Cannabis Grow guide by Royal Queen Seeds

By Luke Sumpter

Benefícios de cultivar autoflorescentes no interior

As estirpes de canábis autoflorescentes são ótimas. Ao contrário das plantas convencionais (ex. fotoperiódicas), é a idade, não o ciclo de luz, que determina quando é que as autoflorescentes mudam para a floração. Isto faz com que o cultivo de autoflorescentes seja simples, dado que os cultivadores podem simplesmente deixar as suas plantas sob um horário de iluminação fixo (tal como 18/6) da semente à colheita. As autoflorescentes também crescem mais depressa e não ficam tão grandes como as estirpes fotoperiódicas. Os seus brotos estarão prontos para os colher em apenas 60 a 65 dias desde que planta as suas sementes. Dado que muitas autoflorescentes não crescerão mais do que 50 a 70 cm, elas são ideais para cultivar no interior, onde o espaço é, frequentemente, limitado.

Com todos os benefícios de cultivar autoflorescentes no interior, não é de surpreender que estas sejam imensamente populares, e não só entre os que são novos no cultivo da canábis. Aqui tem algumas dicas vitais sobre como cultivar da melhor forma autoflorescentes no interior, para que possa contar com ótimas colheitas!

Autoflowering-Cannabis-Plant

Dica 1: escolha as estirpes corretas

Acima de tudo, a genética desempenhará o papel mais relevante na determinação do resultado final da sua operação de cultivo. Mas o que compõe a estirpe certa? Bem, comecemos pelas suas preferências pessoais, por exemplo, que tipo de efeito pretende obter da sua canábis. Caso esteja a fumar para ficar mocado com as melhores e mais recentes, não há como errar com os monstros de THC como as super humedecidas e potentes Royal Cookies Automatic ou Royal Gorilla Automatic, as nossas variantes automáticas de duas estirpes populares!

No entanto, caso seja um consumidor de canábis medicinal, ou, por um qualquer outro motivo, prefira não ficar mocado, uma estirpe baixa em THC e rica em CBD como a excelente Solomatic CBD pode ser uma boa escolha.

O outro fator que deve considerar quando escolhe uma estirpe é as suas características de cultivo. Algumas estirpes podem ser mais fáceis de gerir do que outras, ou são conhecidas por crescerem e florescerem excecionalmente rápido. Se ainda está a dar os primeiros passos no cultivo, ou se quer simplesmente cultivar ótimos brotos num período muito curto, talvez queira dar uma vista de olhos às nossas Easy Bud ou Quick One.

     Cànnabis Seedfinder    

Dica 2: Não transplante as suas autoflorescentes para um novo vaso

Dado que o período de vida da canábis autoflorescente é limitado, esta é menos perdulária quando se trata de stressantes e erros graves. Quando as plantas passam por quantidades elevadas de stresse, o crescimento estagna; embora isto possa não representar um problema para a canábis convencional, que pode ser mantida a vegetar por mais tempo para recuperar, as autoflorescentes não podem dar-se a esse luxo — elas florescerão estejam como estiverem. Assim sendo, é melhor arrancar com as autos no seu vaso final logo desde o início para evitar o choque provocado pela transplantação.

Dito isto, não deve precisar de vasos muito grandes para as suas plantas dado que estas, habitualmente, não ficam muitas altas.

Não obstante, deve escolher um vaso suficientemente grande para que a planta não fique com as raízes demasiado compactas, pelo contrário, esta deve ter imenso espaço para crescer.

Para germinar as suas sementes de canábis autoflorescente, recomendamos que utilize o Kit para Autoflorescentes de Iniciante para obter melhores resultados.

Dica 3: utilize um estimulante para a raiz

As autoflorescentes não têm todo o tempo do mundo para crescer. Logo após germinar, a sua planta precisará de passar uma boa quantidade de tempo a estabelecer um sistema de raízes saudável. Quando administra um estimulante para a raiz imediatamente após colocar a sua semente no vaso, isto apoiará a sua planta neste processo crucial. Mas não exagere, dado que a sua plântula será muito sensível à sobrealimentação. Utilize apenas a dose mínima recomendada de estimulante para a raiz.

Flush-LST-Autoflowering-Cannabis-Plant

Dica 4: cultive um solo ligeiro e arejado

A canábis autoflorescente prefere solo ligeiro e arejado que contenha níveis mais baixos de nutrientes do que o solo para as estirpes fotoperiódicas. Dado que a maioria das misturas para vasos universais prontas a utilizar podem conter demasiado azoto ou outros nutrientes, escolha apenas uma mistura para vasos ligeiramente fertilizada para as suas autoflorescentes. As suas autoflorescentes também querem solo que não seja demasiado compacto, dado que isto pode impedir que as raízes acedam a quantidades adequadas de ar.

A melhor solução é criar a sua respetiva mistura de solo em casa.

Receita para solo DIY ligeiro e arejado para autoflorescentes:

  • 3 porções de musgo de turfa
  • 3 porções de composto
  • 2 porções de perlite, humedecida
  • 1 porção de vermiculite, humedecida

Pode ficar a saber mais sobre como criar uma mistura para vasos ideal para as suas autoflorescentes no nosso blogue o Melhor Solo para Cultivar Canábis Autoflorescente.

Dica 5: utiliza o tipo de iluminação correto

Com as autoflorescentes, não precisa preocupar-se com os horários da luz como teria de fazer com as plantas fotoperiódicas. Quando cultiva autoflorescentes, pode simplesmente deixar as suas luzes ligadas num esquema de 18/6 (18 h ligada, 6 h desligada) durante todo o crescimento, e pode inclusive cultivá-las sob 24 horas de luz. O esquema que é "melhor" é uma questão que permanece por esclarecer. Muitos cultivadores utilizam o esquema 18/6, dado que este proporciona bons resultados enquanto utiliza menos energia do que num ciclo constante de 24 h.

Quanto ao tipo de luz indicado, os LEDs estão agora a substituir a iluminação HPS nas divisões e tendas de cultivo por todo o lado. Elas podem ser mais dispendiosas à partida, mas utilizam muito menos energia do que as HPS, por conseguinte, poupará imenso nos custos energéticos com o passar do tempo. Caso esteja a utilizar uma luz de cultivo LED, talvez queira ver se também está equipada com luzes UV. Alguns cultivadores diem que a luz UV proporciona um paladar e potência melhores.

Quando arranca com as suas sementes, e para as suas plantas jovens, também pode utilizar lâmpadas fluorescentes normais, tais como lâmpadas T5. Estas utilizam muito pouca energia e não aquecem, por conseguinte, não há qualquer risco de queimar as suas plântulas sensíveis.

Dica 6: experimente o método mar verde

O método mar verde (SOG) é realmente apenas um termo catita para cultivar imensas plantas mais pequenas na sua divisão de cultivo com a finalidade de obter rendimentos maiores. As autoflorescentes são ideais para serem cultivadas num SOG dado que, por natureza, já são mais pequenas.

Para realizar um SOG com autoflorescentes, só tem de plantas as suas sementes diretamente em recipientes ainda mais pequenos, que lhe permitem colocar o maior número possível de plantas em cada metro quadrado de espaço. O número de plantas que quererá utilizar para o seu SOG, bem como o tamanho exato do vaso, dependerá do espaço que tem disponível. Isto também pode variar de estirpe para estirpe. Fique à vontade para experimentar a fim de descobrir o tamanho de vaso ideal, bem como o número de plantas que produzem melhores rendimentos no seu espaço de cultivo interior.

Nota: consoante onde vive, podem haver limites legais à quantidade de plantas que pode cultivar para uso pessoal, por conseguinte, certifique-se de que sabe quantas plantas pode ter.

SOG-Method-for-Growing-Autoflowers

Dica 7: preste atenção aos seus hábitos de rega

Conforme mencionámos anteriormente, as autoflorescentes são menos perdulárias quando se trata de erros graves ou sustentados, o que significa que tem de regar adequadamente as suas meninas autoflorescentes.

Como é que rega adequadamente a canábis? Para começar, não regue as suas plantas num horário fixo, ao invés, faça-o apenas quando precisarem. Deve permitir sempre que o solo seque entre regas. Uma boa forma de verificar se as suas plantas precisam de água é erguendo os vasos. Deve ter uma boa ideia do quão leve um vaso seco é quando comparado com um que está saturado com água. Assim sendo, regue apenas quando o vaso estiver leve e o solo tiver secado. A rega excessiva pode ser mortífera, por conseguinte, é melhor trilhar o caminho cauteloso.

Dica 8: controle o nível do pH da sua água

A canábis só consegue ingerir nutrientes quando o solo em redor da zona da raiz tem o valor pH correto. O intervalo pH ideal aqui é de 6,0 a 7,0. Para cultivar noutro meio, tal como coco, o pH deve ser inferior, variando entre 5,5 e 6,5. Se o pH da sua água não for ideal (que é provavelmente o caso se estiver a utilizar água da torneira) e as plantas não conseguirem ingerir nutrientes, isto leva a espécimes doentes. O pH correto é particularmente importante quando cultiva autoflorescentes dado que estas não têm tempo para recuperar. Quer assegurar que as suas plantas obtenham todos os nutrientes de que precisam durante o seu curto período de crescimento.

Como é que controla os níveis de pH da sua água e da solução de nutrientes? Uma obrigatoriedade para qualquer cultivador são os produtos “pH Down” e “pH Up”, bem como um medidor de pH. Com estes à mão, pode assumir o controlo do pH do seu solo.

Dica 9: corte com os nutrientes

Muitos cultivadores de canábis adubam excessivamente as suas plantas de canábis. Isto não é surpreendente, dado que os fabricantes de nutrientes de canábis querem que acreditemos que as nossas plantas requerem suplementação constante para sobreviverem e prosperarem. Nada poderia estar mais longe da verdade.

A canábis autoflorescente tende a ser mais saudável quando suplementada com a quantidade indicada de nutrientes. Em alguns casos, as plantas podem passar todas as fases de plântula e vegetativa sem quaisquer nutrientes suplementares, dado que a maioria das misturas de solo já contêm macronutrientes e micronutrientes suficientes para apoiarem estas fases de crescimento.

Após as suas plantas de canábis terem brotado, não as alimente por, pelo menos, duas semanas. Ainda assim, talvez só queira administrar nutrientes caso uma planta demonstre sinais de um défice, como folhas amarelas. As autoflorescentes cultivadas em misturas para vasos normais devem sair-se bem até à floração sem quaisquer nutrientes adicionais. A partir daqui, pode começar a administrar soluções específicas para a floração.

Também pode cultivar a sua canábis em solo orgânico. Isto assegurará que as suas plantas têm tudo o que precisam para o crescimento saudável até à colheita, e nunca precisará de administrar nutrientes adicionais! Alguns cultivadores preparam os seus respetivos solos super orgânicos, que são perfeitos para cultivar autoflorescentes. Dito isto, é importante que o solo não esteja demasiado "quente" considerado a sensibilidade destes cultivares.

Dica 10: não faça a poda superior das suas autoflorescentes

Não faça a poda superior, a poda normal nem a poda de circunstância às suas autoflorescentes como faria quando cultiva canábis convencional. Com as autoflorescentes, o único método de treino que deve utilizar é o treino de baixo stresse (LST), onde dobra e ata cuidadosamente as suas plantas para que todos os locais de brotos sejam expostos igualmente à luz. Quando realiza o LST nas autoflorescentes, fique-se apenas pela dobragem e ignore a parte em que faz a poda superior das suas plantas. Caso planeie fazer o LST às suas autoflorescentes como uma alternativa a um SOG, garanta que começa cedo, mas seja gentil para evitar quebrar as suas plantas.

Dica 11: garanta boa circulação do ar, humidade e temperatura

Certifique-se de que fornece uma boa circulação do ar aos seus cultivares autoflorescentes. Uma brisa gentil de ar fresco de um ventilador garante níveis baixos de humidade na sua divisão de cultivo, o que ajuda a prevenir o desenvolvimento de bolor. Se as suas plantas tiverem folhas secas, o que não é incomum na fase final da floração, remova-as para melhorar a circulação do ar em torno dos brotos.

Também precisa de prestar atenção à temperatura na sua divisão de cultivo. A canábis sai-se melhor com uma temperatura ambiente moderadamente quente de 20 a 25 °C. Qualquer calor em excesso, mas também noites frias ou frescas, podem stressar as suas plantas, abrandar o seu crescimento e resultar em rendimentos mais pobres.

Autoflowering-Cannabis-Plant

Dica 12: lavagem

A "lavagem" é quando deixar de adubar com nutrientes e só administra água com pH ajustado nas últimas 1 a 2 semanas antes da colheita. Isto faz com que se livre dos sais minerais restantes que se acumularam. Sem quaisquer nutrientes restantes no solo, a planta sugará os nutrientes armazenados na sua folhagem; é por isso que na fase final de floração a canábis fica amarela. O objetivo da lavagem é tornar os brotos mais puros e com um sabor mais delicioso, dado que não quer fumar quaisquer outros químicos com os quais tenha alimentado as suas plantas. Por conseguinte, lave-as antes de colher.

Dica 13: colha gradualmente

Não precisa de colher toda a sua planta de uma só vez! Muito provavelmente, os brotos superiores podem ser colhidos mais cedo do que alguns dos brotos mais inferiores, mais afastados das luzes. Estes brotos podem precisar de um pouco mais de tempo para amadurecerem. Assim sendo, ao invés de pegar na tesoura e de os colher a todos, retire apenas os brotos mais superiores e permita que os outros disponham de mais alguns dias para amadurecerem.

Dica 14: colha todo o ano

Muito frequentemente, os cultivadores de erva não querem apenas colher uma ou duas vezes por ano. Não seria ótimo se tivesse sempre algumas plantas prontas para colher? Com o método de colheita perpétua, pode fazer exatamente isso!

Essencialmente, isto acarreta ter várias plantas em diferentes fases de cultivo numa determinada altura. Desta forma, pode cronometrar tudo minuciosamente para que haja sempre erva pronta para florescer e colher. Isto dá-lhe a possibilidade de um abastecimento infindável que não requer esforço excessivo da sua parte!

Com a canábis convencional, isto envolveria, pelo menos, duas áreas de cultivo separadas. Felizmente, com as autoflorescentes, pode encaixar plantas em diferentes fases do crescimento, todas na mesma divisão. Dado que as autoflorescentes demoram cerca de 8 a 10 semanas da semente à colheita, tudo o que precisa fazer para desfrutar de um lote constante é intervalar a plantação em 2 a 4 semanas. Desta forma, quando colhe uma planta, a próxima já está a começar a florescer, aguardando pacientemente pela sua vez.


Conclusão

As estirpes autoflorescentes têm imenso a seu favor, e compõem um ótimo complemento para o repertório de qualquer cultivador. Embora não permitam realmente técnicas avançadas nem proporcionem rendimentos gigantescos, há imenso que pode fazer para tirar o máximo partido das suas autoflorescentes quando cultiva no interior.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.

Localizador de Guias de Cultivo

eKomi silver seal
4.7 de 5
com base em 36328 avaliações