Para muitas pessoas, uma boa noite de sono é considerada um luxo. Conseguir pelo menos seis horas de sono ininterrupto revela-se uma luta tal que muitos recorrem à medicação para ajudá-los.

Uma rápida pesquisa no Google encaminhá-lo-á para uma lista de medicamentos que os médicos normalmente prescreveriam para terminar com os seus tormentos do sono. Os suplementos de melatonina são um bom exemplo, os quais podem ser comprados sem receita médica. Mas se estiver a batalhar com determinadas condições que o impedem de ter uma noite de sono adequada, um médico muito provavelmente recomendaria medicação específica.

Embora estes medicamentos e suplementos sejam totalmente legais, há sempre o contratempo de tomar substâncias sintéticas. Assim sendo, qual é o recurso mais natural? Aqui entra o canabidiol.

Outra rápida pesquisa no Google falar-lhe-á sobre as muitas possíveis vantagens da utilização do CBD. Contudo, para este artigo em particular, iremos mergulhar nos seus efeitos na qualidade de sono e como pode conseguir ajudá-lo a alcançar uma noite de sono profunda e tranquila.

Porque é que o Sono é Importante?

Antes de podermos começar a observar a relação entre o CBD e o sono, revejamos porque é que o sono é tão importante em primeiro lugar. A resposta geral a esta pergunta é que este ajuda os nossos corpos a se recuperarem dos fatores stressantes do dia-a-dia. Todos estamos familiarizados com aquele sentimento de cansaço e confusão mental após dormirmos apenas um par de horas.

No entanto, o sono faz muito mais do que fornecer-nos apenas a muito necessária energia para lidarmos com o nosso dia. Para começar, este ajuda a melhorar o nosso sistema imunitário e também mantém esses quilos indesejados longe dos nossos corpos enquanto mantém a nossa saúde mental[1] sob controlo. Os hábitos de sono adequados também podem ajudar a prevenir as diabetes do tipo 2[2], doenças cardíacas e uma libido baixa[3].

Como pode ver, o torpor e a irritabilidade não são os únicos efeitos de ter uma fraca "higiene de sono". Mas, para compreender melhor, temos primeiro de aprender como funciona o nosso ciclo de sono.

O que é o Ciclo de Sono?

Para começar, o sono é complicado. Há cinco fases do ciclo do sono. As fases 1 a 4 enquadram-se no não-REM "sem movimento rápido dos olhos", enquanto a fase 5 é a fase do sono REM "movimento rápido dos olhos".

Este ciclo de sono dura cerca de 90 minutos. No decorrer da noite, a quantidade de tempo que passamos nas fases não-REM e REM vai alternando. O sono imperturbável é essencial. Entre 4–6 ciclos consecutivos é a duração ideal durante um período de 24 horas.

O que é o Ciclo de Sono?

É comummente aceite que o adulto médio precisa de 6–8 horas de sono por noite. Uma pequena minoria da população, aproximadamente menos de 5%, consegue safar-se com apenas cinco horas sem sofrer efeitos secundários cognitivos e físicos.

As consequências da deficiência do sono incluem múltiplos resultados adversos. Pode contar com deterioração em todos os aspetos da sua saúde e bem-estar.

A falta de sono e/ou sono de fraca qualidade fá-lo-á envelhecer prematuramente, comprometerá a sua tomada de decisões, diminuindo drasticamente a sua performance atlética e aumenta o risco de lesões. O sono induzido pelo álcool e pelas drogas também não é o sono saudável e restaurador que a mente e o corpo precisam.

Como é que o CBD Afeta o Sono

Agora, podemos entrar numa conversa sobre a função que o CBD poderá ter no ciclo do sono.

O CBD exerce uma variedade de efeitos no corpo e na mente humana através do sistema endocanabinoide (SEC), bem como outros canais. No SEC, o CBD tem uma fraca afinidade vinculativa pelos dois principais recetores canabinoides, o CB1 e o CB2 e, ao invés, promove a promoção de neurotransmissores endógenos como a anandamida. Isto, por sua vez, ajuda o SEC a promover a homeostase — que só pode ser alcançada com um sono saudável.

Fora do SEC, o CBD interage com a serotonina, o TRPV, e outros tipos de recetores para produzir uma variedade de outros potenciais efeitos relacionados com o humor, a perceção da dor, entre outros. Reconhecidamente, os efeitos do CBD podem ser difíceis de definir ao certo devido ao estado relativamente novo do canabinoide, mas isso não impediu que as pessoas utilizassem o CBD para as apoiar num sono melhor.

Tendo isto em consideração, analisemos como é que o canabidiol poderá funcionar para apoiar os mecanismos responsáveis pelo sono saudável.

  • CBD e a Insónia

O que é que todos os insones têm em comum? A maioria, se não todos eles, pensam em demasia. Eles sofrem duma ruminação tal que chega ao ponto de os manter agitados e perturbados todas as noites.

Outros lidam com problemas de saúde mental, tais como a perturbação de stresse pós-traumático e a depressão, que os mantêm acordados. Acrescente a insónia à equação e tem uma condição exacerbada que só serve para agravar ainda mais as coisas.

Curiosamente, a investigação recente sugere que o CBD poderá ajudar a aliviar alguma da tensão, ruminação e sentimentos de nervosismo que provocam e/ou contribuem para a insónia. Olhemos, por exemplo, para o seguinte estudo de 2019[4] com 72 participantes. Após tomarem 25 mg de cápsulas de CBD todas as noites, 79,2% dos participantes apresentou uma descida nos níveis de ansiedade após o primeiro mês. Entretanto, 66,7% destes notou uma melhoria nos seus hábitos de sono.

Além disso, um estudo de 2014[5], conduzido quer em animais como em humanos, revelou que o CBD poderia promover um estado de alerta durante o dia. Também ajudou a reduzir o torpor e a sonolência durante o dia, dos quais muitos de nós sofremos, mas que passam por situações normais.

CBD e a Insónia

  • CBD e o Stresse

É natural sentir-se stressado durante determinados momentos da vida. Talvez tenha um exame nos próximos dias que será decisivo para o seu semestre, ou talvez esteja a poucos dias de entrar no seu primeiro combate amador de artes marciais mistas.

No entanto, caso o stresse se tenha tornado tão poderoso na sua vida, chegando ao ponto de ser debilitante em determinados níveis, então tem um problema. O stresse crónico pode levar a outros problemas como doenças cardíacas, problemas digestivos e depressão. Pode inclusive ter um efeito[6] na química do cérebro que pode levar a problemas neurológicos mais adiante.

Contudo, segundo as descobertas recentes, o CBD pode conseguir reduzir esta tensão, atenuando os sentimentos de nervosismo e o medo que os acompanham. Um estudo de 2011[7], por exemplo, revelou uma melhoria na performance dos problemas de ansiedade em pessoas que sofrem de fobia social. A parte interessante é que demonstrou o mesmo efeito inclusive naqueles que não tinham, segundo um estudo de 2017[8].

Eis outra descoberta fascinante: o CBD pode ser um complemento eficaz para a aprendizagem por extinção. A aprendizagem por extinção é o processo de eliminar o medo e a ansiedade gradualmente retirando a ameaça que espoleta essas emoções.

Num estudo de 2013[9] conduzido em 48 participantes, descobriu-se que o CBD potencialmente atenua as ameaças provocadas pelo stresse de antemão. Estes efeitos foram observados inclusive dois dias após o canabidiol ter sido administrado.

  • CBD e a Gestão da Dor

Nos dias de hoje, a dor crónica é mais uma crise de saúde do que uma doença isolada. De facto, segundo um estudo de 2017[10], 1 em 4 idosos europeus sofre sofre de dor musculoesquelética incapacitante. Na Austrália, até 80%[11] dos pacientes admitidos nos lares também experienciam dor persistente.

Mas aqui tem algumas boas notícias: o canabidiol também pode ser útil aqui. Conforme detalhado num estudo de 2006[12], estes efeitos benéficos poderão dever-se aos efeitos do CBD nos recetores CB2 no sistema endocanabinoide, que são responsáveis por suprimir a dor e a inflamação.

Assim que tiver consumido o CBD, este atua como um agonista inverso não-competitivo do CB2, que potencialmente lhe permite inibir[13] a migração de células imunitárias que produzem a inflamação.

Óleo de CBD 10% (1000mg)
THC: 0.2%
CBD: 10%
CBD por gota: 5 Mg
Transportador: Olive Oil

Compre a Óleo de CBD 10% (1000mg)

Há Alguns Efeitos Secundários no CBD?

A resposta resumida é - sim, há. Mesmo com a sua lista de possíveis benefícios, o CBD não deixa de ter efeitos secundários.

Contudo, em última instância, os efeitos secundários são diminutos e relativamente incomuns. Segundo um estudo de 2011[14], o CBD não provoca uma alteração na ingestão de alimentos, bem como não provoca catalepsia (também conhecida como convulsões). Também não afeta fatores fisiológicos como a temperatura corporal, a frequência cardíaca e a pressão sanguínea.

Alguns efeitos secundários foram testemunhados in vitro (fora de um organismo vivo, tal como numa caixa de Petri), os quais incluíram uma redução na capacidade de fertilização, inibição do metabolismo de medicamentos no fígado e alterações na viabilidade das células. Contudo, no que aos humanos diz respeito, o CBD é considerado seguro desde que consumido corretamente.

Que Tipo de CBD Ajuda a Dormir?

O CBD oral, sublingual ou inalado será praticamente sempre mais eficaz para o sono do que o CBD tópico. Tal como a melatonina ou os comprimidos para dormir, por exemplo, o consumo do CBD permite-lhe entrar na corrente sanguínea.

São disponibilizados três tipos principais de CBD para consumo: óleo/extrato de CBD, e-líquidos e cápsulas. O consumo de óleos ou de extratos é o método mais direto. Só precisa de colocar algumas gotas sob a língua e mantê-las lá durante cerca de um minuto. Demorará habitualmente cerca de 20 minutos até que sinta os seus efeitos.

Para os e-líquidos, precisará de um vaporizador. A vantagem, contudo, é que só demora cinco a dez minutos para o CBD surtir efeito. As cápsulas demoram mais tempo, dado que o CBD tem de passar primeiro pelo sistema digestivo e pelo fígado antes de chegar à corrente sanguínea. Os especialistas recomendam que tome uma cápsula sensivelmente uma hora antes de ir para a cama.

O Creme de CBD Ajudará?

Em termos de alívio físico local, os cremes tópicos de CBD podem proporcionar algum benefício. Mas não mais do que isso. Este não terá o mesmo efeito que o CBD oral porque não é absorvido pela corrente sanguínea.

O CBD tópico fornece alguns efeitos suavizantes, no entanto, especialmente se estiver a lidar com dores e sensibilidade. Nesse sentido, o CBD tópico acaba por encontrar o seu lugar num ciclo de sono saudável.

Utilizar o CBD para o Sono

Para esta secção, iremos focar-nos nos três tipos de CBD que são mais eficazes quando se trata de promover o sono saudável.

  • Óleo CBD

Além de ajudá-lo a adormecer mais rápido e mais profundamente, o óleo CBD também pode, potencialmente, promover um ciclo sono-despertar mais saudável. Este deve mantê-lo acordado durante o dia, enquanto o condiciona a ficar mais relaxado à medida que a noite cai.

Se estiver à procura de uma boa marca para começar, a Royal Queen Seeds tem uma gama de produtos de óleo CBD que se adequam às suas necessidades. Os nossos óleos de espetro integral possuem diferentes óleos transportadores, incluindo azeite, óleo MCT e óleo de semente de cânhamo. As concentrações também variam entre 2,5–40% de CBD.

Óleo CBD

  • Cápsulas de CBD

Os óleos CBD são bons, mas tomá-los sobre a forma de cápsula também tem os seus benefícios. Um deles é que funcionam durante a noite, particularmente se os tomar na altura certa antes de ir para a cama.

A gama de cápsulas softgel de CBD da Royal Queen Seeds varia entre 4–10% de CBD e contém o mesmo óleo CBD de alta qualidade da nossa gama tradicional.

  • Vape de CBD

A principal vantagem de vaporizar o CBD é a conveniência. Caso sofra de noites em que não consegue dormir, algumas passas ajudarão a suavizar quer a mente como o corpo. Além disso, caso lhe aconteça acordar a meio da noite, pode pegar facilmente no seu vaporizador para tirar uma passa rápida.

CBD vs Medicamentos Prescritos para o Sono

Os medicamentos prescritos para o sono não são todos maus. Se tomados corretamente, eles podem ajudar a tratar as insónias, entre outros problemas. Contudo, tal como com qualquer outra substância sintética, os efeitos a longo-prazo desses medicamentos podem danificar o corpo.

O CBD, por outro lado, é um suplemento direto que não tem toxicidade nem efeitos secundários prejudiciais. Seguindo esta lógica, é uma alternativa muito melhor quando comparado com os comprimidos para dormir.

No entanto, antes de mergulhar de cabeça, certifique-se de que consulta primeiro o seu médico. Ele também deve conseguir fornecer-lhe tudo o que precisa saber, incluindo que tipo de CBD tomar, dosagem adequada e quaisquer possíveis efeitos secundários, consoante a sua genética e medicamentos existentes.

External Resources:
  1. Sleep and mental health - Harvard Health https://www.health.harvard.edu
  2. The Link Between Sleep and Diabetes https://www.webmd.com
  3. The Connection Between Sex and Sleep https://www.psychologytoday.com
  4. Cannabidiol in Anxiety and Sleep: A Large Case Series https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  5. Potential Effects of Cannabidiol as a Wake-Promoting Agent https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  6. Central effects of stress hormones in health and disease: Understanding the protective and damaging effects of stress and stress mediators - ScienceDirect https://www.sciencedirect.com
  7. Cannabidiol Reduces the Anxiety Induced by Simulated Public Speaking in Treatment-Naïve Social Phobia Patients https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  8. Inverted U-Shaped Dose-Response Curve of the Anxiolytic Effect of Cannabidiol during Public Speaking in Real Life https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  9. Cannabidiol enhances consolidation of explicit fear extinction in humans | SpringerLink https://link.springer.com
  10. Affective, behavior and cognitive disorders in the elderly with chronic musculoskelatal pain: the impact on an aging population - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
  11. IASP global year against pain in older persons: highlighting the current status and future perspectives in geriatric pain - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
  12. Cannabinoid receptors as therapeutic targets - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
  13. The diverse CB1 and CB2 receptor pharmacology of three plant cannabinoids: Δ9-tetrahydrocannabinol, cannabidiol and Δ9-tetrahydrocannabivarin https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  14. Safety and side effects of cannabidiol, a Cannabis sativa constituent - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.