Menos 20% em toda a loja com o código FLASH20 ⏤

By Miguel Ordoñez

Passámos muito tempo neste blogue a discutir os benefícios da utilização da canábis.

Esta tem muito alívio e sensações suavizantes para oferecer, e muitos utilizadores casuais não encontram quaisquer efeitos secundários significativos. No entanto, se fumar particularmente frequentemente, verá que os dias que passa sem esta são particularmente desconfortáveis. Estamos a falar, como é óbvio, da abstinência da canábis.


Pode estar mais habituado a ouvir falar da abstinência dos opioides, álcool e do género, mas as sensações psicológicas e mentais negativas que surgem de deixar a erva são notáveis por si só. Pode não ser tão desconfortável como deixar estas outras substâncias mencionadas, mas ainda vale a pena saber o que terá de suportar e como pode aliviar os problemas.

O que é a Síndrome de Abstinência da Canábis?

Quer seja o exercício, doces ou beber seis chávenas extra de café por dia, o seu corpo habituar-se-á a tudo o que faz ou consome regularmente. Retire isso subitamente e o seu corpo irá, conforme é de prever, ficar num estado de choque e começar a reagir.

Os consumidores crónicos de canábis, conforme pode ficar desapontado por descobrir, não estão isentos de experienciarem sintomas similares. Uma paragem abrupta após um período de utilização crónica leva frequentemente a repercussões que afetam o bem-estar físico, emocional e comportamental do indivíduo.

Devido a como pode afetar uma pessoa, a síndrome de abstinência da canábis (também conhecida como CWS, acrónimo em inglês) é classificada como uma perturbação mental. Mas será que é tão prejudicial como as síndromes de abstinência de outras substâncias como a cocaína, álcool e opioides?

Nem por isso. Como é óbvio, os sintomas podem enfraquecê-lo e confundir a sua cabeça, mas nenhum deles leva a consequências que colocam a sua vida em causa.

Quais são as Causas da Abstinência da Canábis?

Mas o que causa, exatamente, estes sintomas de abstinência em primeiro lugar?

Bem, mesmo que não esteja familiarizado com a erva, há uma boa possibilidade de estar familiarizado com o THC. É, como é óbvio, o principal componente psicoativo da marijuana. À medida que aumenta o seu consumo, digamos, de uma vez por mês para todas as noites, o seu cérebro desenvolver uma tolerância mais forte ao THC.

Nessa altura, até uma determinada extensão, o seu corpo fica dependente do THC para funcionar. Se quisermos ser científicos aqui, este processo pode ser descrito como os recetores CB1 no sistema nervoso central (particularmente o sistema endocanabinoide) tornando-se menos sensível após interações repetidas com a mesma substância. Por sua vez, dado que estes recetores lidam com muitas mais responsabilidades além do processamento da canábis, algumas funções no cérebro são alteradas com o passar do tempo.

No mesmo, não se pode dizer o mesmo sobre o canabidiol (também conhecido como CBD). Este não tem quaisquer efeitos psicotrópicos, ao contrário do THC, e também não interage diretamente com os recetores endocanabinoides. Considerando isso, é amplamente compreendido que até a utilização diária muito provavelmente não lhe dará esses problemas.

What Causes Cannabis Withdrawal?

Sintomas de Abstinência da Canábis

Aqui tem alguns sintomas que as pessoas vivenciam sempre que passam pelos sintomas de abstinência da marijuana.

Estes são habitualmente episódios ligeiros de perturbações físicas e emocionais, mas pode ser necessária ajuda profissional caso estes persistam e se agravem.

  • Irritabilidade: começa com uma irritação ligeira, mas pode escalar para a agressão irracional. Este é um dos primeiros sintomas que as pessoas sentem quando começam a passar pela abstinência.
  • Problemas com o sono: os consumidores crónicos de canábis que deixam subitamente sentem frequentemente problemas de sono como insónias, pesadelos vívidos e suores noturnos.
  • Dores de cabeça: as dores de cabeça intensas fazem parte da lista de sintomas de abstinência de marijuana. Estas começam habitualmente cerca de três dias após deixar de fumar e podem durar durante uma ou duas semanas.
  • Sintomas tipo gripe: sentirá o habitual suor intenso acompanhado por febre e calafrios.
  • Ansiedade e depressão: sentimentos de paranoia em conjunto com tristeza prolongada e súbita perda de interesse pelas atividades diárias fazem parte da lista de sintomas.

Quanto Tempo Duram os Sintomas de Abstinência da Canábis?

A duração em termos de tempo segundo o qual as pessoas passam pelas fases da abstinência varia de pessoa para pessoa. Mas o pior destes sintomas aparece nas primeiras duas semanas após retirar o consumo de canábis da sua rotina diária.

Agora, para dar-lhe uma ideia, aqui tem uma cronologia estimada daquilo que acontece durante e após esse período de duas semanas.

Semana 1

O cansaço físico e mental começa a surtir efeito. Os episódios de irritabilidade aparecem habitualmente primeiro, seguidos pela ansiedade e problemas com o sono.

Semana 2

Os sintomas de abstinência estão no seu pico durante este período, particularmente durante a marca dos dez dias. Para alguns que eram consumidores particularmente crónicos, as dores de cabeça e os sintomas estilo gripe começarão a surgir.

Semana 3

Durante esta fase, a pessoa afetada começará a sentir os seus sintomas a diminuírem. O desconforto começa a esvanecer, e conseguem regressar lentamente às suas rotinas normais.

Semana 4

Tal como acontece com os pulmões que regressam à saúde plena após um longo período sem fumar, os recetores canabinoides do cérebro voltarão a funcionar normalmente com o tempo. Nessa quarta semana, todos os sintomas de abstinência devem estar dissipados.

Será que a Abstinência da Canábis Provoca Psicose?

Um dos primeiros assuntos da propaganda contra a canábis era sobre o seu alegado efeito na saúde mental de uma pessoa.

De facto, este estudo de 2007[1] aponta para a investigação anterior que afirmava que 1 em 4 consumidores de canábis estavam em alto risco de desenvolverem esquizofrenia "ou uma perturbação psicótica semelhante". Para os que pretendem experimentar a erva pela primeira vez, esta informação não é muito encorajadora.

Assim sendo, será realmente tão alarmante quanto soa? Este estudo mais recente sobre o tópico, conduzido em 2017[2], diz o contrário. Sendo mais específico, este afirma que o consumo prolongado de canábis pode levar a sintomas de abstinência "leves a moderados" que afetam o humor e comportamento da pessoa. No pior dos cenários, pode precisar de alguns cuidados ambulatórios para lidar com o desconforto, mas nada além demais. Além disso, não houve qualquer evidência da canábis levar diretamente a esses tipos de perturbações mentais.

Na realidade, a única vez que alguém precisaria de cuidados de internamento devido ao consumo crónico ou à abstinência da canábis seria se tivesse uma condição mental pré-existente. Mesmo assim, em alguns casos, alguns cuidados ambulatórios extensos poderiam bastar.

Agora, para a CWS desaparecer por completo, terá de abster-se na íntegra da canábis e basicamente de qualquer outra substância estimulante. Assim sendo, por exemplo, se substituir o seu consumo de canábis pelo tabaco e álcool, há uma boa probabilidade do seu problema se agravar, e muito provavelmente acabaria por consumir a canábis com a mesma frequência de antes.

Como Prevenir e Gerir a Abstinência da Canábis

Dizem que a prevenção é melhor do que a cura, mas também compensa saber que medidas tomar para aliviar quaisquer sintomas desagradáveis de uma condição em específico.

Bem, caro leitor, está com sorte! Iremos fornecer-lhe soluções para prevenir a abstinência da canábis, e damos-lhe algumas ideias sobre o que pode fazer se já estiver a passar por isso.

Aqui tem algumas formas de conseguir prevenir o temido CWS. Se seguir estas dicas, as primeiras 72 horas da sua vida após o consumo crónico devem ser muito menos instáveis.

  • Mantenha-se Hidratado

A água é vida, conforme dizem; considerando que os nossos corpos são feitos de 60–63% (jovem adulto) de H₂O, serve para demonstrar o quão necessária esta é para a nossa sobrevivência e bem-estar.

Vai querer beber cerca de 12 copos por dia assim que tirar a canábis da sua vida. As bebidas açucaradas e com cafeína não são aconselháveis nesta altura, dado que podem desidratá-lo e deixá-lo a sentir-se ainda pior, por conseguinte, é melhor deixar os refrigerantes e cafés de lado.

Cannabis Withdrawal
  • Sue o Suficiente

Há mais do que material de investigação online suficiente para educá-lo sobre os benefícios do exercício regular. Como é óbvio, querer manter o corpo tonificado durante todo o ano faz parte deste, no entanto, neste caso, deve ajudar a libertar as acumulação de toxinas devido ao consumo prolongado de canábis.

Reserve 30 minutos por dia para exercitar. Pode ser qualquer exercício que quiser, mas certifique-se de que se diverte com este para fazê-lo valer a pena.

Cannabis Withdrawal
  • Coma Mais Saudável

Como é óbvio, uma dose generosa de hambúrgueres, batatas fritas, pizza e gelado pode ser satisfatória para o palato, mas pode contar com sentimentos mais preguiçosos e irritáveis se continuar com esse ritmo. Se estiver já estiver a passar pela abstinência da marijuana, isso só agravará a fase pela qual está a passar.

Assim sendo, por enquanto, pode substituir essa dieta por frutos e legumes frescos, em conjunto com carne branca. Juntamente com isso, se encontrar a receita certa online, aperceber-se-á que comer bem nem sempre é uma experiência enfadonha e miserável.

Cannabis Withdrawal
  • Pratique técnicas de relaxamento

Conforme mencionámos, a ansiedade é um dos principais sintomas da abstinência da canábis. Há muitas formas de combatê-la, sim, mas a prática de técnicas de relaxamento é uma das estratégias mais testadas, fidedignas e simples.

Pode ser particularmente eficaz se praticá-lo no contexto da meditação da atenção plena. Para os que não estão familiarizados com este conceito, este refere-se meramente à meditação que realiza com a intenção de concentrar-se no momento, ao invés de pensar em incidentes passados ou possibilidades futuras. Tudo o que precisa são dez minutos por dia para sentar-se imóvel e silenciar a mente. Além de ajudá-lo a concentrar-se no momento em termos gerais, a prática ensiná-lo-á a ter consciência de quando surge a ansiedade, permitindo assim que se liberte depois desta a um ritmo gentil, contudo rápido.

Cannabis Withdrawal
  • Melhore os Rituais do Sono

Obter uma quantidade saudável de sono de boa qualidade é outra forma de lidar com os sintomas de abstinência. Tal como a meditação de atenção plena, melhorar os seus rituais de sono requer prática através do desenvolvimento de uma rotina em torno deste.

Uma forma eficaz é dormir por volta da mesma hora todas as noites. Ajudará a normalizar o ritmo circadiano do seu corpo, o que significa que terá um sentido de quando acordar e de quando se preparar para dormir. Este ajuste, por sua vez, melhorará gradualmente os seus hábitos de sono.

Cannabis Withdrawal
  • Procure Ajuda das Pessoas que o Rodeiam

Os seus amigos, entes queridos e familiares mais chegados estarão sempre a seu lado para ajudá-lo, quer seja física ou emocionalmente. Assim sendo, se numa determinada altura precisar de ajuda, não hesite em solicitá-la.

É sempre útil ter pessoas positivas à sua volta para ajudá-lo a ultrapassar esta luta.

Combater a Abstinência da Canábis

Dependendo da gravidade da sua situação, os sintomas de abstinência da canábis pelos quais passará irão variar. Tanto pode ser uma brincadeira de criança, uma subida íngreme ou uma caminhada desafiadora que se situa algures no entretanto.

Independentemente da experiência em si, precisará de uma boa quantidade de força de vontade para recuperar. Mantenha, contudo, estas dicas em consideração e certamente que ultrapassará a situação.

External Resources:
  1. Reefer madness https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  2. The cannabis withdrawal syndrome: current insights https://www.ncbi.nlm.nih.gov
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.