O Guia de Cultivo da Canábis pela Royal Queen Seeds

By Luke Sumpter

Como Cultivar Sementes de Canábis Híbrida F1

F1


🚀 Sobre o Cultivo de Híbridas F1

As sementes de marijuana híbrida F1 são para iniciantes?
Absolutamente. Devido ao seu vigor híbrido e à sua maior resistência, elas são na realidade mais fáceis de cultivar do que outras variedades.
Qual é a diferença entre as híbridas F1 e as outras estirpes?
As híbridas F1 são criadas utilizando duas progenitoras de linhagens altamente endogâmicas. O cruzamento de genética endogâmica resulta num fenómeno conhecido como vigor híbrido — uma característica que aumenta vastamente o desempenho da planta.
Durante quanto tempo é que as estirpes híbridas F1 florescem?
Cerca de 38 a 55 dias para as estirpes auto.
Quando é que as estirpes híbridas F1 estão prontas para a colheita?
As variedades autoflorescentes estão prontas para a colheita em apenas 60 dias. As estirpes fotoperiódicas demoram mais tempo, depende de quando as troca para a fase de floração no interior. No exterior, pode contar colher durante setembro e outubro.

As estirpes de canábis híbrida F1 oferecem maior resistência, maiores rendimentos, maiores concentrações de canabinoides e de terpenos e uniformidade sem igual. Todos os cultivadores devem experienciar o que têm para oferecer pelo menos uma vez na sua carreira de cultivo. Abaixo, aprenderá exatamente como cultivar marijuana híbrida F1, tanto no interior como no exterior.

Germinação

O processo de germinação das sementes de canábis híbrida F1 é praticamente idêntico a fazê-lo com outras variedades — com uma exceção. Devido à sua superior resistência à doença, as sementes híbridas F1 são menos prováveis de serem presas de patógenos nas raízes que têm o potencial de limpar as plântulas. No entanto, estas não são inteiramente imunes. Aqui estão as formas mais comuns de germinar as sementes:

⛏️ Semeadura direta

🌱 Mudas Pré-cultivadas: as Mudas Pré-cultivadas contêm micróbios e nutrientes benéficos que dão às plântulas um avanço na vida.

🥛 Método copo de água

🧻 Método papel de cozinha

A não ser que esteja a optar pela semeadura direta ou pelas Mudas Pré-cultivadas, terá de colocar as suas sementes brotadas no seu meio de cultivo quando a jovem raiz mestra atingir um comprimento de 1 a 2 cm. Estas dicas ajudarão as suas estirpes de canábis híbrida F1 a prosperar nestas críticas fases iniciais:

  1. Evite regar em demasia: aplicar demasiada água às suas plântulas pode sufocar as raízes e torná-las vulneráveis a doenças.
  2. Assegure a devida drenagem. Utilize perlite, vermiculite e solo mais arenoso para melhorar a drenagem.
  3. Não espere demasiado tempo para ligar as luzes: as plântulas precisam de luz assim que os rebentos emergem do solo. Sem a iluminação adequada, estas tornam-se flácidas e fracas.
  4. Não alimente: as suas plântulas não precisarão de nutrientes adicionais durante pelo menos uma semana, consoante o conteúdo do seu meio de cultivo.
  5. Controle a humidade: utilize uma tampa para favorecer a humidade para manter uma humidade relativa média de 70%.

Tipicamente, a fase plântula dura cerca de uma semana após o rebento irromper a superfície do solo. Após isto, a sua planta entrará na fase vegetativa do ciclo de cultivo.

Cultivar Híbridas F1 Fotoperiódicas no Interior

As plantas híbridas F1 fotoperiódicas são as que requerem uma mudança do ciclo de floração para florescerem. Elas crescem de forma semelhante à das normais como à das variedades fotoperiódicas feminizadas. No entanto, estas sementes produzem plantas muito mais uniformes, que exibem rendimentos superiores e melhores perfis fitoquímicos. Há muitas abordagens que os cultivadores assumem quando cultivar canábis híbrida F1 no interior.

A Melhor Iluminação para as Híbridas F1

Lighting for F1

As plantas precisam de fotões para levarem a cabo a fotossíntese, criarem energia e sobreviverem. Há muitas opções de iluminação disponíveis, incluindo CFL, HID e LED. Independentemente do tipo de iluminação que escolher, precisa de fornecer a intensidade de luz ideal a suficiente para impulsionar a fotossíntese sem provocar stresse devido à iluminação.

Há três principais formas de controlar a intensidade da luz no interior. Primeiro, pode cumprir meramente com as instruções do fabricante, consoante se aplicarem à sua área de cultivo. Se quiser ser um pouco mais específico, considere investir num luxímetro. Quando mede os lux, quererá apontar para diferentes intervalos durante diferentes fases do ciclo de cultivo:

  • Fase plântula: 5 000 – 7 000 lux
  • Fase vegetativa: 15 000 – 50 000 lux
  • Fase de floração: 45 000 – 65 000 lux

Idealmente, utilizará um medidor quantum PAR para medir a intensidade da sua luz. São mais caros do que os luxímetros, contudo, fornecem dados mais valiosos. Aponte para um nível PAR de 300–400 µmols/m²/s para alcançar o crescimento ideal.

Deixando de lado a intensidade da luz, o ciclo de iluminação também desempenha um papel fundamental quando cultiva genética de canábis híbrida F1 fotoperiódica. Durante a vegetação, os cultivadores mantêm tipicamente as suas luzes a funcionar durante 18 a 24 horas por dia. Para induzir a floração, precisará de reduzir o ciclo de iluminação para 12 horas por dia até à colheita.

Meio de Cultivo e Nutrição para as Híbridas F1

Medium and Nutrition

Juntamente com a iluminação, o meio de cultivo e os nutrientes que utiliza terão um impacto significativo no rendimento das suas híbridas F1.

Seja qual for a sua abordagem, deve considerar as exigências das estirpes híbridas F1 durante as diferentes fases do ciclo de cultivo. Durante a fase vegetativa, as plantas têm maior exigência por azoto. Elas consomem este elemento como a base para os aminoácidos, que são utilizados para criar proteínas estruturais importantes para o crescimento. Se quiser manter as coisas o mais simples possível, as Pastilhas RQS Easy Grow Booster contêm o rácio perfeito de nutrientes para esta fase do crescimento.

Quando cultivam genéticas de canábis híbrida F1 fotoperiódica no interior, os cultivadores têm total controlo sobre quando é que as suas plantas florescem. Os brotos começarão a desenvolver-se quando reduzir o ciclo de iluminação para 12 horas ligado e 12 horas desligado, este fotoperíodo leva as plantas a pensarem que o outono está a aproximar-se. Durante a floração, a exigências de nutrientes pelas plantas muda uma vez mais; estas precisam de menos azoto, mas de maiores quantidades de potássio e de fósforo. As Pastilhas RQS Easy Bloom Booster cobrem todas estas necessidades.

Temperatura e Humidade

Os cultivadores de interior têm praticamente controlo total sobre o clima dentro do seu espaço de cultivo. Utilize uma combinação de ventoinhas, ar condicionado e aquecedores (dependendo do seu clima) para manter os seguintes intervalos de temperatura durante o dia:

  • Fase plântula: 20–25 °C
  • Fase vegetativa: 22–28 °C
  • Fase de floração: 20–26 °C

Também precisará de acompanhar a humidade (a quantidade de humidade no ar) para manter as suas plantas de canábis híbrida F1 felizes e saudáveis. A canábis sai-se bem com altos níveis de humidade no início da sua vida, antes de precisar de muito menos durante a fase de floração. Utilize ventoinhas, humidificadores e desumidificadores para manter estes intervalos de humidade:

  • Fase plântula: 65–70%
  • Fase vegetativa: 40–70%
  • Fase de floração: 40–50%

Pode utilizar um dispositivo designado por termohigómetro para medir a temperatura e a humidade relativa simultaneamente.

Gestão Integrada de Pragas

Pest Management

As variedades de canábis híbrida F1 possuem resistência superior às pragas e doenças quando comparadas com as estirpes. No entanto, estas não são totalmente invulneráveis a estas ameaças. O Conselho de Desenvolvimento de Agricultura e de Horticultura define[1] a gestão integrada de pragas (IPM) como uma estratégia coordenada e planeada para a prevenção, deteção e controlos de pragas, ervas-daninhas e doenças. Estes problemas são certamente mais prevalecentes quando cultiva estirpes de canábis híbrida F1 no exterior, mas ainda podem encontrar o seu caminho nos espaços de cultivo interior.

Quando cultiva híbridas F1 no interior, utilize as seguintes dicas para manter as suas plantas de canábis livres de pragas e de doenças:

  • Utilize micróbios benéficos: a inoculação das raízes da sua planta com fungos micorrízicos e tricoderma pode reforçar o crescimento e proteger o sistema da raiz contra os patógenos do solo.
  • Instale proteções contra insetos: a colocação de proteções contra insetos sobre quaisquer entradas para o seu espaço de cultivo, tais como entradas e saídas de ar, cria uma barreira física que mantém as pragas do lado de fora.
  • Utilize armadilhas pegajosas: estas são uma ótima técnica preventiva, bem como um tratamento, para pragas como os mosquitos de fungo e tripes.
  • Pratique a boa higiene

Treino e Desfolhação

Training F1

Quando cultiva canábis híbrida F1 numa tenda, pode utilizar várias técnicas de treino para otimizar os rendimentos. Estas incluem:

  • LST: também conhecido como treino de baixo stresse, o LST envolve atar a ponta de crescimento principal ao aro do recipiente para promover o crescimento lateral e brotos uniformes. Dado que o LST não envolve infligir dano tecidual controlado, este não afeta adversamente o crescimento da planta.
  • Super poda: esta técnica de treino avançada aumenta vastamente os rendimentos. A super poda envolve esmagar e dobrar gentilmente os ramos para manipular a forma da cobertura de forma a aumentar a produção de flores.
  • Lollipopping: tal como o nome pode sugerir, o lollipopping é uma técnica de poda que remove os ramos inferiores e locais de brotos para criar uma forma de chupa-chupa. Isto conduz os recursos para o topo da cobertura, resultando em menos, mas maiores brotos.
  • Poda do topo: cortar a ponta de crescimento de uma planta de canábis distribui as hormonas de crescimento para outras áreas da planta, promovendo assim o crescimento lateral e limitando a altura da planta. Para resultados ideais, lembre-se de realizar esta técnica exclusiva nas plantas fotoperiódicas F1, não nas autos F1.
  • Desfolhação: a remoção controlada das folhas lança ajuda a aumentar a aeração e a expor os locais dos brotos a mais luz.

Pode Cultivar Mais de Uma Estirpe na Mesma Tenda de Cultivo?

Claro que sim. Pode cultivar diferentes estirpes de canábis híbrida F1 na mesma tenda, ao mesmo tempo. No entanto, terá maior sucesso se cultivar variedades com uma altura e tempo de floração compatíveis. Isto ajudará a prevenir que uma planta faça sombra à outra e produza maus resultados.

Quando e Como Colher as Plantas de Canábis Fotoperiódica Híbrida F1 no Interior

A duração do ciclo de vida das plantas fotoperiódicas híbridas F1 depende inteiramente de quando as muda para a floração. Após mudar o ciclo de luz, elas demoram tipicamente cerca de 8 a 9 semanas para concluírem a floração. A partir daqui, precisará de colher as suas plantas e de processar as suas flores corretamente.

Tem duas opções: cortar as suas plantas pela base e pendurá-las de pernas para o ar para secarem ou cortar cada broto individual e colocá-los num Secador de Erva.
Seque as suas flores numa divisão escura com uma humidade relativa de cerca de 50%. Saberá que estão prontas quando os caules partirem ao invés de dobrarem. Uma vez secas, coloque as suas flores em jarros de cura com Moisture Fighters durante, pelo menos, seis semanas, para melhorar o seu paladar e suavidade.

Humidity Pack

Cultivar Estirpes Híbridas F1 Autoflorescentes no Interior

As variedades de canábis híbrida F1 não estão limitadas às estirpes fotoperiódicas; também encontrará cultivares autoflorescentes como a Orion F1, Titan F1 e Medusa F1. Tal como outras estirpes autoflorescentes, estas variedades são fáceis de cultivar. Elas são pequenas e discretas, impressionantemente potentes e passam de semente a flor numa questão de semanas. Pode cultivá-las da mesma forma que as suas homólogas fotoperiódicas. No entanto, há algumas diferenças importantes.

Diferenças na Iluminação

As estirpes autoflorescentes não requerem uma alteração no ciclo de iluminação para começarem a florescer; estas transitam ao invés devido a um relógio genético interno. Muitos cultivadores mantêm um ciclo de iluminação constante de 24 horas durante a fase vegetativa e, posteriormente, reduzem-no ligeiramente para 20 horas durante a floração. No entanto, pode deixar as suas luzes ligadas por 24 horas por dia durante todo o ciclo de cultivo. Isto acelerará o crescimento, mas, obviamente, representa encargos maiores com a eletricidade.

Diferenças no Treino

O treino das plantas autoflorescentes resulta em rendimentos melhorados quando realizado corretamente. Como as autos híbridas F1 oferecem maiores rendimentos logo à partida, a aplicação de técnicas de treino impulsiona ainda mais o potencial de produção. Mas espere um segundo! Só deve utilizar o treino de baixo stresse quando cultiva autoflorescentes. Dado que estas crescem tão rapidamente, elas têm pouco tempo para recuperar dos métodos de alto stresse.

Quando e Como Colher

Deve colher, podar, secar e curar as suas flores exatamente da mesma forma que mencionámos acima. Embora as autos precisem de uma abordagem diferente quando cultiva, não há quaisquer diferenças quando se trata de colher os brotos e de prepará-los para fumar.

Buy F1 Hybrids

Cultivar Híbridas F1 Fotoperiódicas no Exterior

O cultivo de erva no exterior representa todo um diferente conjunto de desafios. Climas específicos, pragas e doenças, clima adverso e uma ausência de controlo geral sobre os elementos fazem com que seja ligeiramente mais difícil, não obstante, mais recompensador.

Felizmente, as plantas de canábis híbrida F1 são mais adequadas para lidar com estes obstáculos. O seu vigor híbrido, que resulta do cruzamento de duas linhagens progenitoras altamente endogâmicas, faz com que sejam menos suscetíveis às pragas, doenças, secura e humidade excessiva.

Considere a Sua Estação de Cultivo

Não pode simplesmente ligar um interruptor e forçar as suas plantas fotoperiódicas a iniciarem a floração no exterior. Ao invés, terá de aguardar que estas respondam aos ciclos de iluminação naturais. No entanto, mais a norte, o frio começa a instalar-se bem mais cedo. As estufas e os politúneis podem estender a temporada de cultivo. Isto permitir-lhe-á colocar as suas plantas no exterior mais cedo, bem como protegê-las do clima adverso durante as fases finais do desenvolvimento.

Se cultiva erva no exterior mais a sul, considere-se felizardo! Não tem de lidar com uma estação de cultivo curta. Mas isso não quer dizer que deve baixar a sua guarda. Ainda precisa de proteger as suas plantas contra as vagas de calor escaldante e as secas.

Colocação e Proteção da Planta

O local onde coloca as suas plantas pode afetar imenso o seu desempenho. Idealmente, situe-as numa posição voltada para sul onde receberão o máximo de luz solar possível durante o dia. Assim sendo, se vive numa região particularmente quente, as suas plantas beneficiarão de alguma sombra ao final do dia; caso cultive em vasos, pode simplesmente deslocá-las quando o tempo ficar desfavorável. Se as suas plantas estiverem na terra, então prepare um pano de sombra para as proteger como e quando necessário.

Meio de Cultivo

O cultivo no exterior dá aos cultivadores a opção de cultivarem em recipientes, em canteiros ou diretamente no solo. Caso opte por recipientes, tem as mesmas escolhas de meio de cultivo que os cultivadores de interior. Caso prefira cultivar em canteiros ou diretamente no solo, utilize estas dicas para manter as suas plantas de canábis híbrida F1 em boa forma:

  • Comece a compostar: fazer a compostagem de todos os seus restos de cozinha e de jardim fornecer-lhe-á fertilidade gratuita que pode acrescentar aos seus canteiros anualmente.
  • Seja liberal com os produtos biológicos: a maioria dos solos de exterior são ricos em vida biológica — incluindo bactérias e patógenos benéficos. Pode inclinar a balança a seu favor inoculando as suas plantas e canteiros com fungos micorrízicos, tricoderma e rizobactérias.
  • Não lavre: após trabalhar o seu solo no primeiro ano, evite lavrar novamente. O método semeadura direta mantém as redes miceliais e as populações da rede de alimentação do solo a prosperar.
  • Utilize folhas húmidas mortas: a adição de uma fina camada de relva cortada, composto ou folhas mortas à superfície do seu solo protegerá a rede de alimentação do solo e arrancará com a ciclagem de nutrientes.
  • Utilize culturas de cobertura: mantenha o seu solo coberto durante os meses de inverno utilizando culturas de cobertura resistentes, tais como favas e ervilhas. Estas plantas libertam compostos de carbono para o solo e mantêm as populações de micróbios benéficos ativas durante a entressafra.

Prevenção de Pragas e Doenças

Outdoor pest prevention

As pragas e doenças das plantas são mais comuns no exterior. Os insetos vagueiam livremente e as doenças podem permanecer dormentes no solo por longos períodos de tempo. No entanto, tem uma vantagem quando cultiva estirpes de canábis híbrida F1. Estes cultivares são muito mais resistentes às doenças e os seus perfis canabinoide e terpeno são mais eficazes a afastar as pragas.

  • Utilize rede contra insetos: não é preciso muito para colocar uma rede em torno de plantas individuais ou de canteiros. Estas barreiras físicas são eficazes para manter as lagartas, tripes e inclusive os pássaros afastados das suas plantas.
  • Evite pesticidas e herbicidas químicos: embora eficazes a curto prazo, estes químicos prejudicam a rede alimentar do solo e permitem que as doenças ganhem uma base na matriz microbiana subterrânea.
  • Aprenda a criar inseticidas naturais: aprenda a transformar o alho, as folhas de tomate e os óleos essenciais em pesticidas naturais.
  • Semeie plantas de companhia: o cultivo de plantas de companhia na proximidade das suas plantas de canábis pode ajudar a repelir insetos, enquanto algumas espécies os atraem, afastando-os assim da sua preciosa cultura.
  • Cultive policulturas: não tem de dedicar espaços separados para as suas plantas de companhia. Selecione inúmeras espécies e cultive-as diretamente em conjunto com as suas plantas de canábis. Isto não só beneficiária o solo como também ajudará a minimizar a dispersão de doenças entre as plantas da mesma espécie.

Quando Colher

A sua planta atingirá total maturidade entre setembro e outubro, consoante a estirpe e quando germinou as sementes. Ao invés de adivinhar a melhor altura para colher, pode utilizar uma lupa para ver mais de perto estas estruturas:

  • Pistilos: estes são pequenos pelos que estão salientes em cada flor de canábis individual, com tons brancos durante a fase de floração inicial e ficando laranjas à medida que a planta se aproxima da maturidade. Aponte para colher os brotos quando 60 a 70% dos pistilos ficam laranja-escuro.
  • Tricomas: estes são pequenas estruturas glandulares que dão aos brotos de canábis a sua aparência gélida. Quando os brotos são imaturos, os tricomas são translúcidos na aparência. No entanto, estes ficam mais leitosos e opacos à medida que as plantas se aproximam da colheita.

Os politúneis e estufas são úteis durante a fase final da floração. A chuva forte e os níveis elevados de humidade aumentam drasticamente o risco de bolor durante esta altura.

Cultivar Estirpes de Canábis Híbrida F1 Autoflorescente no Exterior

Autoflowering F1

As plantas fotoperiódicas tendem a sair-se bem no exterior, mas e então as híbridas F1 autoflorescentes? Bem, caso saiba alguma coisa sobre autos, saberá que estas conseguem lidar com praticamente tudo. Junte o maior vigor da genética F1 e tem uma planta capaz de prosperar com mínima intervenção. No geral, deve aplicar todas as dicas supra às suas híbridas F1 auto de exterior.

Quando Plantar

As estirpes híbridas F1 autoflorescentes têm todo um ciclo de vida de 60 a 85 dias. A velocidade a que as autos crescem dá aos cultivadores muito mais flexibilidade. Não precisa de agir com urgência assim que a última geada passa — inclusive se viver num clima mais frio. Ao invés, tem a liberdade de semear as sementes mais tarde na temporada de cultivo. Isto permite que os cultivadores com espaço limitado tirem partido de colheitas sucessivas.

Aqueles que têm mais espaço para brincar podem optar por semear fotoperiódicas bem cedo e acrescentar as autoflorescentes mais tarde na estação. Alternativamente, pode semear fotoperiódicas e autoflorescentes na mesma altura para uma colheita auto antecipada enquanto espera que o resto amadureça.

Clima Ideal

A genética autoflorescente é nativa de locais como a Sibéria — uma parte gélida do planeta com uma breve temporada de cultivo. Embora também se saiam bem em áreas mais quentes, elas são uma escolha ideal para cultivadores que vivem em latitudes do norte; terá prateleiras de brotos a secarem em segurança, muito antes da primeira geada assentar.

Quando e Como Colher

Deve colher as suas plantas híbridas F1 autoflorescentes de exterior exatamente da mesma forma que as suas homólogas de interior. Consoante a estirpe, prepare-se para colher e processar os seus brotos em apenas 60 dias após os brotos emergirem do solo.


Assim que optar pela F1, Nunca Voltará Atrás

Agora está consciente de como cuidar exatamente das estirpes de canábis híbrida F1, desde variedades fotoperiódicas altas e prósperas até cultivares autoflorescentes pequenos e céleres. Caso esteja habituado a cultivar variedades poli-híbridas, então apreciará o vigor, saúde, produtividade e potência das estirpes híbridas F1. Quer opte por fotoperiódicas ou por autoflorescentes, irá passar por uma experiência tão positiva que, muito provavelmente, nunca voltará atrás!

External Resources:
  1. Integrated pest management (IPM) hub | AHDB https://ahdb.org.uk
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

Tem 18 anos ou mais?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.

Grow Guide Topic Finder

Categorias
eKomi silver seal
4.7 de 5
com base em 37822 avaliações