Packs Mistos de Sementes RQS Estão Finalmente Aqui - Saiba Mais

By Adam Parsons

Como transplantar a sua canábis: dicas e conselhos.


Raízes saudáveis significam plantas fortes e brotos corpulentos e cravejados de resina na sua canábis. Quer tudo em grande — quanto maior, melhor!

Quer opte por cultivar num SOG, num ScrOG ou manter tudo super simples, seja como for, deve transplantar a sua canábis para vasos maiores, pelo menos, duas vezes. Há, como é óbvio, algumas exceções à regra — as quais iremos elucidar mais abaixo — mas primeiro, debrucemo-nos sobre uma pergunta extremamente importante.

PORQUE É IMPORTANTE TRANSPLANTAR A SUA CANÁBIS?

Ao contrário da hidroponia, cultivar num meio sólido como o solo ou coco faz com que a transplantação para vasos maiores seja necessária à medida que a planta cresce. Porque é que é assim?

À medida que as raízes se expandem para o substrato e procuram nutrientes, a sua rede crescerá para abranger o máximo possível de espaço. Quando as raízes preencherem por completo o volume do vaso, enrolando-se em círculos em torno do perímetro interior do recipiente, os cultivadores mencionam estas plantas como "raízes atadas". O crescimento vegetativo abrandará, limitando também, em última instância, o potencial dos seus rendimentos.

Ao transplantar para vasos maiores logo no começo, podemos prevenir que isto aconteça. A transplantação assegura que as raízes têm sempre espaço para crescer, livre e vigorosamente.

Video id: 275636482

COM QUE FREQUÊNCIA PRECISA DE TRANSPLANTAR?

Ao contrário do que dissemos no início deste artigo, tecnicamente, não precisa de transplantar, no entanto, deve fazê-lo — particularmente se quiser rentabilizar ao máximo o rendimento.

As plantas crescem mais rapidamente em vasos mais pequenos, mas também estão mais suscetíveis à rega excessiva e à sobrealimentação. Quando começa com vasos de plântula pequenos ou copos no solo, o risco do desenvolvimento de fungos e de outros problemas de crescimento é amplamente mitigado, mas surgem novos problemas assim que as suas plantas, em breve vegetativas, quiserem estabelecer um forte sistema de raízes.

Uma boa forma de proceder com a transplantação é manter as suas meninas em recipientes de plântula até que cada tenha desenvolvido pelo menos três nós. Nesta altura, pode transplantar as suas espécimes para vasos maiores até duplicarem de tamanho. Eventualmente, quererá mover as suas plantas para os seus recipientes finais e maiores, onde podem verdadeiramente florescer.

Tipicamente, irá transplantar uma planta (fotoperiódica) 2 a 3 vezes. Não se recomenda mudar de vaso mais frequentemente dado que as transplantação provoca stresse significativo.

QUANDO TRANSPLANTAR A SUA CANÁBIS

Percorramos uma lista dos indicadores visuais que podem ajudá-lo a determinar se as suas plantas precisam de ser movidas para vasos maiores!

  • Tamanho da planta: se o crescimento de uma planta superar visivelmente o vaso, está na altura de transplantar. Olhe para o número de nós como um indicativo.
  • Velocidade de crescimento: caso veja que o crescimento da sua planta está a acelerar num vaso demasiado pequeno, transplante antes do crescimento ficar atrofiado. Como dica, quantas mais folhas lanças as suas plantas tiverem, mais estas podem realizar a fotossíntese e maiores ficarão.
  • Desenvolvimento da raiz: se as plantas estiverem com raízes atadas ou se as raízes estiverem a sair do vaso, elas precisam de ser transplantadas.
  • Problemas com a rega: as suas plantas em crescimento são sedentas! Se o vaso secar demasiado rápido, muito provavelmente as suas meninas precisam de um recipiente maior.
  • Problemas de crescimento: se observar um crescimento lento ou uma aparência doentia das plantas em vasos subdimensionados, isto poderá dever-se ao tamanho do seu recipiente.
QUANDO TRANSPLANTAR A SUA CANÁBIS

DE QUANTO ESPAÇO PRECISA A CANÁBIS?

Na natureza, o espaçamento das plantas afeta como estas crescem. Quando a canábis é cultivada para fins industriais, as plantas são plantadas muito perto umas das outras. A emaranhamento resultante da raiz liberta hormonas que encorajam uma planta alta sem muita ramificação lateral. Esta característica tem vindo a ser explorada pelos humanos há muito tempo, para obterem fibras ininterruptas perfeitas através da ramificação pesada.

Quando cultiva marijuana para uso pessoal, contudo, geralmente quer permitir que cada planta disponha de mais espaço — não só para encorajar a ramificação e crescimento robusto, mas também para manter as plantas saudáveis em termos gerais. Assim sendo, quão grandes devem ser os seus recipientes em cada fase do crescimento?

Como um guia para ajudá-lo a utilizar o seu espaço e tempo eficientemente, aqui tem uma lista de tamanhos de vasos padrão, juntamente com a fase de crescimento em que são tipicamente utilizados. Uma planta muito razoável pode crescer num vaso de 30 cm como o seu recipiente final, e uma planta excecional num vaso de ~60 cm. Todos os vasos padronizados são parecidos, no sentido de que o seu diâmetro no aro é igual à sua profundidade. Uma planta de canábis saudável pode facilmente ter uma cobertura três vezes o diâmetro do vaso.

Para plântulas e jovens plantas vegetativas

Para plantas vegetativas robustas

Início do limite do tamanho do vaso final
10cm = 0.5l  25cm = 11l  46cm = 57l 
13–15cm = 1l 30cm = 19l  61cm = 95l
18–20cm = 4l 36cm = 26l  76cm = 114l
22cm = 7.5l 41cm = 38l -


PORQUE NÃO PLANTAR NO VASO MAIOR?

Isto depende de si. No entanto, um vaso grande com imenso solo, que ainda não foi infiltrado pelas raízes, representa um risco de alagamento. Isto significa que precisa de ter cuidado quando rega de forma a não alimentar condições para a formação de bolor, podridão ou qualquer outro tipo de patógeno ou infeção.

A canábis gosta de ter os pés secos, por conseguinte, seja cuidadoso no lado da precaução. Se plantar diretamente no maior vaso logo de imediato, regue com moderação durante a primeira semana após a colocar no vaso. Considere que os vasos mais pequenos facilitam mais os cuidados, particularmente nas primeiras semanas de vegetação. Os vasos pequenos também são mais fáceis de deslocar quando estiver a cuidar destes, podendo ser facilmente rodados a 360º para garantir a cobertura da luz.

QUE TIPO DE VASOS DEVO UTILIZAR?

A maioria dos cultivadores de canábis optam por vasos de plástico branco normais, com orifícios de drenagem na parte inferior. Porquê vasos brancos? O preto ou outras cores escuras gerarão calor enquanto estão expostas ao sol, enquanto os recipientes brancos ajudarão o solo a manter-se relativamente fresco. Alternativamente, alguns cultivadores gostam de utilizar vasos térmicos ou vasos de tecido, que podam naturalmente ao ar as raízes e proporcionam uma saúde e desenvolvimento ideais. Para as plântulas, os cultivadores tendem a utilizar copos de solo de plástico ou vasos de plântula especificamente concebidos.

COMO TRANSPLANTAR A CANÁBIS

A regra mais importante a considerar quando transplanta é que o choque da transplantação provoca imenso stresse às suas plantas. Seja extremamente cuidadoso, quantos menos danos na raiz, melhor! Este não é um processo que vai querer acelerar.

Outro fator importante é a limpeza. Assegure-se de que a sua área de trabalho está limpa e lave as suas mãos antes de lidar com as suas plantas. Melhor ainda, use luvas.

Não transplante durante o dia, sob a luz brilhante do sol ou sob uma luz de brilho intenso. Para evitar expor as suas raízes a luz excessiva, transplante de noite.

TRANSPLANTAÇÃO: GUIA PASSO A PASSO

  1. Quando transplanta as suas plântulas, regue-as 1 a 2 dias antes de transplantar. O solo deve estar húmido, mas não molhado. Para transplantações tardias, um solo mais seco ajudará a bola da raiz a manter-se junta.
  2. Prepare o novo vaso enchendo-o com solo de boa qualidade. Não encha até cima e não compacte em demasia. Regue o novo vaso. Cave um orifício no centro, suficientemente grande para a nova planta.
  3. Com a sua mão, cubra o solo no vaso antigo (com a sua planta) e vire-o cuidadosamente. A planta deve ficar entre os seus dedos.
  4. Deslize cuidadosamente a bola da raiz e remova o recipiente antigo. Se a bola da raiz não sair, esprema gentilmente e dê ligeiras palmadas nas laterais do vaso para aliviar o solo. Se ainda estiver preso, coloque o vaso horizontalmente no chão e tente puxar gentilmente a bola da raiz. Se ainda não sair, utilize uma faca e corte em redor do aro exterior do solo para libertá-lo (utilize esta opção apenas como último recurso). Não agarre a planta nem tente puxá-la com força!
  5. Quando a planta está finalmente liberta, mantenha uma mão sob a bola da raiz e transfira a planta para o seu novo orifício, no seu novo recipiente. Utilize solo extra e preencha os intervalos. Dê ligeiras palmadas no solo, apenas ligeiramente para manter a sua planta no devido lugar.
  6. Regue ligeiramente a planta para ajudá-la habituar-se à sua nova casa. Esta é uma boa altura para utilizar um estimulador da raiz. Os estimuladores da raiz ajudam a aliviar o choque provocado pela transplantação e a promover o desenvolvimento da raiz.
COMO TRANSPLANTAR A CANÁBIS
COMO TRANSPLANTAR A CANÁBIS
COMO TRANSPLANTAR A CANÁBIS
COMO TRANSPLANTAR A CANÁBIS

Dicas Pro:

  • Recomendamos que prepare o seu novo solo com a nutrição orgânica para plantas Easy Boost. Acrescente cerca de 50 a 100 g de Easy Boost por 20 l de solo. A Easy Boost é um fertilizante orgânico que fornece alimento às suas plantas para 10 a 12 semanas.
  • Quanto tempo dura o choque provocado pela transplantação? Depende, mas alguns dias de crescimento lento ou atrofiado após a transplantação é normal. Permita que as plantas recuperem durante pelo menos duas semanas antes de induzir a floração ou de executar métodos de treino de alto stresse.
  • Se as plantas estiverem com um aspeto fraco logo após a transplantação, apoie-as com estacas.
  • Esterilize os recipientes antigos para voltar a utilizá-los no futuro.

TAMANHO DOS VASOS DENTRO E FORA DE PORTAS

Quando se trata dos tamanhos de vaso recomendados, estes variarão tendo como base se estiver a cultivar dentro ou fora de portas.

Dentro de portas, está restringido pelo tamanho da sua área de cultivo e pelo número e tamanho previsto para as suas plantas. Quando cultiva no exterior, há frequentemente menos limitações.

No exterior, poderá, em princípio, cultivar uma planta tão grande quanto quiser. Isto assegura que as raízes da sua canábis podem crescer extensivamente para proporcionarem os maiores rendimentos possíveis. Por outro lado, os vasos que são demasiado grandes também não são ideais: se as raízes não conseguirem preencher um vaso sobredimensionado, acabará por desperdiçar nutrientes.

Os vasos de exterior, grandes e pesados, também podem ser um problema caso precise de os deslocar. Alternativamente, se estiver a cultivar na natureza, pode simplesmente plantar diretamente no solo. Desta forma, as plantas não estão limitadas ao tamanho do vaso e podem atingir todo o seu potencial.

TAMANHO DOS VASOS DENTRO E FORA DE PORTAS

E EM RELAÇÃO À TRANSPLANTAÇÃO DAS AUTOFLORESCENTES?

Geralmente, sugerimos que evite transplantar as autos e, ao invés, que plante as suas sementes autoflorescentes germinadas diretamente nos seus vasos finais. Eis o porquê:

Compreender as Plantas de Canábis Autoflorescente

As estirpes de canábis autoflorescente florescem tendo como base a idade ao invés das alterações no seu ciclo de iluminação. Elas adquirem esta característica da Cannabis ruderalis, uma variedade de canábis única, nativa de determinadas áreas da Europa de leste e da Rússia.

Por conseguinte, enquanto as estirpes fotoperiódicas florescem assim que os dias ficam mais curtos (ou quando troca as suas luzes de 18/6 para 12/12), as estirpes autoflorescentes florescerão automaticamente após cerca de quatro semanas, embora isto possa variar de uma para outra estirpe.

Pode Transplantar Plântulas de Canábis Autoflorescente?

Sim, tecnicamente pode transplantar uma plântula de canábis autoflorescente. No entanto, há um contratempo em fazê-lo.

Quando transplanta uma estirpe fotoperiódica, tipicamente mantém-na no estado vegetativo mais uma semana, para ajudar a planta a recuperar do stresse provocado pela transplantação. Quando transplanta uma auto, não pode dar-se a esse mesmo luxo, e o stresse de transplantar terá tipicamente um impacto maior no crescimento e no rendimento da planta.

Como é que a Transplantação Afeta as Plantas de Canábis Autoflorescente?

As raízes de uma planta são super sensíveis. Por mais meigo que seja enquanto transplanta, estará a provocar algum stresse às suas plantas quando as desloca para um novo vaso.

Em média, as plantas de canábis podem demorar até 7 dias para superarem totalmente esse stresse, embora isto possa variar consoante a saúde geral de uma planta (as plantas mais saudáveis demorarão menos tempo a recuperar).

Dado que não tem nenhuma forma de compensar esse stresse quando cultiva autos, as suas plantas demonstrarão tipicamente sinas de crescimento atrofiado após a transplantação, o que se traduzirá em última instância em rendimentos mais fracos e de menor qualidade.

Quando é a Melhor Altura para Transplantar Plantas de Canábis Autoflorescente?

Se tiver de transplantar uma auto, o momento é absolutamente crucial para minimizar o impacto nos seus rendimentos. Tente transplantar as suas autos assim que tiverem desenvolvido raízes fortes e, pelo menos, 4 a 5 folhas verdadeiras.

Quando é a Melhor Altura para Transplantar Plantas de Canábis Autoflorescente?

Como Transplantar Plantas de Canábis Autoflorescente

Quando transplanta uma planta de canábis autoflorescente, lembre-se de seguir estes passos para minimizar o choque nas raízes da sua planta.

Equipamento

  • Uma área de trabalho limpa
  • Luvas de jardinagem ou cirúrgicas
  • Novo vaso e solo

Prepare as suas plantas, vasos e área de trabalho

Evite regar as suas plantas no dia em que as transplanta, dado que será mais fácil remover o solo seco do recipiente. Além disso, prepare uma área de trabalho limpa onde realizará a transplantação. Uma mesa grande e limpa funciona na perfeição.

Finalmente, prepare o novo vaso da sua planta. Pode precisar de encher a base do novo vaso com um pouco de solo para colocar a sua planta à altura certa. Além disso, não se esqueça de certificar-se de que o seu novo vaso tem orifícios de drenagem.

Remova a Sua Auto do Seu Vaso Antigo

Para remover uma planta do seu vaso, incline-a e empurre e massage gentilmente ou dê pequenas palmadas na base e nas extremidades do vaso. Não puxe pelo caule da sua planta, dado que arriscará danificar ou parti-la!

Coloque a Sua Auto no Seu Novo Vaso

Coloque a sua planta no interior do novo vaso e encha-o até sensivelmente 2 cm do topo com solo. Regue generosamente e, se necessário, encha com mais solo. Mantenha-se atento à sua planta durante os próximos 3 a 7 dias, para verificar como está a recuperar da transplantação.

Planeie de Antemão para Evitar Transplantar

Para obter os melhores resultados quando cultiva autos, recomendamos que as plante diretamente nos seus vasos finais. A maioria das variedades auto sair-se-á lindamente em vasos de 11–12 l.

Enquanto são jovens, evite regar em demasia as suas autoflorescentes para impedir afogar as suas raízes pequenas e delicadas. Ao invés, pulverize as suas folhas regularmente. Assim que tiverem desenvolvido algumas folhas verdadeiras, regue-as conforme necessário.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.