By Luke Sumpter Reviewed by: Miguel Ángel Garcia


Tal como o nome pode sugerir, a hidroponia é um método sem solo de cultivar canábis, utilizando a água como o principal meio de cultivo. No âmbito de uma configuração hidropónica, as plantas de canábis são cultivadas em baldes ou cestos enchidos com um meio de cultivo inerte, e são suspensas sobre um tanque cheio de água. A água é complementada com todos os nutrientes que as plantas precisam para sobreviverem e prosperarem, sendo utilizadas pedras difusoras para arejar o tanque. Este modelo básico manifesta-se em muitas formas e sistemas diferentes, com diferentes cultivadores a optarem por diferentes configurações. Há muitas vantagens no cultivo hidropónico, todas as quais iremos cobrir neste artigo. Contudo, em primeiro lugar, mergulhemos um pouco mais na história desta fascinante arte.

A HISTÓRIA DA HIDROPONIA

O cultivo hidropónico pode inicialmente parecer como o resultado dos avanços modernos na tecnologia. Mas isto não poderia estar mais longe da verdade. As origens de cultivar plantas em água datam de há milhares de anos na história humana. Os famosos Jardins Suspensos da Babilónia, criados em 600 AC, são teorizados como tendo utilizado princípios hidropónicos. A região localizada junto do rio Eufrates era naturalmente seca e árida. Crê-se que as culturas do jardim eram alimentadas utilizando um sistema de gotejamento que começava no rio.

Avançando para mais recentemente no tempo, mais concretamente para os séculos X e XI, a civilização Asteca também era conhecida por utilizar a hidroponia para fornecer alimentos para a sua sociedade. Após serem forçados a sair das suas terras devido ao conflito, estas pessoas assentaram junto ao Lago Tenochtitlan. Eles começaram a construir jangadas flutuantes cobertas com solo, permitindo que as culturas crescessem através da camada superior e espalhassem as suas raízes para as águas abaixo.

Mais recentemente, mas ainda distante, há exemplos de cultivo hidropónico que envolvem o cientista inglês John Woodward em 1699. O seu trabalho envolveu o cultivo de plantas de hortelã na água. Ele descobriu que espécie de plantas cresceu mais depressa dentro de uma fonte de água misturada com solo.

A história da hidroponia demonstrou o quão eficaz este método pode ser em muitas diferentes configurações e cenários, com o cultivo de canábis a não ser uma exceção. Exploremos as vantagens deste método interessante e como aplicá-lo no cultivo de ótima erva.

The History of Hydroponics

AS VANTAGENS DO CULTIVO HIDROPÓNICO

Caso fale com um cultivador que tem experiência com o cultivo hidropónico, uma das primeiras coisas que provavelmente lhe dirá é que as suas plantas hidropónicas crescem muito mais depressa do que aquelas semeadas no solo. Esta é uma das principais vantagens deste método de cultivo — as plantas hidropónicas crescem habitualmente 30 a 50% mais depressa e fornecem frequentemente maiores rendimentos. Um dos principais motivos para isto é que os nutrientes num sistema hidropónico são muito mais rapidamente disponibilizados às plantas. Os nutrientes estão suspensos na água e entram diretamente no sistema de raízes dado que não há solo por onde navegar. Contrastando, as plantas cultivadas no solo têm de vasculhar pelo meio para absorverem os nutrientes contidos neste. O fácil acesso aos nutrientes permite que as plantas preservem energia, a qual é, de seguida, direcionada para os esforços de crescimento.

O CUSTO DE CULTIVO COM A HIDROPONIA

Quando pensamos na hidroponia, pode imaginar uma configuração de alta tecnologia: interruptores automatizados, luzes intermitentes, temporizadores. No entanto, o custo de um sistema hidropónico depende principalmente de quanto dinheiro estará disposto a largar. Estes variam entre um simples balde de plástico até sistemas de autodrenagem e de inundação. Para poupar tempo, invista num kit hidropónico iniciante barato. Estes incluem todos os materiais que precisa para ir da semente até à colheita. Pode adquirir um por cerca de 235 €.

MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA CRIAR UM SISTEMA HIDROPÓNICO DIY

Caso opte pelo caminho DIY, consulte o breve guia abaixo. A lista cobre todo o equipamento que precisa para construir uma configuração interior básica. Encontre simplesmente o produto que se adequa a si para cada artigo listado. A compra do seu equipamento separadamente permite-lhe investir mais fortemente em artigos importantes, tais como a iluminação, enquanto reduz o custo noutras áreas.

Eis o que precisará:

a) Iluminação (LED ou HPS)

b) Suportes de iluminação

c) Tenda de cultivo/span>

d) Reservatório e bandeja hidropónicos

e) Pedra difusora e bomba

f) Meio de cultivo (ex. fibra de coco)

g) Vasos de cultivo em malha de rede

h) Sementes

i) Ventoinha de ventilação e tubos de condução

j) Filtro de carbono

k) Ventoinha oscilante

l) Nutrientes hidropónicos

m) Medidores de pH e de PPM

n) Higrómetro

Hydroponics

1. ESCOLHA UM MEIO DE CULTIVO PARA DAR INÍCIO À OPERAÇÃO

Agora que cobrimos a história e os benefícios do cultivo hidropónico, está na altura de arrancar com a operação. Para começar, terá de selecionar um meio de cultivo — uma substância que susterá no devido lugar a intersecção do caule e das raízes. A partir deste local, as raízes crescerão na água em busca de nutrientes. O meio inerte também permite bom acesso ao ar à parte superior das raízes. Há uma enorme lista de diferentes meios utilizados pelos cultivadores, com os abaixo a constituírem os mais comuns. Cada meio tem os seus benefícios únicos e alguns funcionam melhor com diferentes sistemas. Trata-se tudo de experimentar quando começa para ver qual funciona melhor para si.

  • SEIXOS DE ARGILA

    Clay Pebbles

    Sendo uma das opções mais populares, os seixos de argila são excelentes na aeração dos sistemas de raízes. Por vezes, os seixos de argila levam a que os cultivadores alterem o pH para fornecerem um ambiente de cultivo ideal, no entanto, também podem ser adquiridos seixos pré-alterados. Terá de colocar os seixos de argila num cesto de plástico hidropónico que tenha espaços para as raízes crescerem.

    • LÃ DE ROCHA

      Rockwool

      A lã de rocha é outra escolha popular, e é uma substância criada utilizando rochas vulcânicas com uma textura de lã, daí o nome. A lã de rocha tem uma capacidade tremenda de retenção da água, o que permite uma boa hidratação do sistema superior das raízes. A lã de rocha pode ser colocada num cesto hidropónico, mas também pode ser colocada diretamente no topo de um balde ou tanque sem tampa.

      • PERLITE

        Perlite

        A perlite é um vidro vulcânico que se expande quando exposta a altas temperaturas. É frequentemente utilizada em solos de jardim para fornecer aeração, sendo precisamente por isso que é benéfico utilizá-la como um meio de cultivo hidropónico para a canábis.

        • FIBRA DE COCO

          Coco Coir
          A fibra de coco é uma boa opção sustentável para um meio de cultivo. Sendo fibra de cocos, a fibra de coco permite uma boa aeração e retenção da humidade. As fibras de coco também são conhecidas por protegerem as raízes das infeções devido à presença de hormonas que estimulam as plantas.

          2. ESCOLHA UMA CONFIGURAÇÃO DE CULTIVO HIDROPÓNICA PARA AS SUAS PLANTAS PROSPERAREM

          Agora que selecionou um meio de cultivo, está na altura de escolher que tipo de configuração hidropónica utilizar. Todos os sistemas são similares, no sentido de que utilizam uma solução de água enriquecida com nutrientes. No entanto, as configurações podem variar imenso, dependendo de fatores como a exposição da água e a circulação. A maioria dos seguintes sistemas podem ser comprados, mas quem tiver dotes DIY poderá fazê-los facilmente utilizando baldes, brocas, bombas e pedras difusoras.

          CULTURA EM ÁGUA PROFUNDA

          A cultura em água profunda é um bom ponto de partida para os iniciantes e é, provavelmente, a opção mais barata. As plantas são colocadas em baldes enchidos com uma solução de nutrientes e uma bomba de ar que fornecem uma oferta constante de oxigénio.

          Deep Water Culture

          FLUXO E REFLUXO

          Um sistema fluxo e refluxo (também conhecido como inundar e drenar) contém água que, bem, vai e vem. Estes sistemas consistem de vários baldes suspensos acima da bandeja de cultivo que contêm uma entrada e saída de água. Ambos estes canais de água estão ligados a um tanque externo que contém nutrientes, um pedra difusora para arejar o abastecimento de água e uma bomba para passar a água para a bandeja de cultivo. As raízes nestes sistemas não estão continuamente submersas na água. Ao invés, a água inunda periodicamente a bandeja de cultivo com oxigénio fresco e água rica em nutrientes. Assim que o ciclo da bomba termina, toda a água volta a ser drenada para o tanque externo.

          Este sistema permite a alimentação periódica. A altura em que a bandeja de cultivo está vazia permite que os cultivadores cuidem facilmente das raízes da planta e que colham as plantas.

          Ebb and Flow

          SISTEMA DE GOTAS

          Um sistema de gotas em hidroponia é muito similar a um sistema de irrigação por gotas quando cultiva no solo. Este sistema é constituído por uma bandeja grande enchida com meio de cultivo, tal como seixos de argila. As plantas são colocadas diretamente no meio, e cada tem o seu respetivo tubo de gotejamento por perto. Um tanque de água externo com uma bomba e pedras difusoras fornece constantemente uma alimentação de gotas de água a cada planta. As raízes destas plantas estão constantemente expostas ao ar, e as gotas de água em excesso são libertadas pelo meio e regressam ao tanque externo.

          Drip System

          TÉCNICA DE PELÍCULA DE NUTRIENTES

          Se a cultura em água profunda é o equivalente a cultivar plantas de canábis num lago, então a técnica de película de nutrientes é o equivalente a cultivar erva num rio. Este sistema envolve colocar as plantas num tubo que tem um determinado ângulo, de forma que a água possa entrar por um lado e sair pelo outro através da gravidade. As raízes crescem tubo abaixo, onde são expostas à água em circulação. A água entra a partir de um tanque com uma pedra difusora e uma bomba, e regressa novamente assim que o ciclo fica concluído.

          Nutrient Film Technique

          SISTEMA DE PAVIO

          Um sistema de pavio é uma configuração hidropónica básica que utiliza uma bandeja de cultivo similar ao sistema de gotas, enchida com seixos de argila. Sob a bandeja encontra-se um tanque de água, a partir da qual saem vários pavios que entram no meio de cultivo. A água viaja pelos pavios e hidrata passivamente o meio. Não é necessária nenhuma bomba para este sistema.

          Wick System

          AEROPONIA

          A aeroponia é talvez a versão mais futurista do cultivo hidropónico, e utiliza uma neblina de água dispersa através do ar para otimizar a aeração e a hidratação. As plantas são colocadas no topo de um grande tanque de água, enchido até 25%. Sob a água encontra-se uma bomba que envia a água para os nebulizadores posicionados sob os sistemas de raízes. Esta ténue névoa embebe continuamente as raízes, permitindo que as plantas recebam enormes quantidades de ar e de água simultaneamente.

          Aeroponics

          3. PREPARE O SEU SISTEMA PARA ASSEGURAR UM CULTIVO BEM-SUCEDIDO

          Após selecionar o seu sistema, é importante prepará-lo bem para prevenir quaisquer situações prejudiciais. A natureza húmida e escura dos tanques de água é um ambiente de desenvolvimento ideal para uma série de patógenos. Antes de colocar o seu sistema a funcionar, terá de esterilizar o seu equipamento para minimizar as probabilidades de contaminação. Limpe os seus baldes, bandejas, tubos e tanques com álcool isopropílico, água quente e água oxigenada. Assim que o seu sistema estiver esterilizado, comece a seguir as instruções para configurá-lo corretamente.

          • TERÁ DE PROCEDER COM A MANUTENÇÃO DO SEU SISTEMA REGULARMENTE

          Todos os sistemas hidropónicos requerem uma manutenção frequente para fornecerem um ambiente de cultivo ideal. Abaixo, tem todos os principais fatores que deverá ter em consideração.

          A) MONITORIZE SEMPRE O PH

          Terá de testar constantemente o pH da água para assegurar um ambiente de cultivo ideal. Os nutrientes ficam mais disponíveis para as plantas quando o ambiente é ligeiramente mais ácido. Por conseguinte, é necessário manter um pH de 5.5–5.8. Utilize um kit de testagem do pH para realizar leituras regulares e certifique-se de que muda a solução semanalmente para manter o seu intervalo. Durante a floração, é preferível manter um pH de 6.

          div class="hidden-xs">Deep Water Culture

          How PH Affects Plant Nutrient Uptake
          How PH Affects Plant Nutrient Uptake

          B) TENTE MANTER A TEMPERATURA DA SUA ÁGUA A CERCA DE 20 °C

          A canábis hidropónica tem um temperatura ideal de 20 °C. Esta fator pode ser monitorizado utilizando um termómetro de água e alterado utilizando um aquecedor de água caso as temperaturas sejam demasiado baixas.

          C) FORNEÇA A QUANTIDADE CORRETA DE NUTRIENTES

          As plantas hidropónicas precisam dos mesmos nutrientes que as suas homólogas de solo. A forma mais fácil de alimentar as suas plantas é adquirindo soluções de nutrientes hidropónicas que contêm todas as substâncias necessárias, tanto para os períodos de vegetação como para os de floração. Os produtos também descreverão com que frequência deve adicionar nutrientes ao seu sistema e quanta diluição é necessária.

          D) MANTENHA TUDO LIMPO PARA EVITAR A CONTAMINAÇÃO

          Tanto as bandejas de cultivo como os tanques precisam de ser esvaziados e limpos sensivelmente a cada duas semanas. Este processo manterá as raízes das suas plantas protegidas contra patógenos invasores e doenças. Repita o mesmo processo supramencionado quando prepara inicialmente o seu sistema.

          E) SELECIONAR UMA ESTIRPE PARA O CULTIVO HIDROPÓNICO

          A seleção de estirpes é um fator importante para o cultivo hidropónico. As plantas cultivadas nestes sistemas têm liberdade para absorver os nutrientes extremamente rápido, algo que, frequentemente, resulta num crescimento explosivo e rápido. Por este motivo, a seleção de uma variedade sativa grande e imponente não será a sua melhor escolha, particularmente se o seu sistema se encontrar numa tenda de cultivo interior.

          As estirpes mais pequenas e mais compactas são ideais para sistemas hidropónicos interiores. Começar com uma estirpe mais pequena é vantajoso por vários motivos. Em primeiro lugar, permitirá que cultive várias plantas num espaço mais pequeno, permitindo mais diversidade e, potencialmente, maiores rendimentos. Além disso, se as suas plantas passarem por um surto de crescimento, terá espaço para lidar com aumentos tão súbitos de altura.

          Abaixo, tem duas estirpes que recomendamos para o cultivo hidropónico.

          WHITE WIDOW

          A White Widow é uma estirpe híbrida perfeitamente equilibrada que apresenta 50% de genética indica e 50% de genética sativa. Ela foi criada utilizando a estirpe progenitora White Widow S1 e fornece uma moca bem equilibrada que estimula e excita a mente enquanto relaxa e descontrai o corpo. Um nível de 19% de THC assegura uma experiência psicoativa poderosa que dura várias horas. Estas flores contêm um perfil terpeno que emana paladares terrosos e aromas de terra e de pinho.

          A White Widow alcançará uma altura de 60 a 100 cm quando cultivada no interior, tornando-a numa candidata ideal para as exigências espaciais da operação de cultivo hidropónico. Conte com bons rendimentos de 450–500 g/m² após um período de floração de 8 a 9 semanas.

          White Widow

          White Widow
          White Widow S1
          450 - 500 gr/m2
          60 - 100 cm
          8 - 10 Semanas
          THC: 19%
          Sativa 50% Indica 50%
          550 - 600 gr/plant
          150 - 190 cm
          Início de Outubro
          Mocado, Poderosa

          Compre a White Widow

          ROYAL DWARF

          A Royal Dwarf representa outra opção lógica para uma configuração hidropónica interior. Esta estirpe combina Skunk com ruderalis, com o objetivo de criar uma planta compacta capaz de apresentar bons rendimentos e uma potência moderada. A Royal Dwarf tem uma predominância sativa e oferece uma moca cerebral motivadora e inspiradora, alimentada por um nível de 13% de THC. Cada passa desta estirpe é infundida com paladares doces complementados com notas cítricas.

          Conte com plantas de interior que atingirão uma altura discreta 40–70 cm, que produzirão rendimentos de até 200g/m², e que vão da semente à colheita em apenas 8 semanas.

          Royal Dwarf

          Royal Dwarf
          Skunk x Ruderalis
          150 - 200 gr/m2
          40 - 70 cm
          6 - 7 Semanas
          THC: 13%
          Sativa 10% Indica 60% Ruderalis 30%
          30 - 80 gr/plant
          50 - 90 cm
          9-10 semanas após da germinação
          Criativa, Motivadora

          Compre a Royal Dwarf

          A HIDROPONIA PODE SER INTIMIDADORA, MAS A RECOMPENSA VALE A PENA

          A hidroponia pode parecer assustadora e complicada para quem está de fora. Todas as diferentes peças, sistemas e métodos fazem com que o tema pareça muito complexo. A chave é começar simples, escolher uma estirpe apropriada e observar frequentemente as necessidades ambientais das suas plantas. O cultivo numa configuração hidropónica é muito recompensador, e o trabalho compensa com tempos de crescimento rápidos e grandes rendimentos.

          A ideia de começar pela hidroponia é assustadora, mas não é nada que não possa ser feito. Na realidade, é muito mais fácil do que parece. Esperamos que este guia seja útil para configurar e manter o seu sistema hidropónico.

          TEM 18 ANOS OU MAIS?

          Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

          Certifique-se que conhece as leis do seu país.

          Ao clicar ENTRAR, confirma
          que tem
          18 anos ou mais.