Como Cultivar Canábis Durante A Fase Vegetativa

Como Cultivar Canábis Durante A Fase Vegetativa

O QUE É A FASE VEGETATIVA?

A fase vegetativa é um período do ciclo de cultivo que ocorre após a germinação e antes do florescimento. Após a germinação das suas sementes, elas emergirão do solo como uma plântula. Estas jovens plantas possuem um galho curto e dois cotilédones redondos. Eventualmente, as primeiras folhas "verdadeiras" tomarão forma. Nas próximas 2-3 semanas, as plântulas começarão a amadurecer e a produzir um número maior de folhas - estruturas necessárias para a fotossíntese. Isto marca o início da fase vegetativa.

A fase vegetativa pode durar entre 3-16 semanas (ou mais), dependendo da genética da cepa e dos objetivos do cultivador. Neste período ocorre um crescimento explosivo. As plantas são tipicamente transplantadas para vasos maiores no início da fase vegetativa para dar mais espaço para a expansão das raízes. O caule principal ascenderá, e o espaço entre os nós aumentará drasticamente. As cepas indica permanecerão curtas e terão um grande crescimento lateral, enquanto as variedades sativa crescerão mais em altura, com menos ramificações. Para as variedades fotoperíodo, a fase vegetativa termina quando o ciclo de luz diminui.

No exterior isto acontece à medida que as estações mudam do verão para o outono.

No interior o período de exposição à luz é diminuído para forçar as plantas fotoperíodo a florescerem de acordo com as necessidades. As plantas vão transicionar da fase vegetativa para a floração ao serem expostas a um ciclo de 12 horas de luz e 12 de escuridão. Em contraste, as cepas autoflorescentes iniciam o florescimento com base na sua idade e não no ciclo de luz.

 

Growth phase (Week 1)
Growth phase (Week 2)
Growth phase (Week 3)
Growth phase (Week 4)
Growth phase (Week 5)
Growth phase (Week 6)
Growth phase (Week 7)
Growth phase (Week 8)


A IMPORTÂNCIA DA FASE VEGETATIVA


A fase vegetativa é um período vital no ciclo de vida de uma planta de canábis. Os cultivadores precisam de proporcionar boas condições ambientais para as suas plantas crescerem o mais rápido e saudável possível. O tamanho geralmente indica boa produção. Quanto maior a planta, mais nós ou "pontos de broto" elas desenvolvem e mais flores conseguem produzir.

Mas o tamanho não é o único fator. Alguns cultivadores preferem manter as suas plantas pequenas e mesmo assim atingem uma excelente produtividade, que pode ser alcançada com o treino das plantas. Estas técnicas precisam de ser implementadas na fase vegetativa antes das primeiras flores começarem a emergir. Durante a fase vegetativa ocorrem muitas funções fisiológicas essenciais. As folhas trabalham arduamente para converter luz e CO₂ em energia. O sistema de raízes está a expandir-se e oferece uma âncora firme para evitar que a planta tombe; as raízes também trabalham para absorver nutrientes vitais e água.

Para atender às demandas das plantas durante este período, os cultivadores precisam de garantir a quantidade correta de luz, água e nutrientes. Também precisam de estar atentos a pestes e doenças, e devem fazer o seu melhor por evitar que essas ameaças danifiquem ou até matem a sua colheita.

No fundo, o período vegetativo prepara o palco para o florescimento. Quanto mais saudáveis as plantas estiverem nesta fase, mais preparadas estarão para florescerem e produzirem bastante.

COMO ATINGIR O CRESCIMENTO VEGETATIVO IDEAL

Os fatores acima mencionados aplicam-se a todos os cultivos de canábis. Quando os cultivadores conseguem atingir o equilíbrio perfeito entre todas estas variáveis, torna-se possível um crescimento incrível durante a fase vegetativa. Embora as exigências primárias das plantas permaneçam as mesmas, os cultivadores precisam de saber as diferenças entre cultivo no interior e ao ar livre. Estes dois ambientes muito diferentes acarretam vários desafios para os cultivadores e para as suas plantas.

INTERIOR

Cultivar no interior geralmente envolve criar plantas em estufas ou salas de cultivo dedicadas e isso tem vantagens e desvantagens distintas. Os cultivadores de interior têm um controlo quase completo sobre o ambiente durante a duração do ciclo de cultivo. Durante a fase vegetativa podem escolher manter a luz durante 18-24 horas por dia. Quanto mais luz uma planta receber, mais fotossíntese fará, resultando num crescimento vegetativo mais explosivo.

Mais controlo significa mais situações para gerir. Os cultivadores de interior precisam de medir níveis de CO₂, humidade e temperatura regularmente. Estes fatores precisam de ser mantidos sob parâmetros específicos para otimizar o crescimento da planta. Os cultivadores podem ter que investir em ventiladores, higrómetros, humidificadores/desumidificadores, exaustores e mais para manter a sua operação a funcionar de forma adequada. Estes sistemas podem ser automatizados usando temporizadores e sensores, mas não é algo realista para cultivadores amadores ou para os que o fazem por _hobby_.

INTERIOR

EXTERIOR

Os cultivadores de exterior possuem muito menos controlo sobre as suas plantas durante a fase vegetativa e o ciclo de cultivo como um todo. Os elementos assumem o controlo, o que pode ser bom em algumas circunstâncias. Não precisa de garantir uma fonte de luz, e a chuva frequente e os sistemas de irrigação evitam a necessidade de regar regularmente.

Atingir o crescimento vegetativo ideal ao ar livre reside essencialmente na necessidade de melhorar as defesas da sua planta. Há imensos insetos que adorariam comer as suas plantas ao almoço. Pequenas criaturas como estas podem entrar nas folhas e comer as raízes, enquanto animais como pássaros e veados podem causar danos severos às folhas e galhos. Os ambientes húmidos também aumentam o risco de infeções por fungos.

Controles biológicos como insetos predatórios podem ser introduzidos para eliminar espécies de pestes, e podem ser cultivadas plantas companheiras para detê-los. As redes e cercas são defesas eficazes contra animais maiores.

Os Foliar Sprays podem ajudar a manter o mofo afastado. Os cultivadores deverão manter a sua colheita numa zona do jardim que receba boa circulação de ar, evitando áreas com ar estagnado.

EXTERIOR

DAR O MELHOR COMEÇO ÀS SUAS SEMENTES DE CANÁBIS

Como discutimos acima, a formação das plântulas vem antes da fase vegetativa. É um período importante na vida da planta e pode determinar o seu destino. Da mesma forma que um crescimento vegetativo saudável contribui para uma fase de florescimento ótima, um estágio de plântula saudável garante o mesmo para o todo o ciclo de cultivo. Vamos verificar alguns fatores importantes a considerar durante este período.

SUBSTRATO DE CULTIVO

Os cultivadores podem cultivar as suas plantas numa variedade de meios, incluindo terra e água (hidroponia). O substrato de cultivo oferece um espaço para as raízes crescerem e - no caso da terra - oferece nutrientes e matéria orgânica. Considere introduzir micro-organismos como fungos micorriza no seu solo para formar uma relação benéfica com as suas plantas. Eles ajudam na decomposição de material orgânico e na absorção de nutrientes.

Num sistema hidropónico, comece com água filtrada de boa qualidade. A água da torneira contém cloro e outras substâncias prejudiciais.

RELATED STORY
Best soil

ILUMINAÇÃO

A luz é um dos fatores mais importantes no cultivo da canábis. Juntamente com a água e CO₂, ela é uma parte importante do processo de fotossíntese. Os cultivadores precisam de iniciar com boas lâmpadas para permitir que as plantas cresçam saudáveis e fortes. As lâmpadas LED são recomendadas por causa do seu custo operacional baixo e baixa emissão de calor.

Como mencionado, as cepas fotoperíodo requerem 18-24 horas de luz por dia durante a fase vegetativa. Quanto mais exposição à luz uma planta recebe, mais rapidamente crescerá. A maioria dos cultivadores vegeta as suas plantas durante 4-8 semanas. Após este período, requer-se uma mudança para 12 horas de luz por dia para iniciar a floração.

Já as plantas autoflorescentes florescem sozinhas. Proporcione-lhes 18-24 horas de luz por dia durante a fase vegetativa e de floração e veja a mágica acontecer.

ILUMINAÇÃO

NUTRIÇÃO

As plantas de canábis possuem exigências nutricionais específicas, e as suas necessidades diferem durante as fases vegetativa e de floração. Durante o período vegetativo, as plantas requerem altos níveis de nitrogénio, que contribui para o crescimento de hastes e folhas. Também precisarão de níveis adequados de potássio para regular a abertura e fechamento dos estomas e para produzir energia. As plantas em estado vegetativo também requerem a quantidade certa de magnésio para a sua fotossíntese, e de cálcio para a saúde das paredes celulares.

Os cultivadores podem comprar fórmulas de nutrientes para vegetação para simplificar as coisas. Produtos como as Easy Grow Booster Tablets oferecem todos os nutrientes que uma planta precisa durante o período de crescimento vegetativo.

Se está a cultivar hidroponicamente, compre nutrientes específicos para o estágio vegetativo e aplique de acordo com as instruções.

REGA

Água - o líquido da vida. As plantas de canábis dependem da água para absorver nutrientes tanto no cultivo no solo como em hidroponia. Durante o processo de transpiração, a água sobe pelas hastes da planta até às folhas, transportando nutrientes para onde são necessários.

Porém, muita água pode ser mau. O excesso de água pode sufocar as raízes e levar ao seu apodrecimento. Quando regar as suas plantas durante a fase vegetativa, espere até os primeiros 3 centímetros de terra secarem antes de regar novamente.

As plantas hidropónicas recebem toda a água que precisam através do seu substrato de cultivo.

REGA

TEMPERATURA

As plantas vegetativas prosperam em temperaturas de 20–30°C. Felizmente para os cultivadores de interior e de exterior, esta é uma gama bastante ampla. As plantas em estágio vegetativo toleram uma elevada humidade. Porém, não deixe que os níveis baixem dos 40%. Tanto a temperatura como a humidade podem ser medidas usando um termómetro/higrómetro. Os cultivadores de interior podem manipular estas condições usando aquecedores, ar condicionado, humidificadores e desumidificadores. Ao ar livre, os cultivadores podem construir proteções para suas plantas contra o sol, no caso de uma onda de calor.

CIRCULAÇÃO DE AR

A circulação de ar é vital para manter as plantas em vegetação de boa saúde. Numa estufa, os ventiladores de entrada e exaustão mantêm o ar fresco. Deixarão entrar CO₂ e removerão o oxigénio em excesso. A circulação de ar também previne a formação de mofo. Se está a cultivar ao ar livre numa estufa polytunnel, é uma boa ideia colocá-la na direção do vento ou instalar alguns ventiladores para manter o ar em circulação.

TREINO

O treino permite que os cultivadores moldem o formato das plantas ao seu critério. Ele serve para abrir a cobertura das plantas para deixar a luz penetrar. O treino também pode aumentar a produção, mantendo as plantas com alturas controladas. Métodos como o treino de baixa tensão (LST) podem ser usados para manter o formato das suas plantas ao dobrar e amarrar os galhos e ramos.

RELATED STORY
Main-Lining

AS DUAS PRIMEIRAS SEMANAS DA FASE VEGETATIVA

As plantas crescem exponencialmente durante este período. Os cultivadores precisarão de monitorá-las continuamente e ajustar os parâmetros do seu cultivo. Ao usar as Easy Booster Tablets, a nutrição não será um problema.

Os cultivadores precisam de verificar a rega de perto. Novamente, espere para regar até que os 3cm de terra no topo estejam secos.

Como as plantas estarão a crescer muito rapidamente, a posição das luzes pode precisar de mudar. Se o topo de uma planta ficar muito perto da fonte de luz, esta pode sofrer uma queimadura de luz. A fonte de luz deve estar suspensa a cerca de 30cm do topo da planta. Se qualquer amarelecimento de folhas ocorrer, ela deverá ser posicionada ainda mais longe.
É importante garantir uma elevada humidade durante as primeiras duas semanas de vegetação. A humidade no ar irá melhorar a saúde da planta e pode ser alcançada ao desligar temporariamente os ventiladores no interior.

OUTROS FATORES A CONSIDERAR DURANTE A FASE VEGETATIVA

Além do mencionado acima, há muitos outros fatores cruciais a ter em consideração durante a fase vegetativa, independente de como ou onde escolhe cultivar.

IDENTIFICAR O O SEXO

Identificar o sexo das plantas de canábis é vital para evitar que os machos polinizem o seu cultivo. Se o objetivo é produzir flores resinadas, os cultivadores precisam de identificar e remover os machos o mais cedo possível. Assim que o pólen fertiliza uma flor fêmea, elas começarão a produzir sementes e pararão a produção de resina.

É possível identificar o sexo quatro semanas após a germinação. Tanto as plantas macho como as fêmea começarão a produzir pré-flores - pequenos pedaços de tecido que indicam o sexo.

As plantas macho produzem pré-flores mais esféricas, enquanto as pré-flores fêmea se assemelham ao formato de uma gota. Os cultivadores podem usar uma lente de aumento como uma lupa de joalheiro para ver melhor os nós. Se um macho for identificado, deverá ser removido imediatamente do espaço de cultivo. Pode ser mantido separado para propósitos de cruzamentos ou ser descartado.

ESPAÇAMENTO

Cada planta precisa do seu próprio espaço. Muitas plantas num espaço pequeno farão com que umas causem sombra às outras e bloqueiem a luz. Muitas variáveis estão em jogo aqui. O genótipo de uma planta irá ditar o tamanho que ela vai atingir, no entanto, as plantas podem ser domadas usando métodos de treino.

Os cultivadores podem planear o seu espaço de cultivo descobrindo quantas plantas cultivar por metro quadrado.

Usando a técnica SOG, os cultivadores podem geralmente colocar 4-16 plantas por m². Isto envolve colocar várias plantas pequenas próximas para formar uma colheita horizontal e uniforme.

Como já mencionado, o treino de baixa tensão (LST) é outra técnica usada para domar as plantas. Ele permite que os cultivadores coloquem aproximadamente quatro plantas por m².

Finalmente, o método ScrOG pode ser usado para aumentar a produção, embora apenas uma planta caiba em um m².

PODA _TOPPING_

A poda _topping_ é um método testado e comprovado para controlar a altura de uma planta de canábis, aumentando o seu rendimento potencial. Ao cortar o topo do ramo principal, os cultivadores promovem o crescimento lateral, que, por sua vez, pode aumentar a produção. A poda _topping_ pode ser feita assim que a planta tiver 3-5 nós.

Esta é uma técnica para a fase vegetativa. Os cultivadores deverão iniciar com um par de tesouras esterilizadas e cortar a ponta do ramo principal, fazendo com que ele divirja. Os cultivadores podem repetir várias vezes este processo para produzir mais pontos de flor, porém, as plantas precisam de um período de "recuperação" após cada poda, o que, inevitavelmente, aumentará a duração da fase vegetativa.

Royal Queen Seeds Genetics

A Royal Queen Seeds produz algumas das melhores sementes de cannabis da europa, garantindo ao grower doméstico acesso às melhores strains do mercado.

Buy at RQS

Parte. 1: Germinando. O guia completo para germinar sementes de cannabis.

Parte. 3: Floração. A fase de floração de cannabis.

Parte. 4: As últimas semanas de floração. Após semanas de trabalho, o tão aguardado momento está chegando.

Parte. 5: Hora da colheita. Aprenda cada passo da colheita e do processo pós-colheita da canábis.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.