By Luke Sumpter

Relatório de Cultivo da Haze Berry Automatic

Video id: 585673907

A Haze Berry Automatic preenche todos os requisitos de uma estirpe fiável. É discreta, rápida e proporciona um perfil terpeno de deixar água na boca. Se procura cultivar esta variedade impressionante, retire um pouco de inspiração do meu guia de cultivo semanal abaixo para ficar a saber o que fiz para assegurar uma colheita recompensadora.


Relatório de Cultivo da Haze Berry Automatic: Lista de Equipamento

• Recipiente: Secret Jardin DS120W 120 × 60 × 178
• Iluminação: MIGRO 200+
• Filtro: Blauberg Turbo - E 100
• Ventoinha: Ventoinha Oscilante Koala
• Humidificador: Beurer LB 45

• Solo: Mistura Ligeira BioBizz
• Vaso: Vaso Térmico de 11 l
• Semente: Royal Queen Seeds
• Nutrição: Nutrição Orgânica RQS e BioBizz



Relatório de Cultivo da Haze Berry Automatic: Fase Plântula (Semana 1)

Week 1

Até a maioria e mais produtiva das plantas de canábis provém de origens humildes. Para arrancar com tudo, precisei de criar as condições que forçariam a minha semente a emergir num rebento.

• Meio de cultivo: coloquei 10 l de Mistura Ligeira BioBizz num encerado de plástico e acrescentei 50 g de Nutrição Orgânica Easy Boost, 5 g de Mistura Micorriza Easy Roots e misturei tudo minuciosamente antes de encher o meu Vaso Térmico. De seguida, preparei 1,5 l de água com o pH regulado para 6,0 antes de saturar o meio de cultivo.

• Germinação: após ter embebido o meio de cultivo, fiz um orifício no centro da superfície com uma profundidade de sensivelmente 1,5 cm. Inseri a minha semente Haze Berry Automatic, ligeiramente coberta com solo e misturei levemente a área.

• Iluminação: utilizando os cabos suspensos, pendurei a minha luz no topo da caixa de cultivo de forma a situar-se a 35 cm do aro do meu Vaso Térmico. Deixa-a a funcionar durante 24 horas por dia assim que o rebento começou a emergir.

• Ambiente: durante a primeira semana, registei uma temperatura média de 26 °C e uma humidade relativa de 58%. A humidade começou a cair durante meados da semana, levando-me a misturar ligeiramente o topo do meio de cultivo e a ligar o meu humidificador numa tentativa de levar os níveis de volta para os 60%. Assim que alcancei isto, desliguei o meu aparelho e as coisas permaneceram bastante estáveis.

• Estado da planta: no final da primeira semana, a minha plântula parecia saudável e feliz. A posição da iluminação compensou, o caule tinha um aspeto espesso e forte, sem quaisquer sinais de alongamento. A minha plântula exibia as suas primeiras folhas verdadeiras e situava-se em cerca de 5 cm de altura.

Diário de Cultivo da Haze Berry Automatic: Fase Vegetativa (Semanas 2–4)

A semana 2 marcou o início da fase vegetativa. Durante esta fase, administrei um cocktail de nutrientes orgânicos para impulsionar o crescimento ideal e precaver as deficiências. A minha planta cresceu em altura durante estas semanas. Descubra o que fiz para mantê-la tão saudável.

Semana 2

Week 2

Durante a primeira semana de vegetação, a minha planta cresceu mais do dobro do seu tamanho e formou vários novos conjuntos de folhas verdadeiras suculentas.

• Iluminação: mantive as luzes ligadas durante 24 horas por dia para impulsionar a fotossíntese e evitar qualquer flacidez (estiolamento) nas fases iniciais.

• Nutrientes: acrescentei os seguintes nutrientes a 1,5 l de água com pH regulado e apliquei-os nos dias 3 e 6 da semana:

  • 6 ml de ácido húmico e mistura de alga marinha
  • 3 ml de extrato de aloe vera
  • 3 ml de fórmula de aminoácido

• Ambiente: a temperatura pairou em torno dos 25 ºC com a humidade relativa em cerca de 48%.

• Estado da planta: tirei algumas fotos da minha planta no final da semana para documentar o processo. Ainda não exibia quaisquer sinais de estiolamento e tinha desenvolvido um caule robusto e relativamente espesso. Tinham-se desenvolvido mais dois conjuntos de folhas verdadeiras e a planta tinha uma aparência geral saudável.

Semana 3

Week 3

As coisas continuaram a funcionar sem sobressaltos durante a semana 3. Decidi ajustar ligeiramente os nutrientes para acrescentar mais azoto ao meio de cultivo.

• Iluminação: mantive as luzes a funcionarem durante 24 horas por dia e continuei a manter uma distância de 35 cm entre a lâmpada e o topo da minha planta.

• Nutrientes: mudei ligeiramente a fórmula para uma mistura mais forte em azoto, para continuar a facilitar o crescimento vegetativo saudável. Acrescentei o seguinte a água com pH regulado e apliquei-o nos dias 2 e 6 da semana:

  • 3 ml de extrato de aloe vera
  • 3 ml de fórmula de aminoácido
  • 3 ml de extrato de peixe líquido

• Ambiente: registei uma temperatura média de 25 ºC com uma humidade relativa ligeiramente maior de 50%.

• Estado da planta: a minha planta continuou a produzir novas folhas lança. O meu plano de nutrição parecia estar a funcionar bem, sem quaisquer sinais de deficiências detetadas nesta fase. O requisito para a rega permaneceu baixo devido ao seu tamanho atual de 26 cm e à água administrada durante a alimentação.

Semana 4

Week 4

A semana 4 assinalou a última semana da fase vegetativa. A minha planta cresceu consideravelmente durante esta fase e começou a desenvolver pré-flores — um sinal de que os brotos ricos em canabinoides não estavam muito distantes!

• Iluminação: mantive a minha lâmpada ligada durante 24 horas por dia e, reposicionei-a para mantê-la a 35 cm de distância do topo da minha planta.

• Nutrientes: administrei uma bateria de nutrientes à minha planta durante a última semana de vegetação para promover o maior crescimento possível da cobertura antes de iniciar-se a floração. Acrescentei a seguinte fórmula a 1,5 l de água com pH regulado e apliquei-a nos dias 2 e 6 da semana:

  • 2,25 ml de CaMg+
  • 3 ml de extrato de aloe vera
  • 3 ml de fórmula de aminoácido
  • 3 ml de extrato de peixe líquido
  • 1,5 ml de extrato de alga marinha líquida
  • 1,5 ml de ácido húmico e fúlvico
  • 1,5 ml de fertilizante de floração orgânico

Também administrei uma dose adicional de 2,25 ml de CaMg+ em 1,5 l de água no dia 4, como uma medida preventiva contra deficiências.

• Ambiente: a temperatura e a humidade permaneceram estáveis nos 25 ºC e 50%, respetivamente.

• Estado da planta: a minha planta começou a exibir realmente a sua morfologia sativa no final da fase vegetativa. Ela tinha 63 cm de altura e havia desenvolvido imensas folhas lança com a espessura de dedos. Ainda não exibia quaisquer sinais de deficiências e as suas pré-flores pareciam estar a desenvolver-se bem.

Guia de Cultivo da Haze Berry Automatic: Fase de Floração (Semanas 5–11)

A fase de floração tinha chegado. Durante este período, fiz um esforço para reduzir a humidade ainda mais abrindo intermitentemente a porta da caixa de cultivo. A fase de floração correu lindamente, apesar de um ligeiro sinal de infeção fúngica.

Semanas 5 e 6

Week 5

Um ligeiro aroma de terpenos começou a permear o ar durante as duas primeiras semanas de floração. Reduzi ligeiramente o ciclo de iluminação e fiz um esforço para diminuir a humidade.

• Iluminação: troquei o ciclo de iluminação para 20 horas ligado e 4 horas desligado. Continuei a ajustar a altura da minha lâmpada para 35 cm acima do topo da minha planta.

• Nutrientes: acrescentei os seguintes complementos a 1,5 l de água com pH regulado e administrei-os nos dias 2 e 6 das semanas 5 e 6:

  • 2,25 ml de CaMg+
  • 3 ml de extrato de aloe vera
  • 3 ml de fórmula de aminoácido
  • 3 ml de extrato de peixe líquido
  • 3 ml de extrato de alga marinha líquida
  • 2 ml de ácido húmico e fúlvico
  • 3 ml de fertilizante de floração orgânico

• Ambiente: a temperatura permaneceu estável nos 25 ºC. Consegui reduzir a humidade para uma média de 43% para proteger as flores em desenvolvimento do bolor.

• Estado da planta: no final da semana 6, a minha planta atingiu uma altura de 93 cm, com as flores a desenvolverem pistilos brancos brilhantes e tricomas visíveis.

Semana 7

Week 7

As flores estavam a começar a aparecer nesta altura. O doce aroma do perfil terpeno da Haze Berry Auto tornou-se mais forte.

• Iluminação: mantive a minha lâmpada a funcionar durante 20 horas por dia e reajustei conforme necessário para manter uma distância de 35 cm do topo da planta.

• Nutrientes: a minha planta parecia feliz e saudável, por isso só a alimentei uma vez esta semana para evitar a possibilidade de toxicidade de nutrientes. Acrescentei o seguinte a 1,5 l de água com pH regulado no dia 2 da semana:

  • 2,25 ml de CaMg+
  • 4,5 ml de extrato de aloe vera
  • 4,5 ml de fórmula de aminoácido
  • 3 ml de extrato de alga marinha líquida
  • 1,5 ml de ácido húmico e fúlvico
  • 3 ml de fertilizante de floração orgânico
  • 3 ml de misture NPK e de enzima de floração

Também apliquei 1,5 l de água com pH regulado no dia 6 da semana para manter a minha planta hidratada e túrgida.

• Ambiente: a temperatura aumentou ligeiramente para 26 ºC e a humidade para 45%.

• Estado da planta: a minha planta aparentava estar vibrante, saudável e forte. As flores começaram a amadurecer, com uma camada espessa de tricomas a formar-se em cada broto.

Semana 8

Week 8

A semana 8 assinalou a última semana de alimentação antes da lavagem. Certifiquei-me de que forneci tudo o que a minha planta precisava para manter os brotos saudáveis durante este período.

• Iluminação: 20 horas por dia, com uma distância de 35 cm entre a luz e a cobertura.

• Nutrientes: para as últimas alimentações, misturei o seguinte a 1,5 l de água com pH regulado e apliquei-o nos dias 2 e 6 da semana:

  • 2,25 ml de CaMg+
  • 6,5 ml de extrato de aloe vera
  • 6,5 ml de fórmula de aminoácido
  • 4,5 ml de extrato de alga marinha líquida
  • 1,5 ml de ácido húmico e fúlvico
  • 4,5 ml de fertilizante de floração orgânico
  • 4,5 ml de mistura de NPK e de enzima de floração

• Ambiente: registei uma temperatura média de 25 ºC e uma humidade relativa de 45%.

• Estado da planta: a minha planta parecia saudável no geral. No entanto, reparei em alguma descoloração em várias folhas que pareciam ser um caso de mancha da folha amarela. Isto não provocou muita preocupação considerando que a planta tinha atingido as fases finais de crescimento e este patógeno raramente se espalha para as flores.

Semanas 9, 10 e 11

Week 9

A semana 9 marcou o início da fase de lavagem. Durante as 3 semanas que se seguiram, restringi todos os nutrientes e só administrei água com pH regulado.

• Iluminação: 20 horas por dia, com uma distância de 35 cm entre a lâmpada e a cobertura.

• Rega: apliquei 1,5 l de água com pH regulado nos dias 2 e 6 das semanas restantes.

• Ambiente: a temperatura permaneceu em torno dos 25 ºC, com a humidade relativa por volta dos 47%.

• Estado da planta: o aroma que emanava dos brotos tornou-se extremamente forte durante as últimas semanas. Dado que a lavagem forçou a minha planta a consumir as suas reservas de nutrientes, a maioria das folhas lança ficou amarela e ligeiramente murcha.

Relatório de Cultivo da Haze Berry Automatic: Colheita (Semana 12)

Week 12

Cortei a minha planta pela base e pendurei-a no interior da tenda de cultivo com a ventoinha a funcionar. Uma vez seca, cortei as folhas de açúcar e pesei a minha colheita, registando 92,5 g. De seguida, transferi os meus brotos para Jarros de Erva para curarem durante 6 semanas. 

Características da Haze Berry Automatic

🧬 Atributos Genéticos da Haze Berry Automatic
Crescimento rápido. Ligeiramente estimulante. Pequena e compacta. A Haze Berry Automatic fornece a opção perfeita para os cultivadores de canábis que procuram algo célere, fiável e discreto. Mas onde é que este cultivar foi buscar todas essas características desejáveis? Os nossos procriadores especializados começaram com a lendária Haze Berry — um cruzamento entre a mundialmente famosa Blueberry de DJ Short e a Super Silver Haze. Partindo desta base genética, eles colocaram a Blueberry Auto na mistura para fornecer a genética autoflorescente, bem como mais uma para ajudar com terpenos doces e frutados.
🌱 Características de Cultivo da Haze Berry Automatic
Graças à sua estatura compacta, a Haze Berry Automatic compõe a opção perfeita tanto para cultivadores de interior quanto de exterior que não têm espaço suficiente ou que precisam de discrição. No interior, esta estirpe cresce até atingir um pico de 130 cm. No entanto, aplique um pouco de treino de baixo stresse e pode mantê-la num tamanho facilmente gerível de 90 cm. Semeie estas sementes na sua tenda de cultivo e pode contar colher até 400 g/m² após um ciclo de cultivo que dura apenas 10 semanas. As plantas de exterior mantêm uma altura semelhante e fornecem 100–150 g/planta quando cultivadas num local solarengo em solo enriquecido com imensa matéria orgânica.
🌈 Efeitos e Paladares da Haze Berry Automatic
A Haze Berry Automatic proporciona uma estirpe diurna sensível quando procura algo que o estimule um pouco. Ao invés de rebentar com o seu crânio para a estratosfera, esta variedade oferece sensações estimulantes subtis enquanto o mantém enraizado ao chão. Um conteúdo de THC de 13% permite-lhe manter-se focado e motivado durante o trabalho e as atividades recreativas; estará no seu melhor enquanto se sente no seu melhor! Como bónus massivo, cada passa dará vida às suas papilas gustativas com paladares de doçura, frutados e a mirtilo.


Haze Berry Automatic
Haze Berry x Blueberry Auto
350 - 400 gr/m2
90-130 cm
8 - 9 Semanas
THC: 13%
Sativa 65% Indica 30% Ruderalis 5%
100 - 150 gr/plant
80 - 130 cm
10-11 semanas após da germinação
Duradouro, Fisicamente Relaxante, Poderosa

Compre a Haze Berry Automatic

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.