da Sativa ou Indica e produzirão mais nas mãos de quem sabe ler folhas de marijuana.