O Guia de Cultivo da Canábis pela Royal Queen Seeds

By Luke Sumpter


Muito provavelmente, lava tudo o que é verde antes de o consumir. Enxagua os legumes comprados no mercado e certamente que dá uma mangueirada aos produtos produzidos na sua horta para expelir quaisquer partículas de solo e insetos persistentes. Contudo, porque é que não nos damos a este mesmo nível de tratamento com as nossas colas de canábis?

Pode parecer absolutamente bizarro mergulhar os seus brotos em baldes de água antes de os secar, mas quanto mais pensa nisso, mais parece fazer sentido. Todo o tipo de detritos podem acumular-se nos brotos durante a fase de floração, desde pó até diminutos ovos de insetos. Se a ideia de fumar ou de cozinhar estes contaminantes o deixa apreensivo, então é melhor continuar a ler.

O que é a lavagem dos brotos?

A lavagem dos brotos é tal e qual o que sugere; a prática envolve imergir as suas flores de canábis na água após a colheita para as limpar. Nunca ouviu falar disto antes? Não se preocupe, são poucas as pessoas que o ouviram. Apesar do baixo nível de consciência, a lavagem dos brotos parece estar destinada a ganhar tração, particularmente entre as operações comerciais. Porquê? Porque as flores de canábis pegajosas são ímanes para o pó, a sujidade e os micróbios, bem como para um conjunto de outros seres vivos e não vivos que os consumidores não querem fumar, vaporizar ou comer.

Os brotos cultivados no interior e no exterior estão expostos a contaminantes. Enquanto as colas são mais prováveis de acumular pó no interior, as que são cultivadas no exterior são paraísos para ácaros e ovos de insetos. Ao mergulhar simplesmente os seus brotos antes de os processar, pode ficar assegurado que está a utilizar erva limpa.

A lavagem dos brotos é contraprodutiva?

Mas então as flores de canábis não estão revestidas com canabinoides e terpenos preciosos? Será que as mergulhar em água não irá remover os seus tricomas e levá-las a perder potência e sabor? Embora estas sejam preocupações compreensíveis, a lavagem da sua erva não impactará o seu sabor nem os efeitos. Canabinoides como o THC e o CBD são solúveis na gordura e hidrofóbicos, o que significa que não os perderá quando banhar os seus brotos na água.

Além disso, aqueles terpenos frutados e florais estão bloqueados numa resina pegajosa. Desde que realize o processo atenciosamente e gentilmente, preservará estas moléculas essenciais.

E então a secagem? Sim, é óbvio, os brotos demoram mais tempo a secar após os submergir. Mas um pouco mais de tempo a secar compensa clara o processamento e o consumo de erva revestida com pó e outros contaminantes.

Os prós e contras da lavagem de brotos

Até aqui, a lavagem dos brotos é mel para os ouvidos, mas há alguma contrapartida em relação a esta prática? Abaixo, descubra as vantagens e as desvantagens de lavar a erva.

  • Prós
Remove os ácaros e ovos de insetos
as flores de canábis possuem muitos cantos e recantos, e o seu revestimento de resina significa que as coisas prendem-se prontamente a estas. A lavagem dos brotos ajuda a remover os organismos vivos da superfície, incluindo ácaros e ovos de insetos.
Purga o pó e o solo
embora não estejam vivos, o pó e o solo ainda são desagradáveis de fumar ou de comer. A lavagem da sua erva removerá as partículas pequenas que não são visíveis a olho nu.
Melhora o paladar
acha que a sua erva sabe bem? Espere até remover todos esses contaminantes invisíveis. A lavagem da erva ajuda a fazer com o verdadeiro perfil terpeno de uma estirpe brilhe, sem qualquer distorção no sabor.
Remove pesticidas e resíduos químicos
recomendamos sempre que cultive a erva organicamente em casa. No entanto, quando compra brotos, nunca sabe que práticas hortícolas foram utilizadas para os cultivar. A lavagem dos brotos ajudará a remover quaisquer resíduos químicos desagradáveis.
  • Contras
Prolonga o período de secagem
submergir os seus brotos significa que eles demorarão um pouco mais a secar. Terá de ter paciência e de os deixar o tempo suficiente para que toda a humidade se dissipe.
Não é possível remover as infeções fúngicas
embora seja eficaz na remoção de detritos, a lavagem dos brotos não removerá patógenos fúngicos que entrem fisicamente nas células da planta. Nunca fume erva que tenha sinais de infeções, tais como oídio.
Promove o excesso de humidade
banhar as suas plantas de canábis reveste-as com humidade e predispõe-nas ao bolor caso não sejam corretamente secas..

Lavagem dos brotos: que soluções utilizar?

Enquanto alguns cultivadores utilizam nada mais do que água para lavar a sua erva, outros utilizam fórmulas específicas para ajudarem a garantir que os seus brotos passam por uma limpeza minuciosa. Consulte algumas das opções mais populares abaixo.

  • Limão e bicarbonato de sódio

O limão e o bicarbonato de sódio podem parecer uma combinação estranha, contudo, as pessoas utilizam os dois para uma infinidade de finalidades. A acidez dos limões e a alcalinidade do bicarbonato de sódio tornam o duo num produto de limpeza natural útil para limpar superfícies e desodorizar derramamentos. Acrescentar esta combinação ao seu processo de lavagem dos brotos ajudará a limpar ainda mais as suas flores sem precisar de sintéticos químicos.

  • Peróxido de hidrogénio diluído

O peróxido de hidrogénio aparece comummente nos produtos de limpeza domésticos, mas muitos cultivadores utilizam-no no processo pós colheita para limpar os seus brotos. A substância tem propriedades antimicrobianas e, em concentrações pequenas, pode ajudar a matar os micróbios que persistem, tais como as bactérias.

  • Água de osmose inversa

Faz sentido utilizar a água mais limpa quando se trata de lavar os seus brotos. Embeber as suas flores em água da torneira ajudará a desalojar os detritos, mas também as expõe a químicos como o cloro e o flúor. A filtração por osmose inversa passa a água por uma membrana semipermeável, removendo as moléculas indesejadas durante o processo. Recomendamos vivamente que utilize a osmose inversa durante a lavagem dos brotos, sempre que possível.

Como lavar os seus brotos

Agora que já está a par de todos os benefícios da lavagem dos brotos, bem como de alguns dos contratempos e das formulações comuns utilizadas no processo, chegou a altura de aprender o processo passo a passo. Continue a ler para dispor de uma orientação sobre como limpar os seus brotos de detritos, para deliciar-se com os seus verdadeiros sabores.

Equipamento

  • 3x baldes de 19 litros limpos
  • 45 litros de água à temperatura ambiente (osmose inversa, se possível)
  • ¼ de chávena de sumo de limão
  • ¼ de chávena de bicarbonato de sódio

Passe 1: prepare a sua linha de produção

Prepare os seus baldes num estilo linha de produção. O balde 1 conterá a solução de limpeza, o balde 2 fornecerá a primeira estação de enxaguamento e o balde 3 servirá como a segunda estação de enxaguamento.

Cómo lavar los cogollos

Passo 2: encha os seus baldes

Encha cada balde de 19 litros com 15 litros de água de osmose inversa. Esta quantidade é suficientemente profunda para mergulhar e lavar ramos inteiros de uma só vez, sem arriscar salpicar a água a toda a volta. Assim que tiver acabado de encher, acrescente ¼ de chávena de sumo de limão e ¼ de chávena de bicarbonato de sódio ao balde 1, e misture minuciosamente.

Cómo lavar los cogollos

Passo 3: mergulho inicial

Pegue num ramo com brotos e mergulhe-o gentilmente na solução contida no balde 1. Agite e rode gentilmente o ramo dentro do balde por cerca de 30 segundos.

Cómo lavar los cogollos

Passo 4: primeiro enxaguamento

De seguida, avance o ramo na linha de produção, para o balde dois. Submerja-o na água e vá rodando-o da mesma forma descrita acima, por mais 30 segundos. Este balde ajudará a enxaguar quaisquer detritos restantes, bem como a solução inicial.

Cómo lavar los cogollos

Passo 5: segundo enxaguamento

Dado que o balde 2 acumulará partículas de sujidade e a solução, o balde 3 serve como um enxaguamento final para remover quaisquer resíduos e contaminantes. Agite gentilmente por mais 30 segundos. de seguida, remova cada broto do ramo e coloque-os num secador de erva ou pendure os ramos numa linha de secagem.

Cómo lavar los cogollos

Passo 6: comece a secar

Avance para a secagem da sua canábis conforme o habitual. Coloque o seu material lavado numa divisão escura, com boa circulação do ar, e com uma humidade relativa entre 45% e 55%. Decorridos sensivelmente 12 dias, inicie o processo de cura para melhorar ainda mais os sabores dos seus brotos.

Cómo lavar los cogollos

Lavagem dos brotos vs. cura com água

A lavagem dos brotos pode ser equiparada à cura com água? Bem, ambos envolvem água, mas cumprem funções diferentes. Enquanto a lavagem dos brotos limpa especificamente as flores de canábis, a cura com água só procura melhorar o seu sabor. A cura com água ajuda a acelerar o processo de cura removendo irritantes solúveis na água que afetam o paladar geral. Contudo, pode certamente utilizar ambos estes métodos ao mesmo tempo; a lavagem dos brotos de antemão prevenirá que as suas flores sejam banhadas na sua sujidade durante o processo de cura com água.

Lavagem dos brotos: um processo incomum que está a crescer em termos de popularidade

À primeira vista, a lavagem dos brotos parece ser obscura e inclusive prejudicial. Contudo, não é preciso muito para perceber que, após aprender um pouco sobre o conceito, este faz todo o sentido. Lavamos as frutas e os legumes antes de os devorarmos, por conseguinte, porque é que não enxaguamos os brotos que vamos ingerir ou fumar? Sim, é óbvio, a lavagem da erva significa estender ligeiramente o período de secagem, mas compensa por proporcionar flores limpas e sabores realçados. Não quer crer? Então dê uma vista de olhos ao fundos dos baldes após concluir o processo de limpeza.

Tem 18 anos ou mais?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.

Localizador de Guias de Cultivo

eKomi silver seal
4.7 de 5
com base em 37752 avaliações