Anatomia da Planta Canábis: da Cabeça aos Pés

Anatomia da Planta Canábis: da Cabeça aos Pés


Sem qualquer dúvida, a canábis reivindica o título de uma das plantas mais bonitas no planeta — desde os seus cintilantes tricomas e folhas características até ao seu completo sistema de raízes. Muitos produtores frequentam os seus espaços de cultivo apenas para ficaram a admirar maravilhados a beldade que cresce diante dos seus olhos.

Embora as flores obtenham a maior parte da atenção — e por direito próprio — cada componente desta espécie complexa tem uma função crítica e interessante. Enquanto cultivador, é útil familiarizar-se com a anatomia da planta canábis. Ao fazê-lo, desenvolverá um olho para o que a planta requer, o que precisa menos e quando deve colhê-la.

Explore o nosso guia aprofundado abaixo para ver a planta canábis como nunca antes viu.

MICORRIZA

Embora não faça geneticamente parte da planta canábis, a micorriza forma um relacionamento mutuamente benéfico com as raízes da canábis que ajuda ambas as espécies a sobreviver e prosperar. Estes fungos surgem um pouco por toda a natureza e formam um relacionamento simbiótico fascinante com cerca de 90% das espécies vegetais.

MICORRIZA

FUNÇÃO

Os fungos micorrízicos participam num relacionamento de troca mútua com as plantas canábis. Estas espécies formam redes de filamentos finos e peludos no solo — conhecidos como micélio — e produzem enzimas para decompor a matéria orgânica.

Após libertar os nutrientes do substrato, o micélio absorve-os e transporta-os para as plantas. Como as raízes da canábis não são capazes de realizar esta função impressionante por si só, estas têm de "negociar" com o micélio para acederem a estes nutrientes. Felizmente, as plantas produzem açúcares durante a fotossíntese e transportam muitas destas moléculas até às raízes. Aqui, as estas trocam estes exsudados ricos em energia por nutrientes que precisam para cumprir as funções fisiológicas importantes.

A micorriza atua finalmente como uma extensão do sistema de raízes. Não só decompõem a matéria orgânica para libertarem nutrientes, como também transportam estas moléculas importantes de áreas que as plantas de outra forma não conseguiriam atingir. Em suma, os fungos micorrízicos desempenham um papel fundamental na nutrição da planta e na biologia e química do solo.

LOCALIZAÇÃO

Esta fusão entre a planta e os fungos ocorre na rizosfera, ou zona das raízes. O micélio forma uma estrutura estilo invólucro em torno da extremidade da raiz que rodeia as células da planta no córtice da raiz. Fios de hifas — filamentos individuais do micélio — estendem-se pelo solo onde decompõem a matéria orgânica e conectam inclusive uma planta à outra, formando uma rede interna biológica.

COMO REFORÇAR A PRODUÇÃO DE MICORRIZA

Os fungos micorrízicos existem naturalmente em muitos tipos diferentes de solo. Todavia, há inúmeras espécies diferentes. Para tirar o máximo partido deste relacionamento sinergético, acrescente produtos de fungos micorrízicos experimentados e testados quando planta ou transplanta.

SEMENTES

Sem as sementes, não haveria canábis, ponto. Estes pequenos pacotes de vida passam o ADN para a próxima geração a fim de assegurar colheitas nos anos vindouros.

SEMENTES

FUNÇÃO

Após a fertilização, as plantas canábis fêmea começam a formar uma célula individual ou zigoto. Após um curto período de tempo, esta célula divide-se em duas células, e depois em quatro — duplicando rapidamente de tamanho. Após uma multiplicação celular significativa, a semente forma uma estrutura multicelular sob a forma de um embrião.

Esta estrutura é constituída por uma raiz embrionária — a radícula — um broto embrionário e duas folhas de cotilédone. Quando dispersadas pela natureza ou pela intervenção do homem, as sementes germinam se as condições forem as indicadas. Estas precisam de humidade significativa e relativa escuridão para brotarem para a vida.

LOCALIZAÇÃO

As sementes de canábis formam-se nas flores e iniciam a vida no interior de um invólucro em forma de lágrima conhecido como bráctea peluda. Este invólucro abre-se após atingir a maturidade e revela uma semente castanha sólida, pronta para ser dispersa.

FORMAS DE CUIDAR DAS SEMENTES DE CANÁBIS

A bráctea peluda mantém as sementes de canábis seguras até que estas estejam prontas para serem deslocadas da flor. Os produtores precisam de manter as suas plantas bem regadas e alimentadas durante esta altura.

Proceda com a colheita das sementes apenas quando estas estiverem totalmente maduras. As sementes mais jovens têm uma aparência pequena e de cor bege-claro. As sementes mais maduras são grandes, com uma cor castanha-escura e, frequentemente, têm um padrão listrado. Retire as sementes manualmente e guarde-as num saco estanque ou num frasco de conserva.

RAÍZES

As raízes são uma parte essencial da anatomia da planta canábis. O sistema de raízes apoia a planta e mantêm-na hidratada, além de realizar funções muito mais complexas e vitais.

RAÍZES

FUNÇÃO

As raízes da canábis cumprem inúmeras funções fundamentais para a sobrevivência da planta. Estas absorvem a água necessária para transportar os nutrientes e armazenam os alimentos. Alguma vez passou pelo horror de ver as suas colheitas suportarem uma tempestade ventosa? Pode agradecer à rede de raízes por a manterem firmemente ancorada ao chão.

As raízes também atuam como uma plataforma de comunicação através da qual as plantas podem ditar o mundo microbiano da rizosfera. As raízes não se limitam a absorver os nutrientes que "pairam" livremente no solo. Muitos nutrientes estão bloqueados na matéria orgânica. Estes precisam de organismos benéficos — bactérias, fungos e vermes — para libertarem estas moléculas.

As plantas criam açúcares durante a fotossíntese, e muitos destes químicos doces são libertados para a rizosfera pelas raízes. Estes açúcares atraem bactérias que "orbitam" na zona das raízes. Após perecerem, as bactérias libertam nutrientes que as raízes podem agora absorver. As plantas também trocam açúcares com os fungos micorrízicos (mencionados supra), formas de vida capazes de degradar a matéria orgânica.

Sim — as raízes da planta cultivam eficazmente micróbios. Incrível, não é?

LOCALIZAÇÃO

As raízes residem na base do caule. Estas estendem-se pelo solo e formam uma rede intrincada de gavinhas que mantêm as plantas seguras, hidratadas e bem alimentadas.

COLO DA RAIZ

O caule surge da parte superior do sistema da raiz, conhecido como colo da raiz. Esta porção do sistema apresenta diferenças anatómicas relativamente ao resto das raízes. Devido à diferença do tecido da raiz para o do caule, neste ponto, ocorre uma alteração do sistema vascular. O colo da raiz também precisa de estar ligeiramente exposto para absorver o oxigénio, outro elemento vital para a vida da planta.

FORMAS DE CUIDAR DAS RAÍZES DA CANÁBIS

Os produtores deparam-se frequentemente com problemas com as raízes quando se trata de regar. A rega excessiva leva a uma fraca absorção da água e de nutrientes e a raiz apodrece. A rega em escassez fará com que as suas plantas passem fome enquanto tentam transportar os nutrientes.

Como regra de ouro, coloque o dedo na terra para avaliar o seu nível de humidade. Regue as suas plantas de canábis apenas quando os 3 cm do topo do solo estiverem totalmente secos. Também pode tratar das raízes utilizando a poda radicular. Ao cultivar canábis em vasos de tecido, ajudará as plantas a desenvolverem uma massa de raízes densa e radicular.

Video id: 265566358

COISAS A CONSIDERAR NO QUE DIZ RESPEITO ÀS RAÍZES DA CANÁBIS

As plantas de canábis ficam ligadas às raízes quando são deixadas a crescer num recipiente pequeno. Isto pode levar a deficiências de nutrientes e a plantas instáveis e subdesenvolvidas. Certifique-se sempre de que as transplanta atempadamente e coloca num vaso maior com as dimensões adequadas.

As raízes não estão sozinhas no solo. Estas partilham o seu lar com milhões de micróbios. Embora algumas destas criaturas sejam amigáveis, outras podem criar o caos. O pythium, um patogénico da raiz, pode atacar as raízes e inclusive matar todas as plantas. Assim sendo, quererá aprender a manter o seu meio de cultivo livre de doenças.

O QUE PODE FAZER COM AS RAÍZES DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

Espere! Antes de colocar as raízes no monte de composto, deve ter em consideração os seus benefícios impressionantes. As raízes da canábis contêm um conjunto de químicos[1] que várias culturas utilizam há séculos (se não milénios) para fazer chás e extratos.

No entanto, os alcaloides nas raízes não são adequados para todos. Consulte o seu médio antes de ferver uma porção de chá de raiz.

COTILÉDONES

Estas folhas pequeníssimas são o primeiro sinal de crescimento da planta canábis após a germinação. Emergem do solo como duas folhas pequenas, embora às vezes surjam como um trio de folhas. Estas estruturas estão na linha da frente quando se trata da fotossíntese, e impulsionam o período inicial de crescimento da plântula.

Eventualmente, as primeiras folhas verdadeiras emergirão do centro dos cotilédones. À medida que as plantas amadurecem, os cotilédones ficarão amarelos, morrerão e cairão no solo em baixo.

COTILÉDONES

CAULE

Os caules da canábis oferecem apoio acima do solo e albergam os nós e ramos. Esta coluna central permite que a planta canábis cresça diretamente para cima enquanto os ramos se dispersam lateralmente.

FUNÇÃO

O caule proporciona estrutura e forma à planta. Este oferece ramos que conseguem suportar as folhas e permite que a folhagem leve a cabo a fotossíntese. O caule também contém lenho, um tecido que transporta a água e que se inicia nas raízes, prolongando-se para todas as áreas da planta.

FORMA

Os caules da canábis são rígidos e robustos. Estes crescem diretamente na vertical e podem tornar-se bastante largos. Algumas estirpes sativa mais largas desenvolvem um caule mais longo que se parece mais com madeira do que com tecido vegetal macio.

CAULE

OS CAULES PODEM SER TREINADOS?

Frequentemente, os produtores cortam o topo das plantas e criam dois caules principais através de técnicas como o main-lining. Outros métodos, como o LST, manipulam o caule para que este cresça paralelo ao chão, fazendo com que cada ramo cresça na vertical. O treino dos caules acarreta muitos benefícios, incluindo um reforço da produtividade, da exposição à luz e da aeração.

O QUE PODE FAZER COM OS CAULES DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

Acredite ou não, os caules da canábis contêm uma pequena quantidade de canabinoides. Isto significa que estes merecem mais do que um espaço no monte de composto. Pode utilizar os caules para preparar concentrados, chás, manteiga de THC e inclusive licor de canábis.

RAMOS

Sem os ramos, as plantas de canábis seriam essencialmente um pau. Estas ramificações formam uma densa camada carregada de flores resinosas.

RAMOS

FUNÇÃO

Os ramos desempenham um papel de apoio, sobressaindo do caule principal e fornecendo estrutura para as folhas realizarem a fotossíntese. Os ramos também contêm lenho e encaminham a água e os nutrientes para as folhas e flores.

LOCALIZAÇÃO

Os ramos sobressaem do caule principal, começando perto da base da planta e indo até ao topo.

NÓS E ENTRE-NÓS

Os nós são os pontos nos quais os ramos se encontram, ou onde se encontram com o caule principal. As flores de canábis formam-se nestes locais anatómicos importantes. As secções entre cada nó são conhecidas como entre-nós.

Estípulas

Após milhares de anos de cultivo, a humanidade aprendeu imenso sobre a planta canábis. No entanto, alguns elementos da erva ainda permanecem um mistério, incluindo aspetos da sua anatomia. As estípulas são pequenos apêndices estilo folha que se formam nos nós das plantas de canábis — onde os ramos intersetam o caule principal.

As estípulas tanto ocorrem em pares como isoladas e têm uma aparência afiada, fina, estilo adaga. Devido ao facto de ocorrerem no mesmo local dos pistilos, por vezes os cultivadores confundem estas estruturas com os primeiros sinais de floração.

Os botânicos ainda não confirmam o papel em concreto das estípulas, embora se pense que desempenham um papel na proteção dos novos brotos que surgem nas folhas.

OS RAMOS PODEM SER TREINADOS?

Tal como com os caules, os cultivadores podem treinar os ramos para aumentarem o rendimento e melhorarem a estrutura geral da planta. A super poda ajuda os cultivadores a alcançarem estes resultados mas, por vezes, a técnica pode ser bastante arriscada. Aprenda a reparar caules danificados caso as coisas corram mesmo mal.

O QUE PODE FAZER COM OS RAMOS DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

Os ramos contêm um baixo conteúdo canabinoide e partilham uma textura similar com os caules. Utilize-os da mesma forma que os caules para produzir chás, extratos e inclusive adubo.

FOLHAS EM LANÇA

Estas folhas grandes ajudam as plantas a produzirem o máximo possível de energia enquanto também lhes permitem respirar.

FOLHAS EM LANÇA

FUNÇÃO

As folhas em lança são o maior tipo de folha encontrado na planta canábis. Estas estruturas são instantaneamente reconhecidas, e são o poço de energia por detrás da fotossíntese. Também têm pequenas aberturas conhecidas como estómatos que ajudam com a transpiração e absorção de CO₂.

LOCALIZAÇÃO

As folhas em lança estão posicionadas ao longo dos ramos que sobressaem do caule principal.

FORMA

As folhas em lança da canábis diferem consoante a morfologia de uma estirpe em particular. As estirpes de predominância sativa tendem a ter folhas em lança com nove dedos finos. As folhas indica apresentam sete dedos que são muito mais largos. As plantas ruderalis apresentam folhas em lança pequenas com apenas cinco dedos, dois dos quais são muito mais pequenos, além de se encontrarem perto do caule da folha.

O QUE LHE PODEM DIZER AS FOLHAS EM LANÇA

Os cultivadores experientes contam com as folhas em lança para comunicarem o estado de saúde das suas plantas. A descoloração e murchamento ou ondulação permite que os cultivadores saibam que nutrientes estão em falta, ou se uma planta tem água a mais, ou a menos.

AS FOLHAS EM LANÇA PODEM SER TREINADAS?

A remoção das folhas em lança — conhecida como desfolhação — é comum no regime de treino de muitos produtores. A remoção das folhas em lança desnecessárias melhora a aeração, aumenta a exposição à luz e reduz o risco de formar-se bolor.

O QUE PODE FAZER COM AS FOLHAS EM LANÇA DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

Depois das flores, as folhas em lança são a segunda fonte mais importante derivada das plantas de canábis. Estas contêm uma pequena quantidade de canabinoides e podem ser utilizadas para fazer:

  • Haxixe
  • Extratos
  • Tinturas
  • Chás
  • Smoothies crus
  • Saladas

FOLHAS DE AÇÚCAR

Ao observar as suas preciosas flores de canábis, irá reparar que estão rodeadas por pequenas folhas espetadas. Estas são as folhas de açúcar. Embora pequenas, são tão vitais quanto as suas homólogas grandes.

FOLHAS DE AÇÚCAR

FUNÇÃO

Enquanto painéis solares biológicos, as folhas de açúcar também realizam a fotossíntese. Estas crescem das flores maduras e servem como um ponto localizado de produção de açúcar.

LOCALIZAÇÃO

As folhas de açúcar sobressaem das flores de canábis. Algumas variedades apresentam folhas de açúcar em quantidades reduzidas, enquanto outras têm colas que são dominadas por estas estruturas.

FORMA

As folhas de açúcar são espetadas e compridas, quase com a forma da ponta de uma lança.

O QUE PODE FAZER COM AS FOLHAS DE AÇÚCAR DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

As folhas de açúcar adquirem o seu nome devido ao revestimento com um aspeto de gelo e açúcar que ocupa a sua superfície. Os tricomas responsáveis por esta estética cintilante produzem níveis impressionantes de canabinoides — não em tão grandes quantidades como as flores, mas mais do que qualquer outra parte da planta. Após cortar as suas flores, pode utilizar as folhas de açúcar para fazer:

  • Haxixe com gelo (bubble hash)
  • Manteiga de canábis
  • Kief

CORTE

Após colher as suas flores, precisará de uma tesoura de poda para remover todas as folhas de açúcar e ficar com brotos devidamente podados. Tem duas opções: pode cortá-las diretamente, uma prática conhecida como corte húmido, ou aguardar até que estas sequem.

FLORES

Flores da canábis: o principal motivo para os produtores lançarem as sementes à terra. Estas flores húmidas têm todos os fitoquímicos pelos quais os cultivadores anseiam — desde canabinoides psicoativos até terpenos saborosos.

FLORES

FUNÇÃO

As flores da canábis são os órgãos reprodutores das plantas fêmea. Estas possuem uma estrutura que, quando fertilizada pelo pólen, começa a formar sementes.

LOCALIZAÇÃO

As flores da canábis formam-se nos nós dos caules e dos ramos.

DIFERENÇA ENTRE MACHOS, FÊMEAS E HERMAFRODITAS

Como é óbvio, nem todas as plantas são fêmeas. As plantas macho não produzem flores. Ao invés, produzem sacos de pólen que se abrem e dispersam o pólen no ar. Quando esta substância aterra nas flores fêmea, estas ficam fertilizadas e começam a formar sementes.

Embora a canábis tenha plantas macho e fêmea distintas, às vezes os espécimes podem ter tanto órgãos reprodutores macho como fêmea. Isto pode acontecer devido ao stresse ambiental ou à genética. Estas plantas são conhecidas como hermafroditas.

BROTOS PIPOCA

O cultivo das flores da canábis nem sempre corre conforme planeado. A genética, fraca exposição à luz, entre outras condições ambientais podem levar a "brotos pipoca" mais pequenos e inferiores, algo que quererá aprender a evitar.

O QUE PODE FAZER COM AS FLORES DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

Pode utilizar os canabinoides das flores da canábis de qualquer forma possível. Experimente todos os seguintes para descobrir o seu favorito:

  • Fumar
  • Vaporizar
  • Extratos
  • Óleos
  • Comestíveis
  • Chás

CÁLICES

As colas da canábis parecem uma unidade completa, mas são na realidade compostas por muitas pequenas partes diferentes, incluindo os cálices.

CÁLICES

FUNÇÃO

Esta estrutura em forma de lágrima protege os órgãos reprodutores da flor fêmea. Encontra-se na base da flor e descasca-se à medida que as flores começam a amadurecer. Vê-las-á pela primeira vez como pré-flores, pouco tempo antes do início da fase de floração.

LOCALIZAÇÃO

Os cálices formam-se aninhados nos nós à medida que as plantas transitam da fase vegetativa para a fase de floração.

PISTILOS E ESTIGMAS

Os pistilos e estigmas também estão incluídos nas microestruturas que compõem as flores da canábis.

PISTILOS E ESTIGMAS

FUNÇÃO

Os pistilos são o aparelho sexual das flores da canábis, apresentando um único óvulo que dá origem a dois estigmas salientes.

Os estigmas são estruturas peludas salientes do cálice, totalmente expostos ao ar. Estes mantêm-se eretos e fortes, na esperança de que algumas partículas de pólen possam voar até si.

O QUE LHE PODEM DIZER OS PISTILOS E ESTIGMAS DA CANÁBIS

Também pode inspecionar os pistilos para ver se um macho fertilizou a sua planta. Para fazê-lo, utilize uma pinça e descasque ligeiramente a bráctea na base da estrutura.

Os cultivadores podem analisar a cor dos pistilos para avaliar o quão madura a sua planta de canábis está. As flores jovens têm pelos brancos e ligeiramente esverdeados que ficam com uma cor laranja, castanha ou vermelha profunda quando os brotos estão prontos para serem colhidos.

TRICOMAS

Os tricomas são o que faz com que a canábis seja tão única. Estas glândulas produzem todos os fitoquímicos que levam ao cultivo da canábis em praticamente todos os países do mundo.

TRICOMAS

FUNÇÃO

Os tricomas são pequenas glândulas em forma de cogumelo que ocupam a superfície das flores e das folhas da canábis. Estes produzem uma resina rica em canabinoides, terpenos e flavonoides. Na natureza, as plantas produzem estes metabolitos secundários para se protegerem contra as pragas e o calor excessivo. A resina também ajuda o pólen a agarrar-se nas flores.

A magia acontece na cabeça do tricoma bulboso. Aqui, são produzidos altos níveis de THC, CBD e terpenos como o mirceno, cariofileno e pineno. Os tricomas produzem níveis amplamente diferentes destes fitoquímicos consoante a estirpe.

OS TRICOMAS PODEM SER TREINADOS?

"Treinados" na verdadeira aceção da palavra, não, mas influenciados, sim. Os cultivadores podem reforçar os níveis de tricomas utilizando uma série de técnicas, incluindo seleção genética, qualidade do solo, iluminação e stresse controlado.

O QUE LHE PODEM DIZER OS TRICOMAS DA CANÁBIS

Além de sinalizar o quão húmida uma flor será, os tricomas também ajudam os cultivadores a identificarem quando colher as suas flores. Os tricomas transparentes mostram que as flores ainda são jovens e prematuras. Com o passar do tempo, estes desenvolvem uma aparência opaca e leitosa. Quando estes ficam maioritariamente leitosos, com alguns a apresentarem uma cor âmbar, está na altura da colheita.

O QUE PODE FAZER COM OS TRICOMAS DA CANÁBIS APÓS A COLHEITA?

Pode retirar os tricomas da superfície das flores para criar concentrados de alta potência que fornecem efeitos mais intensos e paladares superiores. Pode utilizar os tricomas para fazer:

  • Charas
  • Kief
  • Haxixe
External Resources:
  1. Cannabis Pharmacology: The Usual Suspects and a Few Promising Leads - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.