O Guia de Cultivo da Canábis pela Royal Queen Seeds

By Luke Sumpter

Relatório de cultivo da Apollo F1

cover-long

Procura cultivar a Apollo F1? Bem, está no sítio certo para um pouco de inspiração! Consulte o meu relatório de cultivo semanal para ficar a saber como é que adubei, reguei e colhi esta híbrida F1!


Relatório de Cultivo da Apollo F1: lista de equipamento

  • Caixa: Secret Jardin DS 120 W 120 × 60 × 178
  • Luzes: MIGRO 200+
  • Ventilação: TT Silent-M 100
  • Filtro: filtro Prima Klima PK 100/125
  • Ventoinha: ventoinha oscilante Koala × 2
  • Humidificador: Beurer LB 45
  • Solo: Mistura BioBizz Light
  • Vaso: Air-Pot de 11 l
  • Semente: Royal Queen Seeds
  • Nutrição: Nutrição Orgânica RQS

Apollo F1 - Set Up

Relatório de cultivo da Apollo F1: fase plântula (semana 1)

Bem-vindo ao meu diário de cultivo da Apollo F1! Abaixo, vai descobrir cada passo que dei para transformar a minha pequena semente numa planta madura e produtiva. Fiquei excitado por experimentar mais uma das primeiras verdadeiras híbridas F1. Tendo cultivado um par no passado, já tinha ficado impressionado com a sua potência, resiliência e produtividade. Assim sendo, acompanhe-me e comecemos!

  • Meio de cultivo: antes de colocar a minha semente no solo, tinha de criar um meio de cultivo para ela prosperar. Peguei no meu Air-Pot de 11 l e enchi-o com 5 l de mistura BioBizz Light. De seguida, decidi acrescentar uma mistura de nutrientes e de produtos biológicos que ajudariam a minha planta a assentar bem. Utilizei o seguinte:

Nutrição Orgânica Easy Boost RQS: 50 g

Rizobactérias RQS: 10 g

Mistura Micorriza RQS: 5 g

Misturei tudo minuciosamente. De seguida, adicionei mais 5 l de mistura BioBizz Light Mix e misturei novamente.

  • Germinação: após estruturar um meio de cultivo de alta qualidade, estava pronto para semear a minha semente. Saturei o meio de cultivo com água antes de fazer um pequeno orifício com 2 cm de profundidade no centro da superfície. Inseri a minha semente, polvilhei com mais um pouco de mistura micorriza RQS, cobri ligeiramente com solo e pulverizei.
  • Iluminação: as luzes MIGRO 200+ são constituídas por duas lâmpadas separadas. Tinha de configurá-las corretamente para assegurar uma dispersão uniforme da luz na minha caixa de cultivo. Suspendi cada lâmpada 35 cm horizontalmente a partir da linha média da caixa de cultivo. De seguida, posicionei-as verticalmente para ficarem suspensas a 35 cm acima do aro do meu Air-Pot. Comecei por manter ambas as lâmpadas a funcionar por 18 horas cada dia assim que o rebento da minha semente começou a sair do solo.
  • Estado da planta: a minha semente Apollo F1 germinou sem quaisquer problemas (conforme esperado de uma variedade F1). No final da semana, a minha plântula encontrava-se a cerca de 4 cm. Apresentava um caule robusto, dois cotilédones com um aspeto saudável e duas folhas verdadeiras emergentes.

Apollo F1 - Week 1

Relatório de cultivo da Apollo F1: fase vegetativa (semana 2–4)

Bem-vindo à fase vegetativa! Após um período de plântula bem-sucedido, estava ansioso por ver como a minha planta Apollo F1 se iria sair durante as semanas que se iam seguir. Descubra o que fiz para facilitar o crescimento de uma planta saudável e suculenta!

Semana 2

A minha planta ganhou um tamanho considerável durante esta altura, expondo por inteiro o vigor híbrido da Apollo F1.

  • Iluminação: reposicionei as minhas lâmpadas para ficarem suspensas a 35 cm verticalmente a partir da ponta da minha planta jovem. Mantive-as a funcionar por 18 horas por dia.
  • Nutrientes: nesta fase, a minha planta tinha todos os nutrientes de que precisava do meio de cultivo que tinha preparado na semana anterior. Tudo o que precisava era regar. Apliquei 1,5 l de água com pH ajustado para 6,0 no dia 1 da semana e novamente no dia 6.
  • Ambiente: medi a temperatura e a humidade com um higrómetro digital que tinha colocado na minha caixa de cultivo. registei uma temperatura média de 25 °C e uma humidade relativa de 50%.
  • Estado da planta: no final da semana 2, a minha planta situava-se nos 8,5 cm. Embora tivesse duplicado a altura no espaço de uma semana, também desenvolveu vários novos conjuntos de folhas lança verdes saborosas.

Apollo F1 - Week 2

Semana 3

A minha planta jovem continuou a crescer. Decidi iniciar a adubação para facilitar o seu crescimento célere e evitar quaisquer potenciais deficiências.

  • Iluminação: mantive ambas as lâmpadas a funcionar durante 18 horas cada dia.
  • Nutrientes: alimentei a minha planta no dia 2 da semana. Acrescentei 1 ml de Bigger Flowers do pack Bio Flowering Booster a 2 l de água com pH ajustado e reguei. No dia 6 da semana, reguei com mais 2 l e suprimir quaisquer nutrientes .
  • Ambiente: registei uma temperatura média de 25 °C e uma humidade relativa de 50%.
  • Estado da planta: a minha planta duplicou de tamanho e registava uma altura de 17 cm. Até aqui, tudo bem! O meu espécime Apollo F1 parecia super saudável e vibrante e não demonstrava quaisquer sinais de deficiências ou de doenças.

Semana 4

Bem-vindo ao final da semana da fase vegetativa — obrigado por continuarem por aqui! As coisas começaram a ficar muito excitantes nesta altura, principalmente porque começaram a aparecer algumas pré-flores maravilhosas.

  • Iluminação: Nenhuma surpresa aqui! Mantive as minhas lâmpadas a funcionar por 18 horas em cada dia.
  • Nutrientes: no dia 2 da semana, acrescentei um comprimido **Easy Grow Booster a 2 l de água com pH ajustado. apliquei 2 l à minha planta Apollo F1 e mimei as plantas do meu jardim com o resto. No dia 5 da semana, só administrei 2 l de água com pH ajustado.
  • Ambiente: registei uma temperatura ambiente de 26 ºC e uma humidade média de 50%.
  • Estado da planta: à medida que a minha planta passava da fase vegetativa para a fase de floração, esta situava-se nos 35 cm de altura. Conduzi uma ligeira desfolhação a meio da semana removendo várias folhas inferiores. Isto abriria acesso para a rega mais fácil e ajudaria a manter a cobertura arejada. Ainda assim, o meu espécime exuberante demonstrou zero sinais de dificuldades; nenhuma deficiência, doenças ou pragas. Parecia forte e vigorosa e reparei que se começaram a formar algumas pré-flores pequenas nos nós.

Apollo F1 - Week 4

Relatório de cultivo da Apollo F1: fase de floração (semana 5–11)

A Apollo F1 chegou à fase de floração com praticamente nenhum esforço. Toda a sua potente genética híbrida praticamente tomou conta da situação, isto além da adubação e rega ocasionais. Felizmente para mim, ela também permaneceu desta forma durante a fase de floração!

Semana 5

Para arrancar com a fase de floração, comecei com um pouco mais de desfolhação para abrir a cobertura ao ar e à luz. Também alterei ligeiramente o meu regime de nutrientes para promover o desenvolvimento saudável dos brotos.

  • Iluminação: continuei a deixar ambas as luzes a funcionar por 18 horas por dia.
  • Nutrientes: no dia 2 da semana, acrescentei os seguintes nutrientes a 2 l de água com pH ajustado:

0,8 ml de Thicker Flowers

1 ml de Bigger Flowers

No dia 6, reguei com mais 2 l de água com pH ajustado.

  • Ambiente: Registei uma temperatura média de 28 ºC e uma humidade relativa de 50%.
  • Estado da planta: a minha planta apresentava uma altura discreta de 35 cm no final da primeira semana de floração. As pré-flores pequenas começaram a desenvolver flores pistiladas totalmente formadas e começaram a emitir um aroma subtil.

Apollo F1 - Week 5

Semana 6

A Apollo F1 continuou a impressionar-me à medida que as semanas passavam. Com zero treino e apenas ligeira desfolhação, ela formou naturalmente uma cobertura compacta e lateralmente orientada, perfeita para espaços de cultivo mais pequenos.

  • Iluminação: mantive um ciclo de iluminação de 18 horas ligado e 6 horas desligado.
  • Nutrientes: no dia 2 da semana, acrescentei metade de um comprimido Easy Bloom Booster a 2,5 l de água e alimentei a minha planta. No dia 6, acrescentei o seguinte a 2 l de água e apliquei:

1,2 ml de Thicker Flowers

1,6 ml de Bigger Flowers

0,8 ml de Sweet Flowers

  • Ambiente: registei uma temperatura média de 28 ºC e humidade de 45%.
  • Estado da planta: a minha planta tinha atingido uma altura de 39 cm. A sua cobertura estava agora a começar a encher-se de colas pequenas, mas aromáticas.

Apollo F1 - Week 6

Semana 7

A minha planta Apollo F1 continuou tranquila durante a semana 7 do ciclo de cultivo. As suas flores encheram-se de ramos e muitos mais tricomas começaram a aparecer.

  • Iluminação: adivinhou! Mantive as minhas lâmpadas ligadas por 18 horas cada dia.
  • Nutrientes: acrescentei o seguinte a 2,5 l de água e apliquei no dia 2 da semana:

2 ml de Thicker Flowers

2,5 ml de Bigger Flowers

1 ml de Sweet Flowers

No dia 5 da semana, reguei a minha planta com metade de um comprimido Easy Bloom Booster dissolvido em 2,5 l de água.

  • Ambiente: registei uma temperatura média de 28 ºC e uma humidade relativa de 45%.
  • Estado da planta: a Apollo F1 parecia deslumbrante nesta altura. Os seus brotos estavam a ficar cada vez mais brilhantes nesta altura e a cada dia que passava. Reparei em algumas folhas amarelas na parte inferior da planta e associei isto à maturidade. Desfolhei-as e acrescentei-as ao composto.

Apollo F1 - Week 7

Semana 8

A semana 8 do ciclo de cultivo assinalou o final da adubação. Após mais duas aplicações de nutrientes, iria iniciar a lavagem.

  • Iluminação: continuei a manter as lâmpadas a funcionar por 18 horas por dia.
  • Nutrientes: acrescentei o seguinte a 2,5 l de água e apliquei no dia dois da semana:

2 ml de Thicker Flowers

2,5 ml de Bigger Flowers

1 ml de Sweet Flowers

Também apliquei a mesma adubação Easy Bloom Booster da semana anterior.

  • Ambiente: registei uma temperatura ambiente de 28 ºC e uma humidade de 45%.
  • Estado da planta: após a última semana de adubação, a minha planta parecia saudável, em termos gerais. Ela apresentava uma cobertura densa e verde-escura. Os seus brotos estavam a tornar-se maiores e mais maduros, com alguns estigmas a começarem a mudar de branco para laranja.

Apollo F1 - Week 8

Semanas 9, 10 e 11

As últimas três semanas foram ainda mais tranquilas. Restringi todos os nutrientes para lavar as minhas plantas numa tentativa de melhorar o sabor e a suavidade dos brotos.

  • Iluminação: mantive as minhas luzes a funcionar por 18 horas por dia por pelo menos 3 semanas.
  • Nutrientes: deixei de colocar nutrientes e reguei com 2,5 l de água com pH ajustado nos dias 2 e 5 das restantes semanas.
  • Ambiente: registei uma temperatura média de 28 ºC e uma humidade relativa de 45%.
  • Estado da planta: a minha planta tinha amarelecido significativamente após a lavagem. No entanto, os brotos estavam repletos de tricomas, revestidos de resina e cobertos com pistilos laranja escuros; eles estavam maduros e prontos a colher!

Apollo F1 - Week 9, 10, 11

Diário de cultivo da Apollo F1: colheita

Cortei a minha planta na base e pendurei-a de pernas para o ar na minha caixa de cultivo. Mantive as lâmpadas desligadas e as ventoinhas a funcionar por vários dias até que os ramos ficassem secos, ao ponto de partirem quando dobrados. Cortei os meus brotos a seco e curei-os por 6 semanas antes de os fumar. No geral, colhi 49 g de flores polidas, bonitas e potentes.

Atributos genéticos da Apollo F1

A Apollo F1 encontra-se entre a primeira vaga de verdadeiras híbridas de canábis F1. Estas variedades são criadas durante um processo longo e complexo que envolve cruzar duas linhas progenitoras muitíssimo puras. Isto resulta na cria com vigor híbrido. Simplificando, isto significa que as plantas são mais potentes, produtivas, resistentes a doenças e muito mais fáceis de cultivar. Os produtores da RQS criaram a Apollo F1 começando pelas linhagens progenitoras Lemon, Black Domina e Sugar Magnolia.

Características de cultivo da Apollo F1

Conforme viram no relatório de cultivo supra, a Apollo F1 mantém uma estrutura pequena e compacta e não excede uma altura de 75 cm. Utilize um vaso de 11 l e mantê-la-á abaixo dos 40 cm. A desfolhação pela luz e o LST ajudarão a manter a sua cobertura mais iluminada e arejada. Além do mais, ela precisa de gestão mínima. A sua natureza autoflorescente célere significa que passa de rebento à colheita em apenas 75 dias.

Efeitos, aroma e sabor da Apollo F1

A Apollo F1 apresenta um conteúdo massivo de THC e proporciona uma moca cognitiva que atua rapidamente. Fume estes brotos sempre que precisar de um pouco de inspiração criativa. Os níveis elevados dos terpenos cariofileno, farneceno e terpinoleno proporcionam sabores de baunilha, pinho e cítricos a cada passa.

Video id: 875971450

Tem 18 anos ou mais?

Os conteúdos da RoyalQueenSeeds.com são aconselháveis apenas para adultos e reservados a pessoas com idade legal.

Certifique-se que conhece as leis do seu país.

Ao clicar ENTRAR, confirma
que tem
18 anos ou mais.

Localizador de Guias de Cultivo

Categorias
eKomi silver seal
4.7 de 5
com base em 37804 avaliações