Cannabis Grow guide by Royal Queen Seeds

By Luke Sumpter Reviewed by: Miguel Ángel Garcia

O quê, como e porquê de lavar as plantas de canábis.


Concluiu finalmente o seu cultivo, acabando com uma planta belíssima, coberta por brotos tremendos, agora secos, curados e prontos para serem fumados – contudo, há algo que não bate certo. Mal consegue dar lume aos brotos e, quando tira uma passa, parece que uma mula acabou de dar um coice nos seus pulmões e acaba a tossir como se não houvesse amanhã! O sabor é áspero e desapontante. Caso já tenha passado por esta situação, muito provavelmente as suas plantas não foram devidamente lavadas antes da colheita.

Estas passas menos agradáveis são provocadas pelas reações de combustão complexas das várias moléculas, que alteram a forma como a erva arde. A lavagem remove os nutrientes em excesso do solo, levando a planta a mudar o seu metabolismo interno para consumir nutrientes. Felizmente, a lavagem da sua canábis é uma tarefa que não requer muito esforço e que é fácil de realizar, fazendo com que produza brotos suaves e deliciosos num instante.

Vídeo aneu: 637400681

O que é a lavagem?

O ato de lavar uma planta requer utilizar água para remover ativamente quaisquer nutrientes restantes no solo. Uma grande quantidade de água passa pelo solo e é drenada regularmente. Quaisquer minerais e nutrientes presentes no solo são lavados pela água com o passar do tempo, deixando o solo limpo.

Porque haveria de querer remover todos os nutrientes do solo? Isto não vai prejudicar a sua colheita? Na realidade, ajuda a sua colheita de forma significativa. Quando os nutrientes são removidos do solo, isto força a sua planta de canábis a consumir os nutrientes restantes que ainda se encontram presentes na planta. É muito parecido com o que se passa no corpo humano. Ingerimos imensa comida e, aquilo que não é utilizamos é transformado em gordura. Em situações extremas, em que o alimento escasseia, o corpo recorre a esta gordura armazenada para transformá-la em energia.

Dado que a lavagem força a canábis a consumir quaisquer nutrientes restantes na planta, nenhum deve permanecer para manchar a utilização do broto colhido. No entanto, caso a faça demasiado cedo, pode deixar a sua planta enferma, por conseguinte, é essencial fazê-lo na altura exata.

A melhor altura para lavar a sua canábis

Habitualmente, a lavagem é iniciada duas semanas antes da colheita. Se a planta tiver um período de floração de oito semanas, a lavagem terá de decorrer seis semanas após o início da fase de floração. É melhor atentamente para os tricomas na sua planta para avaliar quando é provável que a sua canábis esteja pronta para a colheita. Se os tricomas pequeníssimos ainda estiverem a começar a passar de translúcidos para uma cor enevoada e leitosa, isto poderá ser um bom sinal de que a planta pode iniciar a lavagem. Esta deve ser cronometrada de forma que a maioria dos tricomas tenham mudado totalmente para a cor pretendida para colher decorridas duas semanas – este processo fica mais fácil com a experiência, por conseguinte, mantenha-se fiel ao mesmo!

A lavagem também pode ser uma boa forma de reiniciar o solo enquanto uma planta está no estado vegetativo. Em algumas situações, os cultivadores alimentarão, acidentalmente, de forma excessiva a sua canábis, levando as pontas das folhas a começarem a mudar de cor e a murchar. Isto designa-se por "queima de nutrientes". A lavagem do solo pode remover os nutrientes em excesso, ajudando a evitar o problema. No entanto, é uma medida drástica nesta fase do crescimento, por conseguinte, garanta primeiro que o problema é a queima de nutrientes e não outro qualquer fator.

El mejor momento para lavar las raíces del cannabis

A lavagem não é exclusiva da altura da colheita. A técnica também pode ser utilizada na fase vegetativa para remover os nutrientes em excesso do solo. Obviamente, os nutrientes mantêm a sua planta saudável e garantem rendimentos ideais, mas em demasia podem causar o bloqueio de nutrientes — um estado em que as plantas não conseguem aceder aos nutrientes.

O bloqueio de nutrientes pode ser provocado quer pela acumulação de sal como pelos níveis de pH incorretos. Este pode ser resolvido lavando as plantas afetadas com água. Os fluidos empurram os nutrientes para fora do solo e lavam as acumulações, permitindo que as raízes ingiram livre e novamente os nutrientes.

Previna o bloqueio de nutrientes antes de se transformar num problema

O bloqueio de nutrientes pode ser um inconveniente, na melhor das hipóteses, e um desastre, na pior das possibilidades. Tal como diz o ditado, mais vale prevenir do que remediar. É melhor dar passos para evitar o bloqueio de nutrientes do que ter de lidar com isto mais tarde.

A prevenção do bloqueio de nutrientes pode ser alcançada através da lavagem rotineira. Ao lavar as suas plantas uma vez antes de se iniciar a floração e assim que estiver a meio da floração, irá minimizar as possibilidade de acumulação de nutrientes.

As enzimas vão a caminho

Após lavar para combater o bloqueio de nutrientes ou antes da colheita, ainda pode reparar que as suas plantas têm uma aparência verde-escura — um sinal de nutrientes em excesso. Neste caso, alguns cultivadores optam por acrescentar fórmulas ricas em enzimas no solo.

Caso não se lembre de nada das aulas de biologia, as enzimas são proteínas que catalisam reações. Elas ajudam a lavar o solo decompondo os amidos, os hidratos de carbono e os nutrientes. Há uma variedade de produtos no mercado que contêm fórmulas enzimáticas eficazes.

Caso a água não esteja a resolver o problema das suas plantas, estas proteínas pequenas farão com que os nutrientes que ainda persistem cedam!

Cómo y cuándo hacer un lavado de raíces a tus plantas de marihuana

Como lavar adequadamente a canábis

A lavagem das suas plantas de canábis é um processo simples. Ao invés de alimentar conforme faria normalmente, passa a fazer a lavagem. Água da torneira, sem ser processada, é tudo o que precisa de utilizar para a lavagem, certifique-se apenas de que o pH tem um nível seguro para a canábis. A maioria da água de poço contém um nível de pH saudável e não precisará tratamentos, contudo, caso seja necessário acrescentar tratamentos para ajustar o pH da sua água de lavagem, fique à vontade para o fazer. Os ajustes do pH serão o único fator com o qual terá de se preocupar.

Inunde o solo com o máximo de água que conseguir aguentar. Deixe-a a atuar por alguns minutos de forma a permitir que todos os nutrientes sejam escoados, de seguida, inunde novamente o solo para lavar tudo da planta. Caso esteja no interior, a utilizar vasos, observe a cor da drenagem da água na parte inferior. Esta deve ter um aspeto manchado e sujo.

É aqui que um medidor TDS (total de sólidos dissolvidos) e testadores de condutividade darão jeito. Caso alguma vez tenha recolhido e medido o TDS da água "drenada", este deve situar-se em torno das 1300 ppm, que é bastante alto. É essencial manter a lavagem da planta até que este número desça para um nível de 50 ppm, ou pelo menos até se encontrar perto de corresponder ao TDS da água que está a utilizar na lavagem.

Em termos de condutividade elétrica (EC), os valores seriam considerados altos a 2,5–3,0 mS/cm, por conseguinte, deve manter a lavagem até que o seu medidor CE registe 0,0–0,2 mS/cm.

A cor do escoamento ficará mais clara e parecerá mais limpa. Quer remover o máximo possível de minerais dissolvidos da planta que conseguir.

Como lavar plantas hidropónicas

A lavagem das plantas hidropónicas é muito mais fácil do que remover nutrientes de um solo. Os cultivadores hidropónicos podem drenar simplesmente o seu sistema e substituir a água por água pura com pH equilibrado.

A lavagem de plantas hidropónicas também é um processo muito mais curto. Assim que o abastecimento de água tiver sido trocado, as plantas hidropónicas não terão acesso a quaisquer nutrientes externos. Devido a isto, só terá de lavar as plantas por dois dias.

O resultado de lavar a sua canábis

Após a colheita do broto, dê algum tempo para a cura do mesmo, para que atinja todo o seu potencial. Uma cura adequada cortará ainda mais do lado áspero, removendo aspetos como a clorofila em excesso. Ficará espantado com a diferença que este esforço pequeno pode fazer pelo seu produto. Todo o seu trabalho árduo far-se-á sentir naquela primeira passa daquele fumo sedoso que bate na garganta de forma tão adocicada quanto o mel. Isto é a natureza no seu eu mais suave. Pode aumentar a qualidade da sua canábis acrescentando apenas água!

Quando evitar a lavagem das suas plantas

A única altura em que se recomenda evitar lavar é quando está a cultivar num solo orgânico emendado ou super solo. Este meio é cuidadosamente desenvolvido com o passar do tempo para albergar microrganismos benéficos, tais como bactérias e fungos. Esta biodiversidade delicada pode ser lavada e danificada com a lavagem.

Uma vez mais, a ausência da lavagem não deve ser um problema dado que não há quaisquer nutrientes sintéticos ou externos adicionados a este meio. Pelo contrário, as plantas dependem dos microrganismos para decomporem matéria orgânica e a alimentarem às raízes.

O debate sobre a lavagem: é necessária?

Agora sabe porque é que os cultivadores de canábis escolhem lavar as suas plantas e como realizam esta prática. No entanto, para apresentarmos um ponto de vista equilibrado, queremos expor-lhe o outro lado do debate. Caso alguma vez tenha cultivado canábis antes, muito provavelmente optou por lavar o seu solo antes da colheita. A maioria dos cultivadores que conhece, provavelmente, também adotam esta prática. Contudo, alguns cultivadores optam por não lavar. Além de não constatarem qualquer benefício, também argumentam que ao fazê-lo produzem resultados opostos ao efeito pretendido. Ao contrário daquilo em que alguns cultivadores acreditam, a lavagem não destrói nem remove os nutrientes armazenados nas plantas. Porquê? Porque as ligações covalentes entre estas moléculas são fortes e são necessárias técnicas estudadas em química orgânica para as decompor. Isto significa que a lavagem não gera a destruição da química criada pelas plantas. Ao invés, dilui os nutrientes disponíveis no meio de cultivo.

O conceito por detrás da lavagem sugere que tentar remover nutrientes residuais dentro do meio de cultivo faz com que as plantas de canábis mobilizem e utilizem as suas reservas de nutrientes. Na teoria, cortar a sua fonte externa de nutrientes faz com que as plantas utilizem o que resta, resultando em brotos que são menos ásperos e mais saborosos. Embora a lavagem afete o número de nutrientes iónicos no meio de cultivo, esta tem pouco impacto na química já diretamente presente nos tecidos da planta.

Cómo y cuándo hacer un lavado de raíces a tus plantas de marihuana

Durante a lavagem, os cultivadores são aconselhados a aumentar gradualmente o pH da solução aplicada para diminuírem a disponibilidade de nutrientes como o ferro, o magnésio, o boro, o cobre e o zinco. A prática também gera um défice dos três macronutrientes, azoto, potássio e fósforo. À medida que as plantas de canábis detetam uma diminuição nos nutrientes, elas recorrem a tecidos antigos e transportam os nutrientes armazenados para locais novos e mais produtivos, tais como as flores. Os cultivadores que se opõem à lavagem argumentam que esta mobilização de nutrientes resulta em ainda mais minerais e elementos a entrarem no tecido da flor quando comparada com a não lavagem.

Além disso, restringir nutrientes vitais durante a floração coloca a planta numa economia de guerra. Focadas em garantir a sobrevivência e em atingir a reprodução, as plantas são menos prováveis de bombear energia vital para a produção de metabolitos secundários, incluindo canabinoides e terpenos. Tendo isto em consideração, os defensores da lavagem argumentam o oposto. Dado que os metabolitos secundários são produzidos pelas plantas para combaterem o stresse, eles afirmam que esse défice nos nutrientes leva a um aumento na produção destes compostos; algumas descobertas realizadas em pesquisas[1]apoiam este ponto de vista.

External Resources:
  1. Effects of Nitrogen Fertilization on Synthesis of Primary and Secondary Metabolites in Three Varieties of Kacip Fatimah (Labisia Pumila Blume) - PMC https://www.ncbi.nlm.nih.gov
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.

Localizador de Guias de Cultivo

eKomi silver seal
4.7 de 5
com base em 36328 avaliações