Tudo o que Precisa de Saber Sobre o Óleo CBD

Tudo o que Precisa de Saber Sobre o Óleo CBD

Ensinar-lhe-emos tudo o que precisa saber sobre o óleo CBD, um dos suplementos de saúde mais populares no mercado.


Não é novidade nenhuma que os produtos derivados da canábis, especialmente os óleos CBD, se tenham tornado muitíssimo populares nos últimos anos. Os consumidores dispõe agora de todos os tipos de concentrados de canabidiol em farmácias e lojas de bem-estar.

A variedade é maravilhosa, sim, mas pode fazer com que seja bastante difícil encontrar o óleo CBD mais indicado. Neste guia, analisaremos minuciosamente o óleo CBD, explicaremos do que se trata e mostrar-lhe-emos como funciona.

O que é o Óleo CBD

O óleo CBD é um produto que é produzido a partir de plantas de cânhamo. Tal como deve supor, o seu ingrediente principal é o canabinoide CBD (Canabidiol), que é apenas um dos muitos compostos ativos do cânhamo. Poderá lembrar-se ainda que o THC, o composto responsável por ficar com moca, também pode ser encontrado no cânhamo, embora em quantidades muito reduzidas.

Contudo, ao contrário do THC, o CBD não produz um efeito "moca" psicoativo. Ainda assim, há uma consciencialização crescente de que o CBD pode ter vários benefícios medicinais e cosméticos. Por sua vez, a procura por óleos CBD disparou consideravelmente, tendo vindo a ser produzidos muitos tipos diferentes para se adequarem a diferentes pessoas.

Os óleos CBD são disponibilizados em várias potências, dependendo da quantidade de CBD que contêm. Estes podem ser formulados para conterem apenas CBD puro juntamente com um óleo transportador, mas os produtos mais populares são os que contêm os outros compostos que ocorrem naturalmente nas plantas de cânhamo.

Os Compostos no Óleo CBD

Essencialmente, o óleo CBD contém todas as substâncias (menos o THC psicoativo) que se encontram na planta do cânhamo. Estas incluem canabinoides, que são compostos concentrados na secreção das glândulas de resina (tricomas). Estes encontram-se principalmente nos brotos das plantas fêmea, mas as outras partes das plantas de cânhamo (de ambos os géneros) também os contêm.

Os investigadores estimam que existem 113 fitocanabinoides (fito = planta), e o CBD, em conjunto com o THC, são os dois mais comuns. No entanto, também há muitos mais canabinoides menos abundantes. O CBG (canabigerol) e o CBN (canabinol), por exemplo, também podem ser extraídos após a descarboxilação da canábis, e pode aceder ao CBN, que se encontra nas plantas de canábis maduras, maturando os seus brotos.

Terpenos

Os terpenos são o outro grupo principal de compostos nas plantas de cânhamo. O linalol, limoneno e citronelol são alguns dos mais conhecidos, mas pode encontrar mais de 100 tipos diferentes em diferentes estirpes de cânhamo!

Essencialmente, estes são conhecidos por darem às estirpes de canábis e cânhamo os seus aromas únicos. Todavia, a sua função estende-se além de fornecerem aroma e sabor. De facto, a investigação mais recente revelou que diferentes terpenos podem atuar sinergicamente com os canabinoides para alterar os seus efeitos. Conhecido como o efeito entourage[1], esta ideia ainda não passa de uma teoria. Não obstante, surgem regularmente novas evidências que a comprovam.

Terpenos

De Onde Vem o CBD?

Conforme mencionámos superficialmente acima, o CBD é habitualmente extraído das plantas de cânhamo, que são uma variedade das plantas de canábis normais. A distinção assenta nas suas quantidades mais baixas de THC, não ultrapassando habitualmente os 0,3%.

Esta baixa percentagem é vital para o enquadramento legal de um produto de CBD, dado que valores de THC superiores ao mencionado significariam que seria tratado como outro produto rico em THC. Por este motivo, na Europa e nos EUA, o CBD utilizado no óleo CBD é quase exclusivamente extraído de cânhamo industrial cultivado sob regulamentos agrícolas estritos.

Mecanismo de Ação

Para compreender como funciona o CBD, tem de compreender o sistema endocanabinoide. Resumidamente, o sistema endocanabinoide é um sistema biológico composto por recetores endocanabinoides que podem ser encontrados um pouco por todo o corpo. Através da modulação da libertação de neurotransmissores, o sistema endocanabinoide regula muitas funções corporais, incluindo a cognição, memória, sono, sensação de dor, apetite, função imunitária, humor, entre muitas outras.

Se não estamos a consumir canábis, então o que é que interage com este sistema? Bem, em primeiro lugar, o corpo humano produz os seus próprios canabinoides internos, que são designados por endocanabinoides. Por sua vez, os canabinoides também podem ser encontrados em plantas, frutos e legumes que comemos diariamente! Estes, designados por fitocanabinoides, podem ser processados de forma similar aos endocanabinoides do corpo e, por sua vez, funcionam direta ou indiretamente com os recetores.

Um grupo destes recetores, designados por recetores CB1, pode ser encontrado tanto no sistema nervoso central como no periférico, com muitos dos recetores presentes especificamente no hipocampo e nas amígdalas. Estas partes do cérebro, para quem não sabe, estão envolvidas na regulação da memória, medo e emoção. O outro tipo de recetores endocanabinoides, os CB2, podem ser encontrados nas células imunitárias, tecido linfoide e nos nervos.

O THC tem uma interação padronizada aqui, ligando-se aos recetores CB1 para produzir os efeitos psicológicos e psicoativos que associamos à canábis. O CBD, contudo, atua de forma diferente e mais indireta. Essencialmente, este inibe a sinalização endocanabinoide, algo que, por sua vez, resulta em níveis maiores de endocanabinoides intracelulares. Isto significa que o CBD, ao invés de mudar diretamente as coisas por si só, apoia os esforços do nosso corpo rumo ao bem-estar. Também se considera que o CBD aumenta os nossos níveis internos de anandamida, um neurotransmissor que desempenha um papel essencial nos sentimentos de prazer e motivação.

Como é Produzido o Óleo CBD?

Nem todos os óleos CBD são iguais. A potência, pureza e conteúdo de terpenos depende do método de fabrico. Há vários métodos de extração para retirar o CBD da planta, sendo que alguns são mais eficazes do que outros.

Como é Extraído o CBD do Óleo CBD?

Os produtos de CBD reputáveis utilizarão tipicamente o CO₂ supercrítico para extraírem os seus concentrados, mas existem outros processos. Tipicamente, estes envolvem solventes como o butano, hidrocarbonetos ou vapor. Contudo, estes métodos de extração variam na sua eficiência e afetam a pureza e paladar do produto final.

Aqui, na Royal Queen Seeds, contudo, utilizamos a extração com CO₂ supercrítico, que é o processo mais limpo e mais ecológico no mercado. Este método assegura que podemos oferecer-lhe sempre um produto puro e sem toxinas. Não utilizamos etanol, butano, nem qualquer outra substância que possa contaminar o óleo CBD ou deixar vestígios de resíduos.

Óleos Transportadores

O óleo transportador é outro aspeto importante da qualidade de um óleo CBD. Naturalmente, o CBD puro, particularmente o isolado de CBD, não tem um sabor ótimo e a maioria deste é desperdiçado quando consumido isoladamente. Um óleo transportador, contudo, aumenta a biodisponibilidade do CBD, o que significa que o corpo consegue metabolizá-lo mais facilmente. Além disso, o óleo transportador adicionado facilita o doseamento das doses, além de aliviar aqueles sabores amargos.

Os óleos transportadores variarão consoante a marca e o fabricante. Os mais comuns, contudo, são o óleo de semente de cânhamo e o azeite.

Como é Extraído o CBD do Óleo CBD?

Óleo de Semente de Cânhamo

O óleo de semente de cânhamo é um transportador excelente para o óleo CBD dado que combina os benefícios do CBD com os restantes compostos encontrados no cânhamo. O resultado é um óleo de CBD genuíno com toda a planta que oferece tudo o que de melhor o cânhamo tem para oferecer. Até isolado, o óleo de semente de cânhamo tem um valor nutritivo muito elevado, oferecendo um rácio 3:1 de ácidos gordos essenciais ómega 6 e ómega 3.

Azeite

O azeite também é uma opção excelente para óleo transportador. Tal como o óleo de semente de cânhamo, o azeite tem, por si só, uma série de benefícios comprovados para a saúde. O azeite também tem um paladar ótimo, tornando o produto mais saboroso e mais fácil de digerir.

Óleo MCT

O óleo MCT é um óleo transportador feito de um tipo de gordura designada por triglicerídeos de cadeia média. Graças à estrutura química, o corpo consegue decompô-lo mais facilmente do que outros óleos. O óleo MCT também tem propriedades antibacterianas, que podem ajudar a estender a vida útil dos óleos CBD feitos com este óleo. Quanto à aparência e ao sabor, o óleo MCT é transparente e insípido.

Óleo CBD vs Outros Tipos de Óleos

Hoje em dia, quando menciona os óleos de canábis, pode estar a falar do óleo CBD, de óleo THC, ou inclusive de óleo de semente de cânhamo! Em termos genéricos, estes provêm todos da mesma espécie vegetal, sim, mas têm muito pouco em comum e diferem no que diz respeito às suas substâncias ativas e resultados pretendidos. Devido ao facto de não haver quaisquer regulamentos em vigor, por vezes, os fabricantes enganam intencionalmente os consumidores. Por sua vez, é do seu interesse saber as diferenças entre os vários tipos de óleos de canábis.

Óleo CBD

Tal como o nome sugere, o óleo CBD contém principalmente CBD. Os óleos CBD são disponibilizados em diferentes potências e recorrem a vários óleos transportadores. Os óleos CBD de espetro integral são particularmente populares, dado que não contêm apenas CBD, mas também outros canabinoides e terpenos úteis do cânhamo. Por sua vez, tal como sugerido pelo efeito entourage, crê-se que os óleos CBD de espetro integral são os que fornecem mais benefícios.

Conteúdo Canabinoide: gama integral de canabinoides e terpenos (espetro integral), gama integral de canabinoides e terpenos excetuando o THC (espetro amplo), apenas CBD (isolado).
Legalidade: legal na maioria dos países da Europa e nos EUA
Perfil do Efeito: suavizante
Utilizações: recreativa e medicinal

Óleo de Semente de Cânhamo

O óleo de semente de cânhamo, tal como seria de esperar, é feito a partir das sementes de cânhamo. Ao contrário do óleo CBD, este não contém qualquer CBD, ou quaisquer outros canabinoides já agora. Também não há nenhuma "moca" quando o consome. Este óleo, no entanto, é rico em ácidos gordos saudáveis, entre outros nutrientes valiosos, que em conjunto o tornam num óleo saudável para cozinhar. Ponderando tudo isto, este é considerado um óleo transportador ideal para o óleo CBD.

Conteúdo Canabinoide: nenhum
Legalidade: legal
Perfil do Efeito: nenhum efeito
Utilizações: culinária

Óleo CBD vs Outros Tipos de Óleos

Óleo de THC

O óleo de THC é feito de plantas de canábis normais, isto é, o mesmo tipo de canábis que os fumadores recreativos usam para ficarem com uma moca. A grande diferença entre o óleo THC e a maioria do Óleo CBD, por sua vez, é que o primeiro contém uma quantia significativa do canabinoide psicoativo THC, o qual não se encontra presente no cânhamo em grandes quantidades.

Tal como a canábis normal, o óleo de THC (ainda) é ilegal em alguns países, ou requer pelo menos uma receita médica para obtê-lo.

Em virtude disto, os consumidores não conseguem obter habitualmente o óleo de THC livremente em muitos países da Europa e da América do Norte. No entanto, este é popular onde a canábis é legal/descriminalizada, tal como nos Países Baixos ou em alguns estados dos EUA (onde é conhecido como Óleo Rick Simpson).

Conteúdo Canabinoide: conteúdo canabinoide integral incluindo THC
Legalidade: maioritariamente ilegal
Perfil do Efeito: o mesmo efeito da canábis normal
Utilizações: recreativa e medicinal

Óleo CBD Feito a Partir de Cânhamo Vs. Óleo CBD de Canábis Normal

Para produzir os tipos mais comuns de óleo CBD, o CBD e os restantes canabinoides, terpenos, etc., são tipicamente extraídos do cânhamo industrial. Menos comummente, contudo, também pode encontrar óleos CBD que são feitos a partir de plantas de canábis normais. Estes óleos conterão habitualmente algum THC, mas não tanto como o óleo puramente de THC. Por sua vez, consumi-los fará com que fique com moca, mas não tão mocado como ficaria ao consumir canábis normal. Devido às restrições impostas ao THC para produtos à base de CBD, os óleos CBD feitos de canábis normal ainda são ilegais na maioria dos países da Europa.

Óleo CBD vs Extratos

Outra área que poderá gerar confusão é a dos óleos CBD versus extratos de CBD. A diferença, simplificando, reside na forma como são produzidos. Um extrato é criado embebendo flores ricas em CBD em álcool de cereais de alta resistência, que é cozinhado em lume brando durante várias horas. O resultado é um extrato com um conteúdo de CBD potente, comparável a um óleo CBD forte. Este pode ser ingerido oralmente (sublingualmente recorrendo a um conta-gotas), ou misturado com alimentos e bebidas. Um extrato também pode ser uma boa alternativa caseira relativamente ao óleo CBD, dado que não requer a utilização de um método de extração e é fácil de preparar.

Óleo CBD de Espetro Integral, Espetro Amplo e Isolado

Afinal, quais são as diferenças entre os óleos de CBD de espetro integral, de espetro amplo e o óleo de CBD feito a partir de isolado?

  • Isolado de CBD

O isolado de CBD é óleo CBD que contém CBD puro ("isolado") extraído do cânhamo e misturado com um óleo transportador. Comparado com os produtos de "espetro integral", o Isolado de CBD não tem quaisquer outras substâncias ativas. Embora não seja geralmente tão popular como os óleos CBD de espetro integral, o isolado de CBD é uma boa escolha se o consumidor só precisar de CBD puro no seu produto.

CBD ISOLATE
  • Cannabinoids (CBD: 99%, THC: no)
  • No entourage effect
  • Pure form of CBD
  • Óleo CBD de Espetro Integral

Por vezes designados como óleos de "planta inteira", os produtos CBD de espetro integral podem ser feitos a partir de toda a planta de cânhamo ou dos seus brotos. Estes contêm todos os canabinoides, terpenos, flavonoides que também são encontrados no cânhamo. Os compostos funcionam em sinergia, a qual se crê apresentar mais benefícios do que os compostos isolados, tais como o CBD por si só.

FULL SPECTRUM
  • Terpenes and cannabinoids (THC: yes)
  • Entourage effect
  • Essential vitamins
  • Óleo CBD de Espetro Amplo

O CBD de espetro amplo é como um meio-termo entre o óleo CBD isolado e o óleo CBD de espetro integral. A principal diferença é que os óleos CBD de espetro amplo não contêm qualquer THC, nem sequer quantidades residuais. Os produtos de espetro amplo podem ser feitos isolando os compostos individuais da planta e recombinando-os para formar um produto que se pode assemelhar a um extrato de espetro integral. Estes também podem ser produzidos a partir de um extrato de espetro integral em que o THC é posteriormente removido num processo especial. Um dos benefícios do extrato de espetro amplo é que este pode ter rácios específicos de canabinoides. Isto nem sempre é possível nos óleos de espetro integral dado que os perfis fitoquímicos naturais das plantas de canábis podem, naturalmente, variar.

BROAD SPECTRUM
  • Terpenes and cannabinoids (THC: no)
  • Relief without THC
  • Strong taste and smell

Qual é a Forma Mais Potente do Óleo CBD?

O tipo mais potente de CBD seria o isolado na forma de pó cristalino puro. Contudo, o CBD puro é muito raro e a dificuldade que adviria de doseá-lo torná-lo-ia pouco prático. No mercado, contudo, pode encontrar óleos CBD que contêm 300-5000mg de CBD por frascos de 30ml.

No entanto, a quantidade de CBD que um produto contém não é o único fator que influência a potência de um óleo.

O motivo tem a ver com o facto de a potência ideal do óleo CBD para um consumidor poder depender de outros fatores, tais como a utilização pretendida e efeitos esperados.

Por exemplo, alguns utilizadores de canábis medicinal podem considerar que um óleo 1:1 lhes proporciona resultados melhores do que um isolado de CBD. Outros podem achar que um óleo CBD de espetro integral, ainda que contenha menos CBD do que uma fórmula isolada, pode funcionar melhor para eles.

Finalmente, mas não menos importante, a qualidade e pureza do óleo CBD também desempenha um papel vital. Um óleo CBD de qualidade, tais como os disponibilizados na loja online da Royal Queen Seeds, oferecerão praticamente sempre melhores resultados do que os produtos de fontes não verificadas.

Potências Habituais do Óleo CBD:

2,5% - Suave: este é perfeito para os novos consumidores ou para os que só precisam de uma dose pequena.
5% - Potência normal: boa concentração geral de óleo CBD para uso regular e benefícios consistentes.
10% - Forte: para utilizadores de CBD experientes e para quem precisa de uma dose alta de CBD para aplicações específicas.

Como Consumir o Óleo CBD

A melhor forma de consumir o óleo CBD é ingerindo-o sublingualmente. Os óleos CBD vêm habitualmente num frasco com conta-gotas, o que facilita este método de consumo. A toma sublingual é a forma preferida (embora não seja a única) de tomar o CBD, dado que permite que o CBD entre na corrente sanguínea mais rapidamente, permitindo uma atuação decorridos 20 minutos. Em contraste, quando ingerido com alimentos, o corpo demora mais tempo a metabolizar o CBD.

Para tomar uma dosagem específica, coloque simplesmente algumas gotas do óleo CBD sob a língua e deixe essa membrana absorver o CBD.

Alternativamente, o óleo CBD também pode ser consumido colocando algumas gotas em açúcar, ou adicionando-o aos alimentos ou bebidas.

Muitos óleos CBD também podem ser aplicados topicamente nas áreas de pele afetadas, permitindo o alívio rápido e direto.

Óleos CBD e a Biodisponibilidade

Alguns dos mais recentes produtos de óleo CBD oferecem uma biodisponibilidade melhorada quando comparados com as variedades normais, mas pode estar a interrogar-se sobre como é que isto é sequer possível.

Uma forma de alcançá-lo é adicionando lipossomas, que são pequenas bolhas microscópicas de líquido que encapsulam o CBD. Com a sua ajuda, o canabinoide pode ser transportado mais além no corpo, para lá da membrana intestinal, para os tecidos específicos. O CBD no interior destas pequeníssimas esferas está protegido quando alcança as áreas alvo, permitindo uma biodisponibilidade particularmente alta do CBD.

Como Consumir o Óleo CBD

Como Escolher o Óleo CBD Mais Indicado

Conforme mencionámos, o óleo CBD mais indicado para si dependerá de uma série de fatores. No entanto, há uma série de coisas às quais deve estar atento antes de comprá-lo.

Saiba o que Este Contém

Quando compra o óleo CBD, não se limite a comprá-lo por aquilo que lê no rótulo ou pela descrição fornecida pelo fabricante. Certifique-se de que sabe o que contém o seu óleo CBD, e em que quantidades. Será que o produto contém sequer CBD? O óleo CBD é feito de isolado de CBD, ou é um óleo de espetro integral? Saiba o que está a comprar antes de premir o botão de encomenda.

Os Resultados dos Testes São Disponibilizados?

Qualquer um pode fazer qualquer tipo de reivindicações, mas nunca saberá aquilo que está realmente a comprar a não ser que seja analisado e verificado por um laboratório de terceiros. Um fabricante de óleo CBD de renome orgulhar-se-á sempre de comprovar os resultados de laboratórios independentes, tornando-os habitualmente disponíveis para os consumidores. Estes testes também lhe mostram se um produto contém impurezas ou outros ingredientes prejudiciais. Caso um fabricante não disponibilize os resultados dos testes, o mais provável é que o seu dinheiro seja melhor empregue noutro fornecedor.

Conheça a Sua Dosagem

Se está a dar os primeiros passos no CBD, pode ser melhor se começar com um óleo suave primeiro. Esteja atento aos efeitos e aumente a dosagem até constatar os resultados esperados. Por outras palavras, comece por baixo, e vá subindo, caso seja necessário. Contudo, não se descontrole em demasia, e certifique-se de que recebe aconselhamento do seu médico durante todo o processo.

De Onde Vem o Cânhamo?

Procure produtos feitos de cânhamo cultivado organicamente, dado que são muito menos prováveis de estarem contaminados com pesticidas ou outros químicos.

Não se Concentre Apenas no Preço

Pode ver-se tentado a comprar o óleo CBD mais barato que encontrar, mas o mais barato quase certamente não é o melhor. O óleo CBD de empresas de renome pode custar mais, mas disporá de um produto mais seguro, verificado por laboratórios independentes e (provavelmente) mais agradável. Também será mais saudável, além de ter mais probabilidades de usufruir de todos os efeitos. Neste caso, recebe realmente aquilo pelo qual está a pagar.

Contudo, isso não significa que todo o óleo CBD caro seja bom. Conforme mencionámos antes, só deve confiar num óleo se o fabricante conseguir demonstrar os resultados laboratoriais de uma instituição de testagem pertencente a terceiros.

External Resources:
  1. Taming THC: potential cannabis synergy and phytocannabinoid-terpenoid entourage effects https://www.ncbi.nlm.nih.gov
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.