7 Passos Fáceis Para Cultivar A Cannabis

A legalização da cannabis está virando uma norma nos Estados Unidos e em vários outros países do mundo. Viva!! Mesmo que não seja oficialmente, na maioria da Europa é legalizada, e se não for legal, certamente é tolerada.

Então, você decidiu que quer cultivar cannabis. Muito bom! Logo mais você fará parte de uma cultura que está crescendo muito. O fenômeno da marijuana plantada em casa que está tomando conta do mundo.

Cultivar a sua própria cannabis é uma maneira divertida e barata de ter uns buds de boa qualidade no seu estoque. A marijuana é uma planta forte, que cresce em vários tipos de clima, nas greenhouses ou indoors elas crescem o ano todo.

A CANNABIS É A SUA AMIGA

Como qualquer jardinagem, as habilidades de cultivar a cannabis vêm com o tempo. É fácil aprender, mas leva uma vida chapado e feliz para dominar. Não há nenhuma razão para se intimidar a cultivar a sua própria planta. O processo não é complicado e pode ser caro ou barato, o que você quiser.

Começar a sua jornada de cultivação, é bom começar entendendo o fundamental. Tomar decisões informadas o mais cedo possível aumentará a colheita. Esses sete passos básicos uma base de conhecimento excelente para se tornar um ótimo cultivador.

1º PASSO: ESCOLHENDO AS SEMENTES

Cannabis Seeds

As escolhas são muitas. Sativa, indica, ruderalis, um monte de híbridas, tudo disponível num click. Você sabe do que gosta por experiência própria. Quais foram as variedades que você gostou? Quais variedades tiveram efeito medicinal satisfatório para sua doença? Essas são provavelmente um bom lugar para começar.

Com o seu gosto pessoal em mente, considere as circunstâncias em que você cultivará. Você estará plantando em um pequeno armário, onde o espaço será usado melhor por pequenas plantas que amadurecem cedo como as variedades automáticas ou indica? Ou você tem um jardim enorme onde você pode plantar um ou mais monsters diretamente no solo ou em potes grandes?

2º PASSO: OS FUNDAMENTOS DA CANNABIS

Cannabis Fundamentals

Para melhor cultivar e colher buds suculentos, a sua cannabis amada têm certas necessidades.

LUZ: Para uma vegetação saudável de marijuana, ela precisa mais de doze horas de luz a cada vinte quatro horas. Indoors é controlado por timers. A germinação outdoor deve ser adiada até que as plantas possam ser expostas à mais do que doze horas de luz e receber pelo menos oito horas de luz solar direta por dia.

INTERMÉDIOS DE CULTIVO: Cultivadores orgânicos utilizarão alguns tipos de solos toda a hora, indoor ou outdoor. No entanto, o solo não é a única escolha a se fazer. Intermédios neutros que dependem totalmente de nutrientes incluem fibras de coco, perlita, vermiculita ou lã mineral. Aeropônicas, hidropônicas puras ou culturas em águas profundas não usam intermediário algum. A matriz da raiz que fica suspensa recebe todos os nutrientes diretamente do mix de nutrientes.

AR: Para se fortalecer e fazer a troca de gases devidamente, a cannabis precisa de movimentação de ar fresco. Cultivando outdoor você não terá nenhum problema com isso, já que suas plantas estarão expostas a brisas e ventos. Para cultivar indoor, as suas plantas precisarão de uma entrada de ar, um exaustor e um ventilador para movimentar o ar. Mesmo assim, alguns ambientes são propícios a pestes, mofo e crescimento frágil. Um acúmulo de gases pode prejudicar o crescimento da planta.

ÁGUA: Como qualquer ser vivo, a cannabis precisa de água para crescer, prosperar e praticar suas funções biológicas. Se você vive onde chove regularmente, sua plantação outdoor pode receber tudo que precisa da natureza. Plantas grandes de cannabis são conhecidas por terem muita sede. Se você quer plantar as grandes, você certamente precisará suplementar a água entre as chuvas.

No cultivo indoor, a água vira o meio de transporte de nutrientes. Água não modificada é usada para enxugar as hidropônicas e sistemas sem solo, regularmente. O pH da água é muito importante. O cultivador de cannabis esperto terá um medidor de pH no seu kit de cultivo.

TEMPERATURA: A cannabis é uma planta forte que pode sobreviver tanto ao frio quanto ao calor. Assim como nós, ela poderá se estressar e não funcionar bem nos extremos. A cannabis pode congelar ou ferver até morrer. Ela pode parar de crescer ou entrar estase. Ela entrará em modo de sobrevivência se a temperatura for muito alta ou baixa por muito tempo. Vinte sete graus centígrados é o ideal para um crescimento vigoroso da cannabis. Isso é fácil de atingir indoor com a ajuda de ventiladores, ar condicionado e tapetes que aquecem ou refrescam. A iluminação com certeza gerará calor que terá que ser ventilado.

Para plantar outdoor você precisa escolher a hora. Tenha conhecimento do seu clima. Tenha um app com o ciclo solar ou um gráfico, para acertar na escolha de quando plantar. Se plantada muito cedo, a planta pode entrar em floração imediatamente, e então entrando em estado vegetativo quando a luz solar aumentar. Isso deve ser evitado. As suas flores não se formarão decentemente quando a floração começar. Plante muito tarde e você terá plantas pequenas com menos flores.

NUTRIENTES: Como qualquer ser vivo, a cannabis precisa de alimentos para crescer. Uma mistura de solo arável, rico em composto, organismos vivos, vitaminas e minerais podem alimentar a sua planta durante toda a sua vida.

Regar as suas plantas com chás de composto e outras misturas orgânicas como melado e farinha de penas ajudam a melhorar a qualidade do solo e encorajam um crescimento saudável das plantas.

Por intermédios neutros ou hidropônicos, você alimentará todo o sangue da planta com misturas de nutrientes pré-formuladas. Geralmente feito especialmente para a marijuana. Essas misturas especializadas são feitas exclusivamente para o intermédio sem uso de solo que você escolher.

UMIDADE: Quando você planta outdoor você não tem controle algum sobre esse fator e você está a mercê do seu clima. O lado positivo dessa variação em umidade e as funções robustas necessárias para se adaptar ao ambiente que varia muito, deixa as suas plantas muito fortes!

O controle da umidade indoor é muito importante desde semente a floração. As folhas inspiram umidade atmosférica todo dia. Umidade balanceada ajuda o ambiente a ser saudável e sem mofo. Guarda-roupas, quarto dedicado a cultivo ou tenda de cultivo. Diretamente no solo ou em potes outdoor. Até em um jardim com plantas companheiras sua cannabis precisará satisfazer todas as suas necessidades para crescer bem e lhe proporcionar buds cheias de resina de ótima qualidade.

3º PASSO: ILUMINAÇÃO PARA O CULTIVO INDOOR DE CANNABIS

Cannabis Lighting

Com a legalização, houve um aumento nas opções de luzes e câmaras de cultivo para o cultivo de cannabis indoor. O que irá decidir será o quanto de dinheiro você tiver.

ARMÁRIOS DE CULTIVOS: Armários feitos exclusivamente para cultivar a cannabis, são feitos por pessoas com décadas de experiência. Se você tiver dinheiro pra gastar, ventiladores, luzes, cômodo para vegetais e flores, relógios e filtros de carbono estão todos prontos, é só ligar na tomada e brincar.

ILUMINAÇÕES PARA TODOS OS BOLSOS: Por um lado você pode ter um lâmpada fluorescente compacta (CFL) ou um pequeno painel de LED por menos de trezentos dólares. Se estiver cultivando buds em um armário sobrando, outras luzes fluorescentes compactas como as ripas de T5 vem em uma variedade de espectros para usar durante a vegetação e floração, e também cabem em lugares pequenos.

Lâmpadas de alta pressão de sódio (HPS) e de iodetos metálicos (MH) são tipos de lâmpadas tradicionais para cultivar. As lâmpadas de HPS de 1000W com refletores podem iluminar eficientemente um espaço de 1.5 x 1.5 metros e providenciar um crescimento excelente. Semelhante, as lâmpadas de 600W HM iluminarão o mesmo espaço e lhe dará flores de muita classe no fim do ciclo de cultivo. O calor produzido por essas lâmpadas deve ser considerado. Se o seu lugar de cultivo não for ventilado eficientemente, ficará muito quente para cultivar uma cannabis saudável.

4º PASSO: GERMINAÇÃO E MUDAS DE MARIJUANA

 Cannabis Seedlings

O primeiro passo para começar a sua aventura plantando cannabis é a germinação das sementes. Todas as sementes viáveis contém todas as informações necessárias para que a variedade escolhida seja cultivada.Tudo o que elas precisam são condições certas para viver e o ciclo de vida começará. As sementes não germinarão até que três necessidades específicas sejam supridas. Água, a temperatura certa e uma boa localização.

Plantar cannabis é uma processo orgânico sem muitas regras. Isso não é um sistema linear para se aprender, mas uma arte para virar mestre. Há uma variedade de maneiras igualmente eficientes de germinar a cannabis. Com o tempo você descobrirá qual é a melhor maneira para você.

DIRETO NO MEIO: Coloque todas as sementes diretamente no meio, assim você pode evitar qualquer trauma de transplante. Geralmente é mais fácil germinar em potes pequenos e depois plantar em potes maiores ou no jardim.

PAPEL TOALHA: As sementes são colocadas em papel toalha umedecido num prato e em um lugar quente e escuro. Geralmente cobertos por plástico ou em pratos virados pra cima para reter a umidade. Depois de alguns dias a uma semana, as suas sementes brotarão.

JIFFY, PLUG E LÃ-DE-ROCHA: Fáceis de manter, uma vez que você pode ter cinquenta sementes germinando em um pequeno espaço. Uma vez que as mudas estejam estabelecidas, podem ser colocadas em seu pote final sem danificar as raíze

NA ÁGUA: Simplesmente molhe as suas sementes em água enriquecida em enzimas até que você veja a raiz saindo e coloque no meio. O broto passará da superfície mais o menos uma semana depois.

ESTAÇÕES DE GERMINAÇÃO: As estações de germinação oferecem o controle substancial sobre o ambiente de germinação, providenciando umidade, controle de temperatura e pode acelerar a germinação.

Quando as suas plantas passarem da superfície e os cotilédones perderem as cascas, para revelar que as primeiras folhas fotossintéticas já começaram a trabalhar. Agora você tem um broto verdadeiro de marijuana crescendo para virar uma miniatura indoor com muita resina ou uma árvore outdoor florida.

5º PASSO: A FASE VEGETATIVA DA CANNABIS

Vegetative Cannabis Growth

Na hora que as folhas verdes encontrarem a luz começa a fotossíntese. As suas plantas começam a metabolizar e a fase vegetativa começa.

INDOORS: A iluminação é ajustada para 18 horas por dia, regime de seis horas em luz noturna. A iluminação não precisa seguir as horas solares do dia, você pode ajustar para as horas do dia que são boas pra você. Usar equipamento eletrônico fora da temporada pode te ajudar a economizar bastante.

As suas plantas estão feliz num solo orgânico ou sendo alimentadas nutrientes feitos para a fase vegetativa. Várias das brisas produzidas por ventiladores mantém as temperaturas sob controle e fortalecem as suas plantas jovens. Disciplinas exóticas como adicionar dióxido de carbono no ambiente podem ser usadas. Treinamento de baixo-stress e scrogging podem ser usados para melhorar o ritmo de crescimento e o potencial de floração da cannabis cultivada indoor.

Quanto Tempo Dura a Fase Vegetativa?

A fase vegetativa pode durar o quanto você quiser. Depende se você quer várias plantas pequenas ocupando espaço como o método de cultivo Sea Of Green. Ou escolhendo umas plantas maiores com um aglomerado de flores maior.

OUTDOORS: A cannabis cresce rápido assim que as horas de sol começam a aumentar durante a primavera, início do verão. Espaço ilimitado para as raízes, e genética boa pode fazer uma planta crescer de três à quatro metros durante a fase vegetativa.

A maioria das plantas contemporâneas são podadas durante toda a fase de crescimento. Isso encoraja uma cobertura cheia de buds de tamanhos iguais durante a fase de floração. A cannabis continuará na fase vegetativa enquanto há mais de doze horas de sol por dia. Quanto mais longe da linha do equador você estiver, o tempo vegetativo da sua cannabis será mais curto.

6º PASSO: A FASE DE FLORAÇÃO SAUDÁVEL DA MARIJUANA

Vegetative Cannabis Growth

A floração e budding se refere à mesma fase de crescimento da planta de marijuana. Os próximos meses serão animados, já que os aromas começam a surgir. Arranjos florais interessantes, que são típicos da variedade que você escolheu, também começam a surgir. A fase de floração contém capítulos distintos que são comuns à todas as plantas de cannabis, e começa quando a fase vegetativa termina.

Em outdoors, o primeiro estágio de floração pode ser visto quando o calor do verão passa e o outono se aproxima. Nos indoors você controla quando a floração começa, ajustando o cronograma de iluminação para doze horas por dia e doze horas de fotoperíodo noturno. Algumas variedades de cannabis podem florescer como uma resposta a três possíveis características.

A depender da espécie de cannabis, ocorrem respostas a mudanças hormonais que a fazem continuar vegetando ou começar a florescer. Existem dois tipos: APD e autoflorescente:

  • APD, ou Absolute Photo Determinate, se refere às plantas que confiam em hormônios sensíveis a luz para continuar vegetando. Esse hormônio evita o florescimento enquanto está ativo. Ele diminui com baixos níveis de luz e à medida que as noites tornam-se mais longas. Doze horas ou mais de noite induzirá o florescimento.
  • Com strains automáticas, o mesmo hormônio depende da idade da planta. A planta pára de produzi-lo quando atinge uma certa idade, a depender da espécie, e o florescimento começa independente do fotoperíodo. Isso pode ocorrer apenas duas semanas após a germinação.

As Fases Diferentes de Floração

DIFERENCIAÇÃO: Bem no início da fase de floração há uma mudança notável no padrão de crescimento. Ao invés de crescer simetricamente, o crescimento do ramo começa a fazer zig-zag, e se comprimir, deixando menos espaço entre os nódulos. A diferenciação é bem notável.

FLORAÇÃO: A floração acontece nas mesma fases para todas as variedades, mas o que muda é a duração. Uma indica rápida estará curada e no cachimbo semanas antes da sativa que demora para amadurecer.

Logo após a diferenciação, flores de verdade começaram à brota. Os cálices aparecerão nos entrenós dos ramos, formando pistilos cobertos de bolas. As resinas muito desejadas já estarão se formando nos jovens tricomas nos pistilos, cálices e as superfícies das folhas.

As bolas dos cálices começam a se alongar por seus próprios espinhos. Assim há espaço para aglomerados de folhas e buds específicos, que estão frescos e florescentes. Diferente das folhas de açúcar, essas folhas novas são mais grossas, menores, geralmente enrugadas e cobertas em tricomas. Elas eventualmente são cobertas parcialmente pelo aglomerado de flores.

Durante as próximas semanas esses aglomerados de flores se multiplicarão e formarão colas grandes cobertas em tricomas cheios de resina. Deixe-os amadurecerem mais para que os cálices e os tricomas inchem com muita resina. A maturidade completa está perto.

STEP 7: HARVESTING, DRYING & CURING FOR BEST QUALITY BUDS

Curing Cannabis

Durante as últimas semanas, os nutrientes são ignorados e as suas plantas devem ser enxaguada com água limpa. Isso garante um sabor puro, livre de gostos de nutrientes e sais.

Quando a Minha Cannabis Vai Amadurecer?

Agora que os pistilos estão cobertos em tricomas, eles começam a encolher e a mudar de cor. Um laranja escuro, marrom ou vermelho podem aparecer dependendo das espécies. Os sacos cheios de resina começam a mudar de cor em ondas por toda a planta. Primeiro vai da transparente para leitoso, e depois alaranjado. Os aglomerados de flores estão tão inchados que eles parecem que estão do avesso.

Isso significa que está na hora de colher os resultados do seu trabalho árduo.

  • Para conseguir muito THC, colha quando os tricomas estiverem 20-30% alaranjados.
  • Para mais canabinoides, colha quando os tricomas estiverem 60-80% alaranjados. Cuide bem pois as diferenças podem levar apenas vinte quatro horas.

Colhendo A Planta da Marijuana

Não há uma maneira certa de colher. Se solte e aprenda fazendo. Alguns removerão todas as folhas enquanto a planta continua em pé, para depois cortar mais a planta. Pendurando ramos para secar, ou deitando buds individualmente para secar. Alguns removerão todas as folhas de açúcar para depois colher e pendurar a planta toda.

Não há regras, exceto ser cuidadoso. Você quer que os seus delicados tricomas sejam perturbados o mínimo possível.

Secando E Curando A Cannabis

Seque os seus buds num lugar escuro, fresco, e com pouca umidade. Esse processo é muito devagar e deve levar no mínimo duas semanas.

Certifique-se constantemente se eles não estão secando muito ou mofando

Quando seco, ramos finos quebrarão facilmente. Os ramos grossos ainda terão flexibilidade.

A clorofila foi degradada e o verde trocado pelas cores de cada espécie. Cores como verde pálido, bronzeado, azul ou roxo escuro podem aparecer enquanto os buds secam.

Guardando Os Buds Curados

Nesse estágio, encha um frasco de vidro bem selado com buds soltas. Abra a tampa do frasco uma vez por dia durante as duas primeiras semanas. Assim você se livrará da umidade que se cria no frasco e pode embolorar os seus buds. Assim que as flores estiverem secas ao tocar, abra o frasco somente uma vez por semana. Você não quer semanas de trabalho árduo sendo destruídas por falta de atenção.

Quanto Tempo Leva Para Curar A Cannabis?

Você pode curar por quanto tempo quiser. Lembrando que os componentes psicotrópicos derrubam uma molécula de água quando estão curados de maneira certa, e viram mais psicoativos. Isso leva pelo menos umas seis semanas para curar sob condições ideais. Quanto mais curada, mais suave é o resultado. Mantenha o seu frasco em um ambiente escuro e fresco. O THC, com o tempo, se transforma em outros canabinoides caso exposto à luz.

Se você não tem certeza se o bud está seco, faça testes enquanto ele está secando para você ter referências futuras. A cannabis seca não parece estar completamente seca por causa do aspecto ceroso das resinas. Você desenvolverá o toque e a habilidade rapidamente.

Aproveitar a cannabis que você mesmo cultivou não é tão difícil. Atenção e paciência podem lhe trazer vários benefícios, até dos menores lugares.

Bom cultivo amigos!