As diferenças entre SOG e SCROG

As diferenças entre SOG e SCROG

PARTE 1 / INTRODUÇÃO

Antes que voltemos nossa atenção à fase de florescimento, precisamos garantir que cultivemos plantas grandes e saudáveis, no menor tempo de vegetação possível. O tamanho e saúde delas determinarão a maior parte de nossa colheita. A ideia é transformar sementes germinadas em arbustos vigorosos no menor tempo possível.

Para garantir que elas desenvolvam um caule forte, é importante ter um ventilador no Grow Room. Ele vai garantir um clima constante ao misturar o ar quente e frio, além de uma briza suave sobre suas plantas. É esse vento que vai estimular as plantas a desenvolver um caule mais grosso, que vai poder carregar buds maiores e mais pesados. O resultado de usar um ventilador é sentido rapidamente.

A planta se adapta incrivelmente rápido. Apenas coloque o ventilador de frente à sua planta; você verá que elas se movimentam à medida que são atingidas pelo vento. Após alguns dias, elas não estarão mais se movendo; as pequenas plantas estarão firmes na terra, sem serem afetadas pelo vento. Prova que a planta se adapta rapidamente às condições de seu ambiente, engrossando seu caule.

Ventilador para o cultivo de cannabis
Para garantir que elas desenvolvam um caule forte, é importante ter um ventilador no Grow Room. Ele vai garantir um clima constante ao misturar o ar quente e frio, além de uma briza suave sobre suas plantas.

Se quiser, pode aumentar a intensidade do ventilador, se for possível. Torne o vento mais forte e verá as plantas se movimentarem, de novo. Após um período, elas já terão reforçado seus caules para diminuir o stress causado pelo "vento". O resultado final é uma planta forte, musculosa e arbustiva, ao invés de plantas fracas e finas.

É uma técnica importante garantir uma boa brisa na fase vegetativa, pois você aumenta a produtividade. Ao cultivar sob luzes artificiais, você consegue buds muito grandes, tão grandes que muitos ramos secundários não conseguem suportar - e você corre o risco de perder um pouco de rendimento. Geralmente são as plantas com caules mais grossos que produzem os buds mais pesados, mas existem exceções à regra.

 

PARTE 2 / PERÍODO DE FERTILIZAÇÃO

Após um curto período você deverá alimentar sua planta para suportar o crescimento acelerado sob as luzes. Quanto melhor for o seu solo, mais tempo pode aguardar antes de promover a primeira fertilização. Mas mesmo com plantas cultivadas em solos ricos em nutrientes, é aconselhável fertilizar uma vez ou outra.

Ao fornecer comida regularmente você impede que o substrato fique sem nutrientes de repente. Você está constantemente suplementando o mix da terra. Em circunstâncias normais, um bom mix de solo precisará de suplementação após trÊs semanas de crescimento, mas com a adição regular de nutrientes ele levará de cinco a seis semanas até ficar completamente esvaziado de nutrientes. Isso criará menos problemas, pois se você não fizer isso, de repente terá que providenciar grandes quantidades de nutrientes líquidos para o solo depletado.

Isso não é necessariamente um problema, mas pode ser para growers iniciantes, que não sabem o quanto adicionar de fertilizantes, e podem amarelar as plantas rapidamente. Nutrição é algo que gradualmente se vai aprendendo, pois a planta passa por diversas fases. O pequeno broto não precisa de alimentação extra, e você deve aguardar mais de uma semana e meia antes de dar a primeira comida.

Marijuana de interior cresce primeira semana
Nutrição é algo que gradualmente se vai aprendendo, pois a planta passa por diversas fases.

Você deve, também, utilizar metade da quantidade indicada na embalagem. A EC do mix de nutrientes estará por volta de 1.4, dependendo da marca de nutrientes que você usa. Assim que as plantas estiverem maiores, você pode aumentar a dose. Dessa forma, você adiciona um pouco mais de nutriente na água a cada vez. O que geralmente acontece é que, ao adicionar a mesma quantidade de nutrientes, em certo momento as plantas mostrarão deficiências. Você dá a mesma quantidade de alimento, mas as plantas estão cada vez maiores, e, portanto, usam mais energia.

Por isso que não sou muito fã de esquemas prontos. Cada espaço de cultivo é diferente, e, portanto, cabe ao grower se adaptar. Você precisa olhar as plantas e decidir o que é melhor para elas.

 

PARTE 3 / DEFICIÊNCIAS COMUNS

As deficiências mais comuns que você pode encontrar são de nitrogênio, potássio ou fósforo. É especialmente durante a fase de vegetação que suas plantas estão mais suscetíveis a deficiências de nitrogênio e potássio. Em minha experiência é geralmente uma deficiência de potássio. Uma deficiência de potássio é fácil de identificar, uma vez que as pontas das folhas começam a amarelar, e a folha fica amarela em direção ao caule. A planta suga todo o nitrogênio das folhas mais velhas porque não tem de onde mais obter.

As folhas mais velhas são drenadas e todos seus nutrientes levados para onde as novas folhas estão sendo produzidas. Uma deficiência de potássio é a que eu mais encontrei, e ela é reconhecível pelo padrão de amarelamento da folha, que vai da parte exterior da folha em direção à veia principal no meio da folha. É fácil de distinguir de uma deficiência de nitrogênio. Às vezes você pode ter ambas as deficiências, então a folha amarelará tanto a partir de suas pontas e de fora pra dentro simultaneamente.

Durante a floração é quando você tem mais chances de ter uma deficiência de fósforo e/ou potássio. Uma deficiência de fósforo é mais difícil de reconhecer, mas as plantas desenvolvem uma aparência roxa. Seu florescimento é interrompido, então acabam por se desenvolver menos. Mas o mais importante a saber é que essas deficiências, a curto prazo, não danificam as plantas. Deficiências são fáceis de corrigir, e você aprenderá muito com elas.

Uma planta de cannabis precisa de ajuda
Seu florescimento é interrompido, então acabam por se desenvolver menos. Mas o mais importante a saber é que essas deficiências, a curto prazo, não danificam as plantas.

Ao dar alimentação extra às suas plantas, você verá as folhas amarelas voltarem a uma cor verde bonita. Elas se reabastecem de nitrogênio, fósforo e potássio. É por isso que para um grower iniciante, é melhor fornecer menos comida do que muita. Dessa forma você aprende os limites da planta ao mesmo tempo que verifica suas limitações. Você sempre começa com poucas plantas e após um tempo, começa a aumentar.

Se você sabe reconhecer uma certa deficiência, você pode já descartar tais hipóteses e procurar por outras causas de problema. Por isso é uma boa tática, quando iniciar o cultivo, testar uma planta, deixando-a sem alimentação para observar suas deficiências. Quando fizer isso, busque descobrir qual problema você está enfrentando em fóruns online, buscando por ajuda. Após você adquirir certo conhecimento, tudo será mais fácil nas suas futuras colheitas.

 

PARTE 4 / RECONHECENDO AS CORES

Todo iniciante pode se tornar um ótimo grower, desde que não seja daltônico. Para aprender realmente a alimentar suas plantas, é preciso passar tempo com elas. É simples, quando suas plantas estiverem com nutrientes adequados, elas terão uma cor verde muito bonita e vibrante. Esse é o crescimento saudável que buscamos. Se logo após esse momento você não aumentar os níveis de fertilizantes, algumas deficiências surgirão.

Olhe para as folhas de suas plantas, e observará que logo se tornarão de um verde mais claro. Quando suas plantas adquirem um tom mais claro de verde, é sinal de que elas precisam de mais nutrientes, e se você esperar muito, as folhas irão amarelar.

Cannabis luz verde folhas
Olhe para as folhas de suas plantas, e observará que logo se tornarão de um verde mais claro.

Então é muito fácil perceber quando as coisas não estão perfeitas. Algumas folhas velhas que recebem quase nenhuma luz irão cair naturalmente.

A planta não tem mais uso para as folhas velhas e remove todos os nutrientes delas.

Então não vá pensando que você tem um problema de nutrientes porque algumas folhas amarelaram. Overfert é muito fácil de ocorrer nesses casos, causando o acúmulo de sais no solo.

Cannabis folhas amarelas
Over-fertilizing will soon occur from the build up of salts that accumulate in the soil mix, or by giving much too heavy a dose of nutrient to your plants.

Os sais podem ser lavados com uma solução enzimática. Esse produto garante a remoção de restos de raízes mortas, além dos sais oriundos de fertilizantes.

Esse produto não elimina as chances de um overfert, mas diminui consideravelmente a possibilidade. E ainda faz de seu solo um lugar mais saudável.

 

PARTE 5 / FERTILIZAÇÃO EM EXCESSO

Quando você tiver plantas lindas e com tom escuro de verde, é hora de ficar atento. Dar muito nutrientes nesse momento pode levar ao Overfert. Pois as plantas já tem mais do que suficiente. Aguarde até a cor começar a desenvolver um tom mais claro antes de fornecer novos nutrientes.

Anote quantos dias leva para as plantas começarem a amarelar. Se leva dois dias, por exemplo, faça uma nota mental, alimente-as novamente e elas ficarão verde-escuras. Agora você pode alimentá-las a cada dois dias, tranquilamente. Você testou quanto tempo elas podem ficar sem precisar de alimentação.

O que fazer por sobrealimentação de uma planta de cannabis?
Se leva dois dias, por exemplo, faça uma nota mental, alimente-as novamente e elas ficarão verde-escuras.

Se você não tem certeza da necessidade de alimentar suas plantas, é melhor aguardar um pouco. Para facilitar as coisas, existem medidores de pH e EC. O pH é o nível de acidez do solo, que determina a facilidade com que as plantas irão absorver certas substâncias. Com um medidor de EC você pode ver o nível de nutrientes que você está fornecendo. Com isso você pode lentamente aumentar a dosagem.

Esses equipamentos são importante para ter tudo funcionando perfeitamente, mas não são totalmente essenciais. É por isso que é recomendável iniciar cultivo em solo, pois nele, esses instrumentos não são necessários. O solo age como um amortecedor. Assim que você dominar o básico, vale a pena sim adquirir esses equipamentos.

 

PARTE 6 / ESTILO DE CULTIVO

Os dois métodos mais comuns de cultivo são o SOG e o SCROG.

SOG

SOG, que significa Sea of Green, significa ter várias plantas e dar a elas pouco tempo, alguns dias ou mesmo nenhum de vegetação antes de colocá-las para florir. Como resultado, as plantas praticamente não produzem galhos secundários. Você terá várias plantas com um bud principal.

SOG
Como resultado, as plantas praticamente não produzem galhos secundários. Você terá várias plantas com um bud principal.

Os growers profissionais preferem esse método. Ao dar um pouco mais de tempo de crescimento às plantas elas desenvolvem ramos secundários, tornando-se arbustivas.

 

SCROG

Se você apenas possui algumas plantas por metro quadrado, é aconselhável usar o método SCROG.

Por SCROG, queremos dizer que removemos o ramo principal da planta. É uma forma de "topping".

SCROG
Por SCROG, queremos dizer que removemos o ramo principal da planta. É uma forma de "topping".

O tronco principal está no meio da planta. Produz novas folhas e galhos secundários. Quando cortamos sua cabeça, a planta para de crescer em altura e começa a crescer para os lados, espalhando energia para seus ramos secundários. Todos os galhos secundários se tornarão mais fortes. A maioria dos buds estará na parte superior, onde a luz é mais abundante.

A planta acabará mais baixa, porém mais gorda. É melhor fazer qualquer poda cedo, no máximo uma semana antes do início da flora. A planta precisa de tempo para se recuperar do trauma do corte.

 

PARTE 7 / O EFEITO DA REDE

Um "scrogger" expert colocará uma rede sobre suas plantas, e as treinará, espalhando os galhos secundários uniformemente maximizando a quantidade de luz que cada galho recebe. Uma vez na floração, você terá uma rede de buds lindos. Com o método SOG você acaba com apenas um bud gigante e alguns medianos. Com o SCROG você acaba com muitos medianos.

Uma vantagem é que você terá uma menor chance de desenvolver mofo, porque você tem vários buds menores, ao invés de um gigante. Se você vive um ambiente úmido, ou possui problemas com umidade em seu Grow, esse método é bom para manter os mofos longe. O rendimento de ambos os métodos é o mesmo, se você os fizer corretamente. Muito vai depender da planta que você está cultivando. Cada planta possui um propósito diferente de cultivo.

Grow style SCROG cannabis
Uma vantagem é que você terá uma menor chance de desenvolver mofo, porque você tem vários buds menores, ao invés de um gigante.

Se você for usar o método SOG, é melhor buscar uma planta conhecida por possuir uma cabeça grande, com formato alongado e poucos ramos secundários. Com o SCROG, você quer uma variedade que produza vários ramos secundários, com um caule grosso. Se usar SCROG, é recomendável remover todos os ramos mais baixos. Queremos garantir que a energia será direcionada para os ramos mais altos, onde a luz é abundante.

Os galhos secundários mais baixos quase não recebem luz, portanto produzirão buds fracos. Ao se librar deles, você aumenta a circulação de ar sob as plantas, e toda a energia disponível será enviada para os buds mais altos. Você também pode fazer isso com o método SOG, se perceber que as folhas cobrem os buds menores. Ao remover os ramos mais baixos, os ramos mais altos se desenvolverão melhor, tornando-se mais pesados.

Existem muitas variações que você pode experimentar, é claro. Alguns growers cortam todos os ramos secundários durante a fase de vegetação, deixando apenas 4-6 ramos secundários mais desenvolvidos. Para fazer nossas plantas se sentirem sempre bem, recomendo fornecer água a uma temperatura de 23º C.

Para nós ela parece ainda fria, mas água fria faz as raízes entrarem em choque, retardando seu crescimento. Para finalizar, gostaria de acrescentar que o período de vegetação é tão importante quanto a floração, se não até mais. Ele serve como base para uma floração saudável. Quanto melhor você ficar, mais rápido passará suas plantas pelo período vegetativo, economizando tempo e dinheiro.

Carrinho

Incluindo BRINDES

Sem produtos

Envio € 0.00
Total € 0.00

Confirmar

Categorias