A canábis é um dos medicamentos alternativos mais poderosos no planeta. Muitos recorrem a esta para aliviar uma infinidade de sintomas físicos e mentais – incluindo a ansiedade. Infelizmente, por vezes, muitas pessoas sentem exatamente o oposto. A canábis pode provocar ataques de pânico e de ansiedade em alguns indivíduos.

Há algumas coisas que pode fazer quanto a este fenómeno. Além de deixar de ingerir canábis, como é óbvio. O primeiro, e mais importante, aspeto é compreender o que está a acontecer-lhe. Reconhecer os sintomas é o primeiro passo; lidar com os mesmos é o seguinte. A investigação também é uma ferramenta muito importante. Há algumas estirpes que foram criadas para combater estes tipos de sensações.

Acima de tudo? Também há uma boa fonte de alívio noutros canabinoides. Continue a ler para ficar a saber quais.


Quais os sintomas da ansiedade provocada pela canábis?

A ansiedade é a ansiedade. Já todos a sentimos. Algumas pessoas designam-a por "paranoia". Outros descrevem-no como um ataque de pânico. Essencialmente, é o sentimento que algo mau vai acontecer. Ou poderá acontecer. Por sua vez, isto provoca uma reação física - o corpo fica tenso. Algumas pessoas suam. Outras sentem uma frequência cardíaca pulsante. A mente pode ficar presa num ciclo de possibilidades nefastas durante muito tempo.

É uma experiência absolutamente horrível. Pode ocorrer por si só ou no âmbito de uma outra sintomatologia.

A canábis – mais concretamente determinados canabinoides, incluindo o CBD e o THC, atenuam estes sentimentos em muitos casos. Uma vez mais, não se compreende totalmente porquê, mas em alguns indivíduos, a ingestão de canábis pode provocar as mesmas sensações, de mal-estar e desconfortáveis.

Como reconhecer um ataque de pânico provocado pela canábis

O primeiro problema, como é óbvio, é que estas sensações são difíceis de compreender. Isto também pode provocar ansiedade. Além disso, muitas pessoas recorrem à canábis para aliviar esses sintomas - ainda que não os reconheçam. Muitas pessoas que se descrevem como "consumidores recreativos" são na realidade pessoas automedicadas, que estão a tentar aliviar a tensão diária, bem como o stresse e a ansiedade que a acompanham.

Se, contudo, começar a sentir-se pior, ao invés de melhorar após tirar umas passas, esse é um dos sinais.

Outro sinal é o desejo de espreitar pela janela, para ver se não tem a polícia à porta. A não ser que tenha acabado de roubar um banco, esta "realidade" com a qual pode estar preocupado, não está prestes a acontecer.

Tem de manter-se atento aos seus sintomas nestas situações, algo que é mais fácil de dizer do que fazer.

No entanto, caso sinta que esta condição está a acontecer-lhe após tirar umas passas, não entre em pânico. Na realidade, essa é a pior coisa que pode fazer. Pode voltar a colocar os pés no chão de forma muito célere e, quando terminar, não se preocupe. Pode sempre comprar outra estirpe que não tende a provocar estes tipos de efeitos.

Como reconhecer um ataque de pânico provocado pela canábis

Como aliviar um ataque de pânico que está a decorrer

Caso se aperceba que está a passar por um ataque de pânico ou sinta uma ansiedade crescente provocada pela canábis, boa, esse é o primeiro passo.

De seguida, respire fundo. Tente voltar à realidade, ao "agora". Isto permitir-lhe-á tomar passos imediatos e concretos para fazer com que este sentimento desapareça. Apanhar um pouco de ar fresco durante alguns minutos também pode ser o suficiente. O mesmo se passa com tomar um banho. Ou inclusive colocar a sua nuca sob a água fria corrente.

Posteriormente, tente comer ou beber algo. Isto terá um impacto instantâneo sobre os químicos na sua corrente sanguínea. Aquilo que come ou bebe também é muito importante. Experimente beber um copo de limonada, ou comer uma fatia de manga fresca. Estes estão carregados de terpenos – tal como a canábis, já agora. E os terpenos como o pineno, o mirceno e o cariofileno apaziguam todos a ansiedade. Estes também podem ser encontrados noutros alimentos, tais como frutos cítricos.

Agora que tem os seus pés e o seu cérebro mais ou menos de volta à realidade, continue a manter-se física e mentalmente "ocupado". Pode ouvir música. Pode ir até ao centro comercial (embora não seja boa ideia conduzir). Pode limpar a cave. A ideia é, quanto mais mexer-se, melhor se irá sentir. Quanto mais se distrair com aquilo que está diante de si nesse momento, mais se foca nas suas imediações e menos o seu cérebro se envolverá em torno de distrações perturbadoras.

Lembre-se, isto não durará para sempre.

Óleo de CBD 15% (1500mg)
THC: 0.2%
CBD: 15%
CBD por gota: 7,5mg
Transportador: Olive Oil

Compre a Óleo de CBD 15% (1500mg)

Troque os seus canabinoides

Sua como um cavalo de cada vez que tira uma passa do THC? Se sim, está na altura de falar abertamente consigo mesmo. Pode ser uma daquelas pessoas para quem a canábis não é assim tão boa. Não é o fim do mundo.

Contudo, antes de tirar esta conclusão, aqui tem outras alternativas.

A primeira é fazer a sua investigação – se puder – sobre que tipos de canábis são criadas particularmente para respostas de "diminuição da ansiedade". Procure por guias do utilizar. De modo geral, quanto mais "frutada" a aura da canábis, menos ansiedade lhe provocará. Porquê? Os mesmos químicos dos frutos cítricos encontram-se na planta.

A canábis com baixo teor de THC também parece provocar menos ataques de ansiedade aos consumidores. O CBD, por exemplo, não provoca ataques de pânico, de todo. Caso seja o ingrediente psicoativo que o faz ficar ansioso, talvez tenha de pensar sem ele.

Troque os seus canabinoides

CBD como uma solução para os ataques de pânico

O CBD também é um canabinoide por direito próprio. Além disso, as pessoas que têm ataques de pânico provocados pelo THC podem constatar que esta é a sua primeira e melhor linha de defesa. O CBD ocorre naturalmente nas plantas de canábis. Este pode, tal como o THC, ser produzido em maiores percentagens em determinadas estirpes. Alguma canábis, de facto, tem apenas elementos residuais de THC.

O CBD também tem um impacto direto sobre como o THC atua na corrente sanguínea. Ainda não se sabe exatamente como isto acontece. No entanto, um dos impactos já observados do CBD é que este ajuda a contrariar os efeitos psicoativos do THC.

Caso tenha tido essas reações no passado, agora é a altura de assumir o controlo. E as notícias ainda melhores? Isto não tem de ser tão drástico ao ponto de desistir de todo o THC. Pesquise um pouco as estirpes. Muitas estirpes ricas em THC também são produzidas para serem ricas em CBD. Isto, por si só, pode bastar. Algumas gotas de CBD sublingualmente antes de tirar umas passas também podem ser a solução para o problema.

External Resources:
  1. The role of cannabis in treating anxiety: an update : Current Opinion in Psychiatry https://journals.lww.com
  2. Cannabinoid-related agents in the treatment of anxiety disorders: current knowledge and future perspectives https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  3. A positive association between anxiety disorders and cannabis use or cannabis use disorders in the general population- a meta-analysis of 31 studies | BMC Psychiatry | Full Text https://bmcpsychiatry.biomedcentral.com
  4. A community survey of adverse effects of cannabis use - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
  5. [The role of the endocannabinoid system in the regulation of endocrine function and in the control of energy balance in humans] - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
  6. Multiple Mechanistically Distinct Modes of Endocannabinoid Mobilization at Central Amygdala Glutamatergic Synapses https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  7. Systematic review: Efficacy and safety of medical marijuana in selected neurologic disorders https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  8. Symptoms of anxiety and risk of coronary heart disease. The Normative Aging Study - PubMed https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov
  9. The Bivalent Rewarding and Aversive properties of Δ9-tetrahydrocannabinol are Mediated Through Dissociable Opioid Receptor Substrates and Neuronal Modulation Mechanisms in Distinct Striatal Sub-Regions | Scientific Reports https://www.nature.com
  10. SAGE Journals: Your gateway to world-class journal research https://journals.sagepub.com
  11. ​Why Pot Makes You Paranoid—but Mellows Out Your Buddies https://www.menshealth.com
  12. Estrogen increases cannabis sensitivity, study shows https://www.sciencedaily.com
  13. Rapid CB1 cannabinoid receptor desensitization defines the time course of ERK1/2 MAP kinase signaling https://www.sciencedirect.com
  14. Regulation of CB1 cannabinoid receptor internalization by a promiscuous phosphorylation-dependent mechanism https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  15. Reversible and regionally selective downregulation of brain cannabinoid CB1 receptors in chronic daily cannabis smokers https://www.ncbi.nlm.nih.gov
  16. Low-dose THC can relieve stress; more does just the opposite https://www.sciencedaily.com
Aviso legal:
Este conteúdo destina-se apenas a fins educativos. A informação fornecida é fruto do trabalho de pesquisa e de recolha realizada a partir de fontes externas.

TEM 18 ANOS OU MAIS?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.